quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Precisamos ser uma igreja diferente - Parte 2


Olá queridos

Continuando esta mensagem, vamos olhar agora pelo lado da igreja analisando nossos dias. 

Hoje em dia, temos informação online e praticamente todo mundo vive conectado pelo celular. Você entra no metrô de SP e pelo menos metade das pessoas no vagão estão nos celulares jogando, falando ou interagindo com pessoas nas redes, e estamos na geração em que as crianças não brincam nas ruas de esconde-esconde pois já dominam os Tablets. Temos igrejas de todos os estilos, liturgias e doutrinas diferentes e temos muito mais informação injetada em nós hoje do que há dez anos e algumas igrejas tem dificuldade de lidar com um novo público: o que pergunta, questiona e comenta com propriedade opiniões, mensagens e valores pregados em púlpitos. A pergunta que merece ser feita é: como ter essas pessoas dentro das nossas igrejas?

A resposta que chego é como igreja brasileira, precisamos ser mais receptivos. Aceitar e respeitar as pessoas como elas são. Todo mundo quer se sentir parte de algo e não ser ofendido seja pela roupa, pela cultura, instrução escolar ou qualquer motivo que seja. A mudança na vida das pessoas é trabalho do Espírito Santo e não nosso. O que podemos fazer é orientá-las, não sufocá-las e servi-las em suas necessidades.

Tenho visitado algumas igrejas de denominacões diferentes aqui em SP e algo em comum acontece: várias pessoas te cercam disputando-o como se ele fosse um prêmio a se ter em seu grupo, ou visitante entra, algumas pessoas o abraçam dando boas vindas mas acabou a reunião ele sai sem ser notado. E se o visitante fosse um incrédulo, que imagem, que marcas de amor estamos deixando no mundo?

Quando estive visitando a Nova Zelândia uma das lições que a gente mais aprende é o respeito pelas pessoas como são. Você é o estrangeiro e não eles. Quando você está lá fora, as coisas não são do seu jeito, você precisa se abrir para a cultura do lugar e não impor o que você acha certo. Lá você vê vários grupos etnicos: indianos, mulcumanos, asiáticos, latinos, europeus, etc. É o que os Kiwis fazem conosco, respeitam nossa cultura, nosso jeito de ser. (Kiwis é o nome carinhoso dado para os Neozelandeses). Fui em uma igreja brasileira que aconteceu a mesma coisa que acontece aqui. Na primeira reunião vários vem cumprimentar você, mas na segunda reunião, isso não acontece mais, entretanto eles tem um trabalho de evangelismo para ganhar os Kiwis pra Jesus. Visitando uma igreja local da Nova Zelândia mesmo, o comportamento foi diferente, mais receptivo: Fui recepcionada por dois rapazes, que me apresentaram uma moça e esta foi quem me deu toda a atencão do mundo durante a reunião. Eu era uma estrangeira e falava o idioma com muita dificuldade. Após a reunião, ainda descolei uma carona pra casa, com uma senhora que eu nunca tinha visto.

A questão não é onde é melhor, mas "quero ficar aqui porque me entendem e me aceitam. Sinto que sou importante aqui". Precisamos ser uma igreja que faça a diferença. Precisamos ser aqueles que honestamente se perguntam "Porque a igreja onde vou é indispensável?" O Senhor Jesus atraia as pessoas porque ele transbordava amor e nunca invadia a vida delas. Várias vezes lemos nas escrituras a expressão "se quiseres", que significa, "eu faço mas você quer ?". É uma gentileza clara de como se falar com alguém que está em crise, ou em dúvidas de alguma coisa. Com isto podemos aprender que, se Jesus não invadia a vida delas, porque nós como cristãos faríamos diferentes? Vejamos os discípulos: Mateus largou o que estava fazendo só para segui-lo (Mt 9.9). Imagine você, largar tudo, talvez algo muito importante como seu ganha pão, para seguir Jesus, porque Ele te fez sentir importante. Ele te aceitou como estava, respeitou sua criação e cultura e uma vez, rendido a Ele, Ele fez de você uma benção aqui na terra para continuar a obra que Ele começou.

Quando nos sentimos amados e aceitos, devolver esta forma de amor deixará de ser uma obrigação e será um prazer a quem foi alvo do seu amor. Não posso exigir que as pessoas se importem comigo se eu não me importo com elas. Que cada um de nós possamos pedir sabedoria a Deus para amar, cuidar e respeitar cada membro, cada pessoa dentro das nossas igrejas e as que chegam. Sobre todo o verbo, o amor é o mais importante. Se amamos de atitudes (e não com palavras), e se somos uma igreja que ora, não vai ser difícil as pessoas virem a igreja pois este crescimento Deus mesmo dará.

"Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento". 
I Corintios 3.7 

Com amor
JS

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Precisamos ser uma igreja diferente - Parte 1

Paz e graça queridos!

Uma das coisas que mais tem chamado minha atenção nos últimos tempos é o papel da igreja em geral em relação as pessoas. Conheço muitas pessoas que não querem ir a igreja por vários motivos, seja por traumas pessoais ou pela imagem que a igreja passa de lugar santo, algo do tipo "somos assim e você tem que se adequar ao nosso estilo de vida". Ela pode não verbalizar mas nas atitudes é o que transparece muitas vezes.

Olhando pelo lado dessas pessoas, acredito que elas até iriam se não fosse pelos escândalos que vemos por ai, mas é verdade também que todos nós estamos sujeitos a errar. Mesmo assim aos olhos de Deus é importante congregarmos, estarmos ligados a uma igreja local porque lá vamos aprender os valores cristãos que Ele nos deixou como buscar a Deus, amar, conhecer pessoas, perdoar, usar em favor do próximo os dons e talentos que Ele deu para cada um de nós e claro, criar laços fraternos. O pastor é tão humano quanto você e eu e claro que ele pode errar também. Perfeição só haverá no céu. Onde houver gente haverá imperfeição e a igreja nada mais é que um local onde pecadores se reunem para adorar a Deus, aquele que é poderoso para salvar e perdoar pecados. Seja uma pessoa que nunca entrou em uma igreja ou se você já frequenta alguma há tempos, Deus espera o mesmo de ambos: que sejam pessoas melhores diante Dele e dos homens.

Deus fez o ser humano para viver em grupos, em sociedade. Na escola, desde pequenos temos nossos amiguinhos. Na adolescência, fazemos outros amigos. No casamento, um outro grupo é constituído como o da família. No trabalho, outro grupo. Na faculdade, outro grupo. As redes sociais são especialistas em grupos também. O tráfico de drogas também vive em grupos. Nos jantares de natal com os parentes, outro grupo e por fim, na igreja, outro grupo. Não fomos criados para vivermos sozinho porque ninguém consegue nada sozinho; ninguém é feliz sozinho. Temos a necessidade de compartilhar e de sermos aceitos em algum lugar.

Até na criação, quando Deus formou todas as coisas e criou Adão e Eva, ali já foi estabelecido um grupo. Um grupo, nada mais é que uma forma social onde pessoas interagem informações, compartilham gostos, características, idéias de modo que se sintam parte, aceitas onde estão. E biblicamente, há uma benção de Deus para os grupos que vivem em união:

E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2:42-47
E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2:42-47
De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas,
E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos.
E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.
E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.
E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,
Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.

Atos 2:41-47
"De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas, e perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar".
Atos 2.41-47

As pessoas que eram salvas e os apóstolos andavam em grupo. Viviam em comunhão. Tinham os mesmos interesses, se ajudavam e isso era agradável aos de fora. Eles trabalhavam em conjunto e eram literalmente cooperadores da obra de Deus. Dessa forma, o próprio Deus acrescentava mais pessoas a serem salvas!

Continua...

domingo, 17 de novembro de 2013

Obediência e honra

Olá amigos!!!!!

Nossa semana será poderosa em nome de Jesus!!!!

Para comerçarmos bem nossa semana vamos meditar numa palavra poderosa, desafiadora e confrontante para o nosso bem:  honrando e obedecendo nossos pais!!!!

Muito tem se perdido em nossa geração no que se refere ao respeito aos nossos pais. Honrar pai e mãe parece algo do passado e sem valor nos nossos dias e o que vemos nos jornais é o resultado do que as pessoas tem escolhido como importantes para suas vidas, mas não é isso que Deus deixa para nós como princípio. Vejamos:

Provérbios 13.1 - "O filho sábio atende à instrução do pai; mas o escarnecedor não ouve a repreensão".

Provérbios 10.7 - "O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe". Este texto não se refere ao pai cristão. Se refere a todos. Me faz lembrar dos filhos em presídios. Interessante que não é o pai quem vai lá na maioria, e sim a mãe. A mãe passando vergonha, e mãe passando tristeza porque o filho foi tolo, insensato em seus caminhos.

Provérbios 28.7 - "O que guarda a lei é filho sábio, mas o companheiro dos desregrados envergonha a seu pai". Aqui vemos a atitude do filho imprudente. Alem de ele não ouvir ao seu pai, ele se junta com amigos que também fazem o mesmo. Já ouviu aquele ditado "me diga com quem andas e te direi quem és"?

Provérbios 30.17 -" Os olhos que zombam do pai, ou desprezam a obediência à mãe, corvos do ribeiro os arrancarão e os filhotes da águia os comerão". Este texto fala de morte espiritual e perda de visão. Quem caçoa do seu pai morre espiritualmente e perde a visão, não tem discernimento, não consegue enxergar um futuro, não prospera.

Um bom filho de Deus é um bom filho dentro de casa. O problema na sociedade é este: a falta de obedecer e honrar pai e mãe. Quando obedecemos nossa vida tem tudo pra dar certo. Veja em Efésios 6.1-3:

"Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra".
Quando não honramos, somos como Israel em Isaias 1.3-6, estamos em pecado e atraimos para nós mesmos uma sentença espiritual. Como Israel que não honrava mais a Deus, ficamos rebeldes e nos tornamos doentes.

Para que possamos honrar e obedecer, podemos pedir um coracão obediente ao nosso Deus. Davi fez isso e podemos fazer também: "Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto". Salmos 51.10. Se o coração não for mudado, não haverá obediência e honra, e sem obediencia e honra, não há prosperidade e longevidade de dias pra gente.

Volte-se para Deus. Volte-se para seu Pai e para seus pais. Honrá-los substitui qualquer oração de poder que alguém possa fazer.

Com amor
Jack

Curtiu o Blog? Registre aqui!