segunda-feira, 14 de julho de 2014

Diário de Oracão 8º Dia - É na comunhão que a benção é ordenada


Reconciliação é se abrir pra renascer

Dom que vem de Deus faz o deserto florecer...

“Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”
1 João 1:6-7

Comunhão: Ato de realizar ou desenvolver alguma coisa em conjunto.
Harmonia no modo de sentir, pensar, agir; identificação: comunhão de pensamentos.
Em que há união ou ligação; compartilhamento
.
A definição de comunhão define muita coisa no nosso modo de agir como cristãos. A partir do momento que não experimentamos comunhão, precisamos urgentemente da Palavra de Deus para nos alinhar novamente ao padrão que Deus requer para que sua benção flua sobre nos. Onde há luz não há trevas. Se Deus está em um lugar, Satanás não entra. Precisamos perceber isto no nosso dia a dia, nos nossos relacionamentos e e muitas vezes, para se ter ou reconquistar a comunhão, precisamos nos reconciliar com nosso irmão. Ainda assim vale a pena, pois Deus habita na comunhão:
Sem mais, irmãos, despeço-me de vocês! Procurem aperfeiçoar-se, exortem-se mutuamente, tenham um só pensamento, vivam em paz. E o Deus de amor e paz estará com vocês
2 Coríntios 13:11
Reconciliar-se é um passo difícil de se dar. Requer atitude, coragem, amor e humildade. Quando estamos feridos com alguém e achamos que a culpa é do outro esperamos que a reconciliação venha de quem nos ofendeu mas a palavra diz algo que nos tira da zona de conforto  nos faz repensar em nosso cristianismo:

Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta

Mateus 5.23-24
Em outras palavras, posso  nao ter feito nada, mas se alguém está chateado comigo vou até ele saber o que houve e assim consertar o que se quebrou, se quero que Deus continue habitando ali, na minha vida, na vida do meu irmão, no ambiente que vivemos.
Em um ambiente de comunhão satanás não encontra brecha para agir porque na comunhão Deus está. É lá que a benção é ordenada e a oferta é aceita:
Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união!
É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desceu sobre a barba, a barba de Arão, que desceu sobre a gola das suas vestes;
como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o Senhor ordenou a bênção, a vida para sempre.

Salmos 133:1-3

Se quero que Deus receba a minha oferta e abençoe a minha vida preciso viver em comunhão com as pessoas. Preciso servi-las e ama-las como Jesus nos ensinou. Em um ambiente de comunhão a unção flui, ninguém fica”travado” naquilo que Deus chamou pra fazer, o corpo de Cristo vence porque uns cobrem os outros de oração e amor e assim o inimigo é envergonhado.
Quer a derrota de Satanás? Então vença o seu orgulho e reconcilie-se.
É fato também que a comunhão requer relacionamento e quanto mais conhecermos as pessoas, mais veremos seus defeitos. O segredo da reconciliação está em ve-las como Deus as vê. A partir desta ótica perdoamos mais, relevamos mais e amamos mais porque entendemos que o sangue de Jesus foi derramado por elas também e que elas falham tanto quanto nós.

Para meditar: Salmos 133 / I Pedro 4.9 / Filipenses 2.1-2 / Colossenses 3.16 / Romanos 12.10 / Hebreus 10.24-25

Curtiu o Blog? Registre aqui!