sábado, 30 de junho de 2012

Diário de Oração: 24º Dia - A importância da benção dos pais - Parte II

          A benção é uma dessas veredas antigas e seu significado é “liberar para prosperar”. Deus colocou nossos pais para essa função de nos liberarem, autorizarem para sermos prósperos, ou seja, obtermos êxito em todas as áreas da nossa vida. A benção é também uma forma de transmitir a identidade e destino de Deus pra nós: quem eu sou e o que faço aqui, porém o diabo tem sua identidade e destino também. Pessoas que são abençoadas normalmente tem sua descendência próspera, o que não acontece com aquelas que que não foram abençoadas por seus antepassados. (Lembrando que prosperidade não quer dizer só na área financeira, mas em relacionamentos, projetos de vida, etc).

          Na bíblia tem um exemplo bem legal sobre isso: Esaú e Jacó. Eles sabiam que a benção do pai era algo tão poderosa e importante que Jacó estava disposto a enganar seu pai para obtê-la. Jacó obteve a benção de seu pai, e como resultado, sua descendência, o povo de Israel, prosperou abundantemente em muitas gerações, ao contrário da descendência de Esaú, os edomitas, que foi marcada por guerras (Veja Gênesis 27.41, Obadias 1.1-9, Malaquias 1.4, Êxodo 1.7). 
 
          Quando temos a benção de nossos pais, recebemos essa identidade que Deus planejou pra gente e temos a certeza de que somos amados e aceitos. Você já conheceu alguém que passou anos e anos e a vida da pessoa não saiu do lugar ou ainda, uma pessoa que aos 50 anos, ainda não sabia o que queria da vida? Deus nunca planejou isto para nós.

          Se você gosta daquela pessoa que seus pais não aprovam, talvez seja hora de parar e refletir. Se você deseja obter sucesso na vida como um todo, conte com a bênçãos dos seus pais.  Se você nunca teve isso, se arrependa diante deles e do Senhor. Se você não os tiver, peça a Deus que mostre alguém próximo: um parente, um pastor, para cumprir este papel, mas não despreze este conselho que Deus deixa pra nós. Ouvir aos nossos pais nos garante muitas bênçãos no futuro e muito menos dores de cabeça pra nós. 

A benção do Senhor enriquece, e com ela, ele não traz desgosto
Provérbios 10.22

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Diário de Oração: 23º Dia - A importância da benção dos pais


          A cada dia, mais e mais, vivemos uma tragédia ao nos afastarmos da vida que Deus planejou para nós. Uma vida sem confusão, uma vida próspera.
      No fundo, todos nós ansiamos em ser abençoados por Deus, por nossos pais ou pessoas especiais em nossa vida, mas, quando somos contrariados em alguma decisão a tomar e alguém não quer nos abençoar, damos as costas e reclamamos e achamos que que o mundo conspira contra nós. Talvez por causa disto, hoje em dia, o comum se tornou namorar sem considerar o que os pais acham ou na pior das hipóteses namorar sem os pais saber. Os jovens de hoje mal sabe o que é a benção.
          Tenho uma lembrança de infância: ,quando eu visitava alguns parentes paternos era comum as pessoas dizerem benção tio(a)”, ou “benção vó” e beijarem sua mão. Eu achava aquilo super bonito, mas esquisito para mim. Eu queria ser abençoada, mas pedir a benção “e beijar a mão” não era algo comum para mim rs. Ainda sim, como cresci sempre cercada de pessoas que temiam a Deus, as bênçãos dos meus pais eram importantes pra mim. Desde uma troca de emprego a algum namorado, eles sempre souberam de tudo e eu ansiava sempre pela aprovação deles (de algum modo eu tinha a certeza que era a coisa certa a se fazer).
        Em Jeremias 6.16 tem uma passagem reveladora: “Assim, diz o Senhor: Ponde-vos à margem no caminho e vede, perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho; andai por ele e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos”. Fico pensando em como as coisas mudaram desde o tempo de Jeremias até os nossos dias. Quantos mil anos se passaram desde que Deus nos deixou um conselho de que seguíssemos seus caminhos e já naquela época as pessoas se recusavam. Procurando o significado da palavra “antiga” no hebraico, quer dizer OLAM, que quer dizer, algo de muita duração, uma vida inteira, uma eternidade. Deus queria que andássemos nas suas veredas antigas para que não vivêssemos agitados de um lado para o outro, mas em descanso. Quem vive em descanso hoje em dia? 
"Se atentamente ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o Senhor teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. Se ouvires a voz do Senhor, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bençãos..."
Deuteronômio 28.1-2
Continua...
        

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Diário de Oração: 22º Dia - Uma mulher e seus 5 maridos

 “Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água para que eu não tenha mais sede, nem precise vir aqui buscá-la. Disse-lhe Jesus: Vai, chama teu marido e vem cá; ao que lhe respondeu a mulher: Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e esse que agora tens não é teu marido; isto disseste em verdade. Senhor, disse-lhe a mulher, vejo que tu és profeta".
João 4.13-19
          Hoje em dia, na mesma proporção em que as pessoas se casam,elas se separam, mas, ter vários relacionamentos não é algo da atualidade. Já na época de Jesus isto já existia e num belo dia, cansado de uma viagem, Jesus vai para junto de um  poço e lá conhece uma mulher samaritana.
          Ele puxa assunto com ela e ela, fica assustada. Jesus era judeu e ela, uma samaritana e por questões religiosas, esses povos não se falavam. Jesus, quebra todo o “protocolo” religioso e mesmo assim se aproxima dela.
        Neste diálogo, ele descobre que a mulher tem uma necessidade além de simplesmente retirar água junto do poço: ela quer beber de uma água especial, uma água que não traz sede novamente. Uma água que, uma vez que se tem, não precisa voltar ao mesmo lugar pra pegar novamente, porque a água que Jesus oferecia pra ela, era para sempre.
          Imagine esta mulher, ao saber que um desconhecido oferece este tipo de água e que além disso manda chamar alguém que deveria ser importante pra ela: seu marido.
          Aquela mulher não tinha marido e ela fala pra Jesus a sua realidade. Jesus a surpreende com uma afirmação dizendo que além daquilo que ela falava, ela já tivera 5 maridos. Assim, ela acredita que aquele homem não era simplesmente um desconhecido, mas alguém que acabara de revelar a sua vida.
      O que leva uma pessoa a ter 5 maridos? Se, ter um marido é ter um relacionamento importante, muito sério, que talvez dure alguns anos, o que será que aconteceu para ela se separar tantas vezes? Será que todos eles morreram? Ainda assim, a mulher samaritana buscava por algo que a fizesse feliz e assim, 5 maridos ela teve. E continuava infeliz.
      Jesus conhecia a condição dela de mulher. Ele não viu apenas o exterior de alguém que vinha retirar água do poço. Ele viu a necessidade na sua alma solitária, talvez rejeitada, procurando por algo pra preencher seu coração. Foi isso que chamou a atenção dela ao dizer pra ele: “Senhor, dá-me dessa água para que eu não tenha mais sede, nem precise vir aqui buscá-la”. Jesus era o maior interessado em dar não só pra ela, mas ao seu marido, se ela tivesse, dessa água que cessa toda a sede.
      Após essa revelação de como estava a sua vida, a mulher sai correndo para contar aos outros. Assim, pela história dela, muitos creram em Jesus, mas além disso, outros puderam ver por si mesmos que Jesus era de fato o Salvador (verso 42).
      Muitos de nós já entregou nosso coração para muitas pessoas, quem sabe, muito mais que 5 maridos ou 5 esposas e no final, ainda estávamos desamparados e sozinhos.  Estávamos como a mulher samaritana, se envolvendo em relacionamentos para ser aceita, ser parte de algo importante, quem sabe de uma família. Diante de Deus, todos os nossos fracassos são revelados e de Deus não podemos esconder nada. Ainda sim, ele quer curar nossa ferida, preencher nosso coração com tudo aquilo que ele tem para nos dar vida.
      Ainda vale a pena entregar o coração para o Salvador e deixar que ele regue nosso coração com as suas águas. O final disso você pode imaginar: uma vida de testemunho que faz com que outros vejam que milagres ainda acontecem em nossos dias. 
Porque o teu Criador é o teu marido; o Senhor dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra”.
Isaías 54.5
JS
Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Isaías 54:5
orque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Isaías 54:5
Porque o teu Criador é o teu marido; o SENHOR dos Exércitos é o seu nome; e o Santo de Israel é o teu Redentor; que é chamado o Deus de toda a terra. Isaías 54:5

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Diário de Oração: 21º Dia - Liderança no lar - Parte II

"Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"
Amós 3:3

          Desejo paz a todos pessoal 

         Ontem falamos sobre ser líder no lar como Jesus foi, lavando os pés, servindo uns aos outros e hoje quero compartilhar sobre o que é "servir ao outro". 

          Para você que um dia vai se casar, para liderar sua família ou em qualquer lugar, nós precisamos servir aquele que é nosso liderado. Por exemplo, quando eu me tornar pai, vou liderar meu filho servindo-o nas suas necessidades. Vou precisar corrigi-lo mas não vou agir como um controlador. Usarei de autoridade que Deus me confiou e para isto, conquistarei meu filho para o uso dessa autoridade. Entretanto, para isto acontecer, algo precisa ser feito antes que é:  abrir mão para conquistar a pessoa desejada. Abrir mão tem tudo a ver com servir. Quando servimos, pensamos no outro e o andar de acordo, muitas vezes nos faz abrir mão dos nossos desejos em favor do outro para haver paz.

         Antes de tudo, dentro do lar, temos que conquistar nossa família, nossos parentes, irmãos, pais, chefes etc...Somente após isso, após essa conquista, teremos o respeito deles e de forma natural, eles poderão fazer o que pedirmos. Muitas brigas poderiam ser evitadas se entendessemos esse princípio.

         Certa vez a Jack foi almoçar com uma amiga e essa amiga falou para ela "não sei o que faço com minha filha pois ela não conversa comigo. O que faço Jack?"

        A Jack respondeu: "Quantos anos você e sua filha tem?. Veja, sua filha não quer alguém no pé dela falando coisas de gente adulta. Ela quer conversar com uma pessoa como ela, com as mesmas idéias e pensamentos que ela tem para se sentir compreendida. Então, compre uma revista de adolescentes, leia, e depois converse com ela sobre os mesmos assuntos. Depois disso, aconselhe-a sobre as situações da vida".

          Depois de alguns dias ela agradeceu a Jack. (No fundo, acho que a Jack tem unção para ser mãe rsr.)

          Veja, muitos erros acontecem por querermos que as pessoas só nos obedeçam e não foi isso que Jesus nos ensinou. Jesus primeiro conquistou os discípulos para depois, eles servirem a ele de coração. Temos que cumprir esses princípios de abrir mão e conquistar para termos um lar em harmonia para nossa família. Vamos ver três simples exemplos:

Jesus abriu mão de estar no céu com o Pai para salvar toda a humanidade.
Moisés abriu mão de ficar no Egito, com toda riqueza que tinha, para ficar com o povo de Deus.
Nossos pais abrem mão de algo melhor para eles por amor de nós.

         São pequenos exemplos deixados para nós todos, líderes do lar, que nos ensinam a abrir mão de alguma coisa para conquistar nossa família. Exerça portanto, sua liderança, na autoridade que Deus confiou a você, conquistando, servindo e amando as pessoas.

RS

terça-feira, 26 de junho de 2012

Diário de Oração: 20º Dia - Liderança no lar

"Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o ser Pastor, excelente obra deseja. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, 
com toda a modéstia porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, 
terá cuidado da igreja de Deus?) - 1 Timóteo 3:1-5
                                                                      
           Sempre achei que liderar era mandar nas pessoas, e elas teriam que cumprir nossa ordem. Eu estava bastante enganado sobre isso e hoje peço perdão para todos as pessoas que eu magoei.
       Sabe, sobre este assunto, seja na igreja, trabalho, família ou em nosso país, tem muitas pessoas frustradas, tristes etc por causa delas mesmas que não souberam liderar ou por causa dos líderes que tiveram.
        Veja, na igreja por exemplo, há líderes falando algo como: "se você não me obedecer está em pecado", ou no trabalho, pessoas fazendo as coisas por obrigação e depois falando mal do chefe pela as costas. Na família, há mulheres e filhos reclamando da liderança do pai, desabafando algo como: "nossa, como meu marido é chato", ou o filho " nossa, meu pai é só por Deus" (ou um porre em algumas linguagens). Será que isto é familiar pra você?
          Fala sério, você acha mesmo que Deus quer isto para seu povo? Nós somos povo de Deus e como povo Dele, devemos viver alegres e felizez sem jugo e sem peso. E isto vale principalmente para família e para você que um dia quer ter uma.
            Deus fala na palavra Dele que nós somos chamados para servir (e não mandar) uns aos outros.
    “Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido”. João 13:5
          Jesus, o Todo Poderoso lavou os pés dos discípulos, servindo a eles, e hoje em nosso dias porque isso não acontece? Jesus deixou o seu exemplo para que pudéssemos fazer o mesmo, servindo em nossa família, lavando os pés dos pais, filhos, chefes, pastores e líderes.
           Seja um líder em todas as áreas como Jesus foi, começando pela sua casa, pois ele tinha os discípulos como sua família e assim os serviu.
RS

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Diário de Oração: 19º Dia - Melhor de Deus

Olá!

          Esses dias estava me lembrando de um cara que conheci alguns anos chamado Digo*.

      O Digo era tudo de bom; aquele garoto simpático, que todos gostavam, servo de Deus e sensível. Uma amiga nossa em comum nos apresentou e começamos a sair. Saímos bem poucas vezes, o suficiente para eu achar que ele era o cara certo pra mim (de novo)!

         Um dia, ele muito esperto, me chamou para ir a sua igreja para então conhecer o pastor dele. E eu fui. Achei tãoooo estranho aquilo, mas por causa dele fui. Chegando lá no escritório do pastor, que era um senhor bem velhinho, começou a conversar conosco sobre um verdadeiro casamento, valores importantes e a base dele para nós cristãos. De repente ele me pergunta: "filha, porque você acha que vai para o céu". Eu disse "o quê?, como assim?".

          E novamente ele me perguntou, "porque você acha que vai para o céu?". Fiquei pensando o que aquela conversa tinha a ver comigo e com o Digo. Aí respondi: "Eu vou para a igreja, para os ensaios do louvor, para o seminário, então, sou uma boa cristã" (por Deus, eu queria que ele desse um ok logo para o Digo e eu vivermos felizes para sempre!). Achei que tinha dado a super resposta pra ele, até que ele me disse de novo: "Este é o erro de muitas pessoas. Elas acham que o que elas fazem de bom, o que elas fazem na igreja lhes garante o céu, mas, vamos para o céu não por causa dessas coisas, mas sim, pela fé que temos no filho de Deus ao crermos que ele morreu por nós para nos dar vida eterna". O Digo só ficou olhando e eu fiquei com aquela cara de interrogacão tipo "Ah..."

       Enfim, ele continuou conversando conosco sobre a importância de termos fixados no nosso coração os valores cristãos sobre fé e vida eterna, para depois pensarmos no casamento. No momento das dificuldades, são esses valores que nos sustentam. Quando as dificuldades virem no casamento, saberemos a quem recorrer pois nossa fé estará firmada em algo eterno. Era isso que ele queria nos ensinar.

       Bem, saí de lá arrasada. Tinha entendido que não era tempo de namoro para mim e para o Digo. Ainda éramos imaturos em algumas coisas e a gente precisava de mais tempo. Naquele dia, me despedi do Digo e fui embora. Nunca mais o vi novamente.

       Se você está passando por algo parecido e entende que Deus está falando com você, não tenha medo do "não" de Deus. Ele sabe o que é melhor pra você, pode ter certeza!

       A lição que tiro com isso é como Deus cuida da gente e como Deus amava o Digo. Ele tinha um pastor preocupado com o futuro casamento dele e como ele nem me conhecia, também queria que eu fosse abençoada. Naquele momento eu queria namorar, mas eu vejo que Deus usou a vida dele para nos mostrar que há mais coisas importantes do que se casar. Na hora fiquei triste, mas hoje me alegro porque graças aquela conversa, continuei vivendo algum tempo solteira até conhecer o Renato. Deus não é mesmo maravilhoso?!!!

"E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela". 
Hebreus 12.11

* O nome está alterado para preservar a identidade dele. Não queremos que ele morra de vergonha né?sr

domingo, 24 de junho de 2012

Diário de Oração: 18º Dia - Arrependimento de obras

"E, ouvindo estas coisas, apaziguaram-se, e glorificaram a Deus, dizendo: Na verdade até aos gentios deu Deus o arrependimento para a vida".
Atos 11.118

Amados...

        Não queria escrever ao acordar. São aqueles momentos que a gente não pode perder sabe...acabo de ter alguns momentos muito marcantes na presença de Deus... pude agradecer, interceder por algumas pessoas, chorar e assim e Ele me levou a orar por arrependimento.

     Quantos de nós gostaria de voltar no tempo e mudar algumas ou tantas coisas. "Ah, se eu pudesse voltar no tempo...", não é assim que pensamos? Ficamos muito ocupados com tantas coisas e muitas vezes carregamos culpas do tamanho do universo. E a carregamos por um longo tempo principalmente por sabermos que aquele tempo não voltará mais. É tempo de parar. Parar para buscar a face do Senhor e se arrepender das obras que tem nos levado a morrer aos poucos.

     Talvez, assim como eu já tive (e as vezes tenho), vocês tenham algo para se arrepender: relacionamentos que não deramcerto, tentativas de suicídio, drogas, sentimento de autocomiseração (pena de si mesmo), egoísmo, ser o centro das atenções, de confiar em pessoas ao invés do Senhor, fazer as coisas do seu jeito, de falar palavras que feriram, de não perdoar aqueles que te machuraram...se a sua lista for tão imensa que nem você saber mais do que se arrepender, Deus somente espera que você venha a ele e converse com ele e apresente diante dele as suas feridas... e Ele é quem curará.

     Deus não tem filhos "mortos-vivos", sabe. Aquilo que está morto por dentro ele quer ressucitar. O arrependimento gera vida. Deus é um Deus de novas oportunidades e de "segunda", "terceira" ou quantas chances você precisar e hoje é sua nova chance. Se acerte com Deus e com as pessoas. Em Salmos 51.17 o Senhor diz que o sacrifício que o agrada são o espírito humilde que ele não rejeita e um coração humilde e arrependido. Vamos nos arrepender das nossas obras ruins para termos vida.

      Separe alguns instantes do seu dia ou da sua noite e peça pra Deus falar com você. Peça pra ele mostrar o que está errado na sua vida, o que precisa ser alinhado, o que precisa de correção. Como Pai, ele corrige o filho a quem ama para um dia tê-lo junto no céu para sempre. Abra o seu coração neste domingo, se conserte com pessoas dentro da sua casa, amigos... mande emails, telefone, visite...não espere até ser tarde demais. Deixe a vida fluir dentro de você para você sentir algo maravilhoso: Alegria!

sábado, 23 de junho de 2012

Diário de Oração: 17º Dia - Quem sou eu em Cristo

A paz queridos! ;)

          Hoje foi um dia muito legal. Vocês já conheceram alguém que só de estar perto você sente paz? A pessoa não precisa falar nada que você sente a presença do Senhor, mas quando fala, você só fica ouvindo, só recebendo o que Deus tem pra falar com a gente. Fui rever um casal de amigos que eu não via há um ano e eles são assim: simples e cheio da presença do Pai.

          Minha amiga me deu um pequeno papel que continha alguns lembretes dizendo "quem sou eu em Cristo". Inclusive fui até a sua casa para que me ajudasse em oração e aconselhasse meu esposo e eu sobre algumas situações que estamos enfrentando. Como sei que Deus não faz nada por acaso, pensei que de repente, o Pai gostaria apenas que soubessemos disto e assim, quis compartilhar no diário de hoje.

Quem sou eu em Cristo

Eu fui escolhida por Deus - Ef 1.4
Eu fui adotada por Deus - Ef 1.5
Eu sou filha de Deus em sua família - I Jo 3.1
Eu fui perdoada em todos os meus pecados - I Jo 1.19
Eu me reconciliei com Deus em harmonia - Rm 5.10
Deus me sê sã, inculpável e irrepreensível - Cl 1.21-22
Eu fui selada com o Espírito Santo de Deus - Ef 1.13
Eu fui chamada para cumprir o propósito de Deus - Rm 8.28-30
Eu sou uma cidadã plena entre o povo de Deus - Ef 2.19
Eu fui justificada - declarada justa diante de Deus - Rm 5.1
Eu fui santificada- separada pelo Espírito Santo - I Co 6.11
Eu fui redimida - comprada pelo sangue de Cristo - Ef 1.7
Eu fui purificada de todo pecado pelo sangue de Cristo - I Jo 1.7
Eu sou embaixadora de Cristo - 2 Co 5.20
Eu sou completa em Cristo- Cl 2.10
Eu sou herdeira de Deus e co-herdeira com Cristo - I Jo 1.7
Estou sendo moldada conforme a imagem de Cristo - Rm 8.29

          Vi este pequeno papel como um lembrete de Deus quase dizendo pra mim: "Hei, eu te amo, você é importante pra mim. Tenho planos para sua vida, você precisa que eu desenhe?"

         Quando se sentir por baixo, inferiorizada, complexada, infeliz ou qualquer outro estado negativo, vamos nos lembrar da nossa verdadeira identidade, dessas pequenas frases com grande poder pra nossa vida. Vamos nos lembrar agora e sempre quem somos em Cristo ;)

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Diário de Oração: 16º Dia - Submissão

Oi pessoal

      É comum as pessoas temerem esta palavrinha chamada "submissão" e talvez, até seja compreensível. Hoje em dia não são mais os homens os "mandões" da situação. Existem muitas mulheres mandonas que submeter-se está a anos luz de sua mente. Se você foi como eu que por muito tempo submissão soou algo como "eu mando e você obedece", ou "é minha tarefa decidir e a sua não questionar", se submeter parece ser algo penoso, difícil, algo para se possível "não vamos falar sobre este assunto".

          Mas, graças a Deus que Ele é um Deus de amor e não vê como o homem vê e não pensa como o homem pensa! Aliás, a mente de Deus, quem pode decifrar?

         Parece que hoje em dia se submeter está cada vez mais difícil. Muita gente não quer se relacionar seriamente, não querem se casar só de imaginar em baixar a cabeça para outra pessoa. Independência e submissão tem uma linha muito tênue entre si. Na vida independente de muitas pessoas também não há espaço para se submeter a outra. Seja homem ou mulher, as pessoas querem o seu espaço no mundo, cada um no seu quadrado, meu salário, seu salário, e portanto, para algumas pessoas que pretendem se casar, submissão talvez, não é algo que está entre as prioridades no relacionamento.

      Estamos no mundo moderno com tanto liberalismo e feminismo que se submeter se torna algo como careta, sem valor; submete-se as pessoas que não tem opinião, passivas, que não tem quem as defenda e por aí vai. Mas será que Deus queria tivéssemos uma visão tão negativa e opressora do que Ele mesmo lá trás nos ensinou que era tão importante?

      Se pegarmos algumas definições atuais de submissão, possivelmente vamos encontrar algo como: baixeza, degradação, pequenez, acordo, escravidão, etc, ou obediência voluntária, humildade, humilhação, ou ainda na melhor das hipóteses, disposição para obedecer, entendimento, unidade, brandura, etc. Olha quantas definições negativas e positivas de uma mesma palavra.

       Vi em uma enciclopédia bíblica que tenho aqui em casa a seguinte definição: Ato ou efeito de se submeter a outro (a uma autoridade, a uma lei etc.); disposição para aceitar um estado de dependência. Até acrescentaria como definição, "dar a preferência a".
      Em Romanos 12.10 a bíblia nos ensina a amar uns aos outros e preferir em honra uns aos outros. Você dar preferência a alguém , honrar alguém, também é um ato de submissão bíblica. Agora, olha que legal um versículo na bíblia sobre submissão:
      "Levantando-se contra ti o espírito do governador, não deixes o teu lugar, porque a submissão é um remédio que aplaca grandes ofensas".  Eclesiástes 10.4. Este texto pode ser interpretado como "quando um não quer, dois não brigam". Submeter-se não quer dizer se rebaixar mas, ceder para evitar ofensas ou algo maior, significa ser um pacificador e como faltam os pacificadores hoje em dia..."Bem aventurado os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus" Mateus 5.9
      Como tudo o Ele faz é bom, Deus criou a submissão também para ser vista como algo bom. Hoje em dia, muitas pessoas colocam peso nas outras dizendo coisas do tipo: “olha se você não agir assim Deus vai te castigar", ou "mulher, vem logo lavar minha roupa” (e outras afirmações a mais) e Jesus fala que o único fardo que devemos ter é o dele porque é leve:
"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou mando e humilde de coração; e encontrarei descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave eo meu fardo é leve". 
Mateus 11.28-30 
           Quando Eva foi criada, ela não foi tirada do pé de Adão e sim de sua costela (Gênesis 2.22). Foi tirada de uma lateral do corpo e Eva tinha uma missão: ser uma ajudadora idônea para Adão (Gênesis 2.18), ou seja, não era bom Adão viver sozinho e Deus fez alguém que andasse lado a lado com ele. Pela palavra, submissão é portanto, um sinal de igualdade (Efésios 5.21). Eva não foi feita para ser rebaixada e humilhada, mas o plano de Deus era que ela fosse alguém com habilidades importantes para ajudar a Adão que tinha que dominar a terra (Gênesis 1.26,28). Assim Deus estava criando a família. Eva poderia reclamar e pedir a Deus outras mulheres, fazendo uma revolução feminista no jardim do Eden, mas ela escolheu aceitar sua missão. Adão não foi feito para dominar Eva, mas ela se sujeitava a ele, o auxiliava, porque era isso que ela tinha recebido como missão ao ser criada.
           Por isso a bíblia diz que a mulher deve se sujeitar ao marido (Efésios 5.22). Isto não quer dizer que ela está se rebaixando, mas está o ajudando a cumprir com o papel dele como homem de Deus e do lar. Como mulheres, estamos edificando a nossa casa. E sabe qual o papel do homem? Amar como Cristo amou e deu sua própria vida pela igreja. Quem não se submeteria a alguém assim?
           Apesar de escolhas que fazemos ao longo da vida, não tenha medo de se submeter.  A submissão tem que ser algo voluntário e não uma obrigação. Jesus se submeteu ao plano de Deus morrendo por nós em nosso lugar. Jesus, morrendo e ressurgindo, nos conquista para Deus. Como resultado, aceitamos o seu amor e por causa deste amor, nos submetemos a ele. Entendem? Quando Deus nos pede algo, fazemos não por obrigação, mas porque o amamos. Isto é submissão: você faz por que quer e não porque te obrigaram a fazer. Quem entende isto entende uma grande virtude.

Renato e Jack Sales

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Diário de Oração: 15º Dia - A pureza sexual da mulher

A paz a todas (os)

         Hoje estava pensando qual seria a mensagem do diário de hoje e Deus me levou aos videos abaixo (um é de mensagem e o outro um bate papo sobre o mesmo tema). Achei interessante pois a sexualidade é um assunto hoje em dia que, embora não seja mais tanto tabu falar sobre ele, se tornou liberal nas famílias, na sociedade. Vamos resgatar este valor e deixá-lo para as próximas gerações. Sejam abençoadas em nome de Jesus e que possamos guardar o nosso corpo principalmente para o nosso bem.



quarta-feira, 20 de junho de 2012

Diário de Oração: 14º Dia - Influência de Jezabel

          Há pouco tempo estive lendo um livro chamado "Vivendo Corajosamente" e no final da pag 105 está escrito bem assim "Assim são os falsos deuses; eles nunca vem em seu socorro quando você precisa deles". Quando li isso, lembrei de Jezabel. 
          Acredito que antes de qualquer coisa, todos nós queremos ir para o céu, mas isto está ligado diretamente ao que cremos, a quem servimos e o que fazemos. Todos nós temos a necessidade de se espelhar, de ver alguém como exemplo, de adorar. Colocamos muitas coisas em primeiro lugar, pessoas até e nos esquecemos de Deus, mas quando ninguém nos ajuda ou deus nenhum funciona, recorremos a Deus e ainda queremos que Ele responda as nossas orações. O fato é, o que nos influencia a adorar ou agir como esta ou aquela pessoa? Nossas atitudes agem de acordo com o que pensamos, portanto, porque fazemos o que fazemos?

          Jezabel foi a mulher sem escrúpulos do rei Acabe que lemos nos 2 últimos posts. A biblia diz que Acabe fez o que era mau perante o Senhor mais do que todos os reis que foram antes dele (I Rs 16.30) e ele reinou 22 anos. Para agradar sua mulher ele contruiu um templo e um altar ao deus Baal. Só para termos uma idéia para entendermos o que Elias viveu, este deus era o deus Sol para o povo cananeu e ele era responsável pela germinação e crescimento da lavoura, aumento dos rebanhos e pela fecundidade das famílias. Em tempos ruins de seca e peste por exemplo, eram feitos sacrifícios de pessoas para que a ira deste deus fosse embora. Neste sacrifício, a família geralmente oferecia o primogênito, o qual era queimado vivo (II Rs 16.3; 21.6; Jr 19.5) Imagine viver debaixo de um governo desse tipo por tantos anos! Imagine como a nação estava sendo influenciada! Imagine as coisas absurdas que as pessoas deviam fazer, quantas mortes ocorreram por causa dessa influência.
           Foi neste governo que Jezabel viveu e perseguiu sem cessar e para matar,  o profeta Elias.
       As atitudes do rei refletiam Jezabel. Era ela quem fazia a cabeça dele. Jezabel era má, independente e determinada. Para conseguir o que quisesse, fazia de tudo, mesmo que custasse a morte de inocentes (I Rs 21).

          Que tipo de pessoas nos influenciam e qual tem sido o resultado disso?

         Jezabel foi a mais perversa das rainhas em Israel e também uma mulher muito sedutora. A bíblia diz em Apocalipse 2.20, que uma das igrejas tolerava a Jezabel, que a si mesmo se declarava profetiza, que além de ensinar, seduzia os servos do Senhor para fazerem coisas horríveis diante Dele. Pode até ser que não sejamos como ela, mas será que temos sido influenciados e seduzidos por pessoas como Jezabel que além de nos afastar de Deus, faz com que esqueçamos os valores que nos foram ensinados e nos induz a fazermos coisas absurdas que ofendam não só as pessoas, mas sobretudo, a santidade de Deus?

         Analisemos as pessoas com quem temos andado se quisermos que o Senhor seja nosso provedor, amigo e nosso tudo e mais do que isso, ir para o céu.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Diário de Oração: 13º Dia - Única esperança

Oi amigos

          Hoje novamente vamos meditar nesta extraordinária história com Elias, o servo de Deus perseguido. 
          Antes de Elias fugir para o deserto conforme a mensagem de ontem, ele ousadamente enfrentou o rei Acabe, marido de Jezabel dizendo que, conforme a sua palavra, não choveria nos próximos anos. Elias tinha tanta fé e conhecia tão profundamente a Deus, que ele sabia que Deus honraria a sua palavra. E Deus fez conforme a palavra de Elias: não houve chuva por por 3 anos e seis meses (Tiago 5.17) no reinado de Acabe.
          Após lançar esta palavra Deus manda Elias sair da presença do rei (o rei provavelmente ficou muuuuito furioso com aquela profecia!). Elias se esconde no lugar determinado por Deus e ali Deus manda que corvos o sustentem. Enquando Elias bebia da água de uma torrente, Deus, usando corvos, fazia com que eles trouxessem a Elias pão e carne pela manhã e ao anoitecer. Novamente, Deus mesmo prepara o sustento para seu servo e prepara aquilo que ele poderia comer. (Nem sempre Deus prepara o que talvez queremos, mas sim, o necessário para nossa sobrevivência). Mas depois de alguns dias, aquela torrente de água se secou porque já não chovia mais.
          E Deus novamente, fala com Elias orientando para onde ele deveria ir, uma cidade chamada Sarepta (que quer dizer Lugar de fundição). A palavra diz que Deus separa uma mulher que dê comida à Elias (I Rs 17.9), mas você acha mesmo que Deus não poderia continuar a usar os corvos pra mandar alimento para Elias? Deus é um Deus de milagres, mas, Deus tinha outros planos além de dar comida pra ele.
          Chegando na cidade, Elias encontra esta mulher, viúva e muito pobre. Ele ainda não sabe disso então pede comida pra ela até que ela responde que tudo o que ela tem, só daria pra ela e seu filho. Esta era a única e última  refeição que eles teriam. Ela esperava comer desta refeição com seu filho e morrer, tamanha pobreza dessa mulher. Elias, sem duvidar, pede pra ela pegar o resto de farinha e azeite que possuia pra fazer um bolo pequeno pra ele, e depois pra ela. Deus, usando o profeta, diz aquela mulher que a farinha da panela dela e o azeite da sua botija não faltaria até o dia que o Senhor trouxesse chuva novamente. Provavelmente esta palavra trouxe fé ao coração dela, pois assim ela fez, e assim aconteceu e por muitos dias ela, seu filho e o profeta, comeram desta comida e nada faltou em sua casa.
          Pareceu que agora tudo estava bem, afinal, aquela mulher não estava mais passando necessidade. Entretanto, novamente ela foi provada. Seu filho adoeceu, e sua doença foi ficando tão grave que ele morreu. A mulher se desespera e assim Elias clama ao Senhor. O Senhor ouve o seu clamor e o menino volta a viver.
           A vida de uma pessoa que serve ao Senhor é cheia de surpresas. Elias estava sendo perseguido e alimentado por aves. Deus providenciava a cada dia o alimento que ele precisava. Ainda sim, Deus contava com Elias para alcançar outra família que precisava de um milagre, que precisava saber que a palavra de Deus é a verdade (I Rs 17.24). Nos deparamos com nossas dificuldades e achamos que é o fim, mas nesta hora Deus quer mostrar que é só o começo e que por pior que seja nossa situação, Ele conta com a gente pra fazer milagres em outras pessoas. Deus levou Elias não pra ser alimentado por ricos, mas por alguém mais pobre que ele. Ele tinha fé e um Deus que o sustentasse. Aquela mulher não tinha nem fé.
          De repente você pode se ver como Elias, perseguido e sustentado por Deus milagrosamente. De repente você está como aquela viúva, sem fé, esperando a morte de sua família. De qualquer forma, Deus olha tanto para um como para outro para operar milagres, e chega uma hora que temos que reconhecer: Ele, é a nossa única esperança.

"Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna"
João 6.68

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Diário de Oração: 12º Dia - Perseguição e Quietude

Oi pessoal

          Agora há pouco saíram daqui de casa alguns amigos, após um culto abençoado, e neste momento sinto que preciso parar um pouco para meditar sobre o Senhor. Meditar sobre seu olhar e quietude em nosso ser. 

          Estou lendo o livro de I Reis 19. Nesta passagem o profeta Elias é perseguido por Jezabel, uma mulher terrível e assim ele foge para o deserto. Posso imaginá-lo tão triste, cansado, talvez sem expectativa de mudança (mesmo sendo um homem de Deus) que nesta hora ele pede um "basta"; ele pede a Deus pra morrer (verso 4). 

          Em algum momento de nossas vidas nos vemos no deserto. Talvez até saibamos que o deserto é um lugar que não foi feito pra gente morar lá e sim um lugar apenas de passagem. Mesmo assim, ainda é um lugar onde podemos desejar a morte ao invés de passarmos pelo que estamos passando. Elias estava sendo perseguido até a morte. Você sente que ninguém gosta de você. Elias queria morrer e talvez você só queira um(a) namorado(a). 

          A palavra diz que ele se deitou e dormiu. Talvez ele estivesse tão angustiado a ponto de dormir debaixo de uma árvore e se ele estava no deserto esta árvore deveria ser um alívio pra ele naquele momento. Mas Deus, no seu amor, envia um anjo à ele que diz: "Levanta e come" e isto por 2 vezes. Elias come daquela comida que o próprio Deus prepara pra ele e assim, com sua força renovada ele continua naquele deserto por mais um tempo, rumo ao monte Horebe, o monte de Deus. 

          Todos nós enfrentamos um deserto em algum momento e em alguma área da nossa vida e Deus sabe qual momento é e em que área somos afligidos. Mas Deus também sabe que somos pó e que precisamos do seu alimento para prosseguir. Elias não tinha ninguém naquele momento, mas Elias colocou sua angústia diante do Senhor. Não havia ninguém no deserto que pudesse ajudá-lo, então Deus envia um anjo para este papel, para que Elias soubesse de que não estaria sozinho.

          De repente, Deus não só olha para Elias dentro de uma caverna mas vem a sua palavra pra falar com ele e Deus quer saber "o que você faz aqui"? Elias responde: "sou teu servo zeloso porém querem tirar-me a vida" (verso 10). E Deus fala pra ele: "Sai e põe-te neste monte perante o Senhor". É claro que Deus sabia o que Elias fazia ali, mas Deus não queria que Elias vivesse como um fugitivo, mas que ele se posicionasse como um valente de Deus.

          Passou um grande e forte vento, mas Deus não estava lá. Passou um terremoto, mas Deus não estava lá. Passou um fogo, mas Deus também não estava lá. Quando Elias se colocou diante do Senhor, Ele estava numa brisa suave. 

          Nem sempre Deus está no barulho, na agitação, usando esta ou aquela pessoa quando na verdade está na quietude. As vezes Deus quer que o encontremos no silêncio da nossa busca. Deus é um Deus de paz, com pensamentos de paz e não de mal e quando Ele pedir que nos coloquemos diante Dele, suas palavras, sua direcão, sua estratégia, seus planos de conquistas virão sempre com paz. Quando a perseguição chegar no seu limite, descanse seu coração, se posicione e tenha paz.
 
 "Vinde a mim, todos vós os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve"
Mateus 11.28-30

domingo, 17 de junho de 2012

Diário de Oração: 11º Dia - Testemunho Rosy e Josh - do Brasil para o mundo! - Parte 2


          Quando foi Julho de 2005 eu estava usando o computador e de repente apareceu na minha tela num site evangelico para conhecer rapazes solteiros do Exterior. O único problema era que eu não poderia contatar-me com os rapazes, eu só poderia colocar o meu perfil e eles que se gostassem de mim iria enviar-me e-mails ou cartas.
         O site deu-me um praso de 10 dias para eu encontrar um esposo, se eu não encontrasse naquele período de 10 dias eu teria que pagar US$60 dólares para acessar o site e possivelmente tentar encontrar alguém que eu gostasse.
        Ok, eu recebi muitas, muitas, muitas cartas de todo lugar do mundo, porém nenhum dos rapazes que estavam enviando-me cartas e e-mails eu estava gostando; em meu coração eu sabia que eu ainda nao tinha achado a pessoa certa! Continuei a orar e a buscar do Senhor.
         Entao orei “Senhor, Tu não colocaste este site no meu computador em vão. Senhor os meus dias de tentativa no site estão acabando, envia o varão certo para mim.”
          Continuei a orar, orar, orar, e a orar…
       Os dias foram se passando e o último dia de tentativa do site chegou ao fim! No décimo e último dia eu disse ao Senhor “Senhor, hoje é o último dia de tentativa, eu não encontrei ninguém ainda e eu creio que o Senhor tem um varão para mim neste site. Senhor eu não posso pagar para arrumar um esposo, envia o esposo para mim.”
      Quando foi aquela noite eu abri o meu e-mail e lá estava o e-mail do meu esposo Joshua Peterson!
          O Joshua veio visitar-me em 8 de Janeiro de 2006, ficamos noivos no dia 15 de Janeiro de 2006. Casamos no cartório no dia 29 de Abril de 2006, depois casamos na presença do Senhor no dia 1 de Julho de 2006. A nossa lua de mel foi realizada em Porto Seguro, Bahia.
      O Joshua é um presente de Deus na minha vida e ele é exatamente o que o Senhor havia revelado-me nos sonhos de 2004.
      A aniversário do Joshua é no mesmo dia do meu irmão, o aniversário do pai do Joshua é no mesmo dia da minha mãe, e o meu aniversário é no mesmo dia da avó do Joshua. Eu nasci no Norte do Brasil e o Joshua no Norte dos Estados Unidos;  eu estava morando em São Paulo e o Joshua estava morando numa cidade chamada Saint Paul, que em português é Sao Paulo.
       Tudo isso e confirmação do nosso Rei Jesus, para nos reafirmar que Ele estava no controle da minha vida!
      Para finalizar, já estamos casados há 6 anos e temos uma princesinha muito linda chamada Hadassah Grace. Nés estamos indo servir ao Senhor como missionários no Uruguai e iremos pescar muitas vidas para Jesus!
          O mais importante do nosso testemunho é a presenca do Senhor em nossas vidas do começo ao fim. A nossa vida é repleta de oração! Se tivermos os sonhos do Pai como os nossos sonhos tudo dará certo!

Rosy Peterson - Carolina do Norte - EUA - Faith Community Church
joshandrosy@hotmail.com
http://www.joshandrosy.com  

sábado, 16 de junho de 2012

Diário de Oração: 10º Dia - Testemunho Rosy e Josh - do Brasil para o mundo!


Oi pessoal
          No diário de hoje e de amanhã seremos abençoados por mais um testemunho poderoso da minha amiga Rosy. Rosy tem um testemunho poderoso de conversão e uma fé que nos constrange e Deus me deu o privilégio de conhecê-la. Fizemos seminário juntas quando éramos solteiras e Deus a abençoou muito trazendo seu esposo da maneira mais extraordinária possível. Hoje este casal desenvolve um projeto muito lindo de missões nos EUA, mas em breve irão para o Uruguai. Conheça agora esta linda história de amor que começou antes de tudo, na presença do Senhor.
*****
          Em Abril de 2004 eu fiz uma aliança com Deus e nesta aliança eu comprometir-me a não buscar por namorados mas esperar com paciência no Senhor. O desejo do meu coração era conhecer ao Senhor Jesus com todo o meu ser. Pedi ao Senhor que revelaste para mim o Seu amor, pois não conseguia compreender como um Deus Santo e Justo poderia amar alguém como eu: pecadora e injusta!
          Lembro-me como hoje quando eu comprei uma aliançaa de prata para lembrar-me da minha aliança  com o meu Pai. Na noite em que comprei a aliança orei ao Senhor e disse-lhe “Senhor Jesus eu pertenco a Ti, entrego a ti o meu coração e os meus sentimentos. Não quero ficar procurando por um marido, pois Tu és o meu esposo! Senhor, se tu tiverdes um esposo para mim amém, se não amém também. O desejo do meu coração é conhecer-te mais e mais, e ser entoxicada por ti, viciada por ti e amar-te a cada manhã".
           Ok! Depois daquela noite a minha vida sentimental mudou completamente, pois o meu coração e os meus sentimentos daquela noite em diante pertencia somente ao Senhor Jesus Cristo. No outro dia quando fui trabalhar as minhas colegas de trabalho fizeram a maior caso de mim e falaram-me “Rosy se você continuar a usar essa aliança na mãoo esquerda vão pensar que você é casada e ai você nunca vai achar um marido!
     Entao respondi a elas “O Deus que eu sirvo não é somente o Deus do Brasil, mas sim do universo. Se Ele quiser que eu case Ele trará o meu esposo dos confins da terra até mim. Se por acaso Ele não quiser que eu case, eu serei feliz da mesma forma, pois Jesus me completa!
        Quando foi Setembro de 2004 eu tive 3 sonhos. Sonhei que estava conhecendo um rapaz branco, que usava óculos, a sua cor preferida era azul, mais ou menos 1.75 de altura. Neste sonho nós tínhamos uma amizade muito linda e pura, não havia nenhuma impureza em nosso relacionamento! 
          Juntos, nós íamos pescar e nós pescavamos peixes de todos os tamanhos. O aquário era lotado de peixes! Nos íamos de um lugar a outro pescar. Sonhei com este rapaz 3 vezes e nestes sonhos ele vinha de muito longe, ele atravessava o mar para irmos pescar!
        Depois que sonhei este sonho maravilhoso eu contei para uma amiga minha que Deus estava enviando o meu esposo de muito longe e disse a ela “Le, no meado de 2006 eu irei me casar.” A Le disse-me “Amem” Então falei para ela novamente “Le, Deus esta enviando-me um esposo de muito longe e no meado de 2006 eu irei casar-me!
          Ok, guardei com muito carinho os sonhos que o Senhor havia dado-me e aguardei com paciência nEle.
Aguarde continuação...

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Diário de Oração: 9º Dia - Valorizar o que Deus nos deu


Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?
O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra. 
Salmos 121.1-2.
Oi pessoal
          Quando nosso coração está no Senhor, temos certeza de uma coisa: Ele nunca chega atrasado. 
       Muitas vezes, quando esperamos uma promessa se cumprir, o desânimo vem, a tristeza vem, os ataques malignos vem para enfraquecer a nossa fé. Começamos a reclamar pelo que não temos ao invés de agradecer e valorizar ao Senhor pelo que Ele nos permitiu ter até aqui.
     Nessa hora, vem e minha mente Isaías 40.31: "Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.”. Nossa espera precisa ser sempre no Senhor, aí sim, ela não terá sido em vão.
     Todo mundo "não tem" alguma coisa e achamos que só nós não temos o que queremos. Você gostaria de trocar o seu "nada" por um outro "nada" de alguém? Você pode não ter um namorado hoje, mas alguém neste momento também não tem um filho, saúde, emprego ou qualquer outra coisa que nos faça sentir "felizes". Não importa o que não temos, nossa esperança é o Senhor e Ele supre a seu tempo, todas as nossas necessidades.
     Se você está solteiro, valorize o que tem. O que você tem feito com o que tem?
   Afinal, é sendo fiel no pouco que o Senhor nos confia o muito. Se somos fiéis a Ele enquanto estamos solteiros, se valorizamos este momento, muito mais continuaremos a ser quando estivermos casados. Nosso coração precisa ser sempre Dele, do nosso Pai.
    Creia de onde vem o seu socorro. Creia no tempo de Deus, pois Ele não é falho como a gente. Seu tempo é perfeito e Ele nunca chega atrasado. Não espere ou confie no homem, mas espere no Senhor e você vai ver como suas forças serão renovadas. Seja fiel no que tem, nem que seja só pelo que parece ser pouco. Valorize o que Deus te deu hoje, seus pais, sua juventude, seu coração diante Dele. 
     Quando menos esperar, você vai ver o que Ele preparou pra você e esta espera terá durado só um pouco de tempo.
JS

Curtiu o Blog? Registre aqui!