domingo, 29 de novembro de 2009

Crescer dói

Oi amados a paz
Quero terminar este mês, especial do meu aniversário, com uma mensagem que tenho meditado bastante.
------

O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. João 3.8

         Se desprender de algumas coisas, pessoas ou situações pode doer um pouco. Quando saímos da nossa zona de conforto seja por decisão, obrigação ou por necessidade, tudo parece muito estranho porque nem sempre conhecemos o terreno aonde estamos pisando.
         As vezes Deus nos leva para lugares distantes para nos ensinar tantas coisas. As vezes Ele coloca pessoas tão diferente de nós na nossa vida para que aprendamos mais e falemos menos. Obedecer a Deus e não aos homens, seguir uma visão, um chamado que Deus nos confiou nem sempre nos faz andar num caminho de rosas. As vezes os caminhos mais espinhosos são aqueles que guardam, em segredo, maior glória.
         O fim de um relacionamento, uma rejeição, portas fechadas, a renúncia de alguma coisa, a mudança de emprego, de igreja, de cidade, por mais que doa, nos ajuda a crescer; seja como pessoas, como profissionais, como servos de Deus. Entretanto, nem sempre estamos preparados para as mudanças ou nos esquecemos que, crescer, dói. Até a semente para brotar, precisa primeiro morrer.
        Crescimento é um dos maiores desafios do ser humano e acaba sendo uma questão de ótica. Muitas pessoas vieram de famílias que não tinham perspectiva nenhuma, mas que, decidiram mudar sua própria sorte e conseguiram. Outras, se estagnaram. Muitas pessoas sem ter uma família venceram seus limites, outras, continuaram vivendo limitadas. Seja servo de Deus ou seja ímpio, com família ou sem família, embora em graus diferentes, o sentimento de dificuldade é o mesmo para todos aqueles que querem crescer em alguma área da sua vida. Nesta fase, tudo o que nos resta é confiar no Senhor, confiar que Sua vontade é a melhor e que no final, tudo ficará bem.
        Quantos decidiram por si mesmos se afastarem de algumas coisas que não os ajudaram a crescer para ter idéias fortes, suas próprias idéias, sua própria concepção de mundo? Parece ser mais fácil concordar com a opinião da maioria e achar que estamos “crescendo”. Neste mundo tão caótico, quantos de nós temos dificuldade em confiar no Senhor? A razão parece querer tomar o lugar da fé em todo o tempo.
        Para nós, servos de Deus, nessa fase importante da vida, podemos contar com o melhor amigo de todos: o Espírito Santo. Quando confiamos no Senhor, o Espírito Santo nos conduz e nos auxilia que caminho seguir, que decisão tomar. Ele nos conduz como o vento que não sabemos de onde vem e nem para onde vai. Mas o vento está ali. Não precisamos ficar “loucos” com tantas coisas a se pensar ou com tanta informação que temos por aí. Crescer dói, e se neste crescimento você está se sentindo como se estivesse em uma tribulação, lembre-se de Romanos 8.18 “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.”
        Muitas coisas boas da vida, que valem a pena conquistar, requer um preço, um posicionamento, um empenho. Para crescer também. Tudo depende sob que ótica você prefere enxergar.

Com esperança
Jack

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Coragem em se reconciliar

Oi pessoal a paz

        Ontem de manhã meu esposo e eu pegamos um trem com uma amiga nossa, a Fabi, e lembramos de como um dia nos reconciliamos.
         Entre amigos, estávamos conversando na dificuldade que há na nossa igreja sobre algumas pessoas de darem o primeiro passo para se reconciliarem, se acertarem com alguém. É claro que essa dificuldade há em todas as igrejas, mas focamos na nossa que é onde congregamos, onde passamos grande parte da nossa vida.
          Lembramos de como meu esposo e eu queríamos nos aproximar da Fabi e do Fabio, seu esposo, mas por alguma razão, achávamos que eles não gostavam da gente. E o mesmo aconteceu com eles: eles achavam que a gente não gostava deles. Felizmente, numa bela noite, marquei uma reuniãozinha lá em casa (tipo com uns comes e bebes, coisa assim), chamei algumas pessoas e também a Fabi e o Fabio. Todos faltaram menos eles. Eles foram até nossa casa, numa noite que Deus tinha preparado para a gente se “acertar”.
         Corajosamente, eles admitiram pensar que não gostávamos deles e eles não queriam que isso acontecesse. Fiquei tão feliz em ouvir aquilo pois o sentimento do meu esposo e o meu era o mesmo. Depois daquele dia em que fomos honestos uns com os outros, nossa amizade cresceu e amadureceu. Hoje eles são parte de nossos melhores amigos e sempre que podemos, fazemos algo juntos.
        Nessa conversa que tivemos no trem, percebi em como as pessoas tem dificuldades de se aproximar de outras. É como se em algumas áreas preferíssemos viver como “bicho do mato” e sair da nossa zona de conforto parece requerer um sacrifício além de doer. Pensamos mais nisto do que nos frutos que poderíamos colher se déssemos o primeiro passo para derrubar essa muralha que parece dividir as pessoas. Eu já fui assim por muito tempo e só fiquei mais sozinha, mas chega uma hora que não dá pra viver isolado para sempre. Como servos, precisamos ceder muitas vezes para ver o reino de Deus crescer: o reino que é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. É por isso que há tanta comparação e competição entre o povo de Deus: não temos coragem de nos reconciliar. Somos bastante orgulhosos.
        Ainda há pessoas na minha igreja local que eu vejo que são bastante resistentes e eu creio que não é por mal: as vezes alguma limitação que elas tem, ou outro motivo que seja. Estou empenhada em derrubar essa muralha pois no reino de Deus não há espaço para termos inimigos e sim aliados por uma mesma causa. Não posso pensar em viver bem com meu irmão no céu se nem na terra eu vivo bem com ele.
       As vezes, quando nos aproximarmos de alguém não receberemos nada em troca ou talvez a outra pessoa nos rejeite. Precisamos estar preparados. Entretanto, mais do que tudo, o importante é agradar a Deus e fazer o que Ele nos chamou pra fazer porque é dentro de nós que está a palavra de reconciliação.

“Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação”.
II Co 5.19


(Na foto: Fabio e Fabi)

Com carinho
Jack

domingo, 22 de novembro de 2009

Soprando Velinhas!!!



          29 anos!!!
          Quem diria que eu chegaria a essa idade e de forma tão legal!!!
          Eu me lembro de quanto tinha 11 anos: eu sonhava em ter 14. Quando cheguei aos 14 logo queria ter 18 para ser “de maior”. Todo mundo falava que depois dos 18 anos o tempo voa, e depois dos 25 nem se fala. Quando passei a ter 18 anos queria me casar com 25 (vai entender..rs). Todo mundo falava também que “até chegar nos 25 pra casar ia demorar muito”..
        Cheguei aos 25 muito abençoada: estava estudando, trabalhando, fazendo as coisas do Senhor mas, solteira :(
        Quando estava prestes a fazer 26 conheci o Renato e com 27 me casei (aleluia!!!).
        E ontem, 21 de novembro, fiz 29 anos para glória a Deus!!! (ainda tentei postar onte mesmo esse texto mas não consegui).
       Conheço muitas pessoas que tem vergonha de dizer sua idade. Temem que as pessoas podem achaá-la ou novas demais ou velhas demais para o que aparentam ter. Graças a Deus nunca fiquei grilada por falar minha idade, ao contrário, sempre me orgulhei de cada um dos meus aniversários pois a cada ano que se passava eu via o cuidado de Deus sobre minha vida. Obviamente eu teria e tenho muito mais motivos para agradecer do que para reclamar da vida.
        É muito legal ver o que tempo faz com a gente: nos dá oportunidades e desafios para nosso crescimento. Muitas coisas acontecem em um ano, dois, dez, vinte e nove....e tudo depende do nosso ponto de vista: ou sejamos pessimistas e não progredimos na vida ou sejamos otimistas. Progredir ou não, não tem a ver só com dinheiro, tem a ver com sua vida com Deus pois o restante Ele mesmo cuida de acrescentar.
        Gente, sou muito reservada. Sou o tipo de pessoa que se pudesse, vivia no deserto, sem ninguém pra ficar me vendo. Isso é um pouco ruim pois as pessoas podem pensar que não sou sociavel. Não é isso. Gosto de conversar, de ter amigos, mas sempre reservada. E como Deus me ama muitooo, quis dar uma trabalhada nessa área da minha vida.
         No dia 20, tive uma linda festa surpresa na minha casa preparada pelo meu esposo. Minha casa estava cheia dos nossos amigos, um bolo lindo e muitos presentes!!! No dia seguinte fomos para Perúibe (SP), com alguns amigos para descansar e assim pude ver o quanto Deus tem cuidado da gente. Quero agradecer sempre a Deus não só por hoje, mas por todos os meus dias. Em salmos 139 Davi comenta que Deus conhece todos os nossos dias sem qualquer um deles existir. Como afirmar que Deus não se importa com a gente se Ele já conhece todos os nossos dias??? Não é incrível isto???
          Infelizmente nem todos comemoram seu aniversário. Talvez por algum trauma, rancor ou coisa assim. Então, quero convidar você hoje, a render sua vida a Jesus e deixar o Senhor ser o Senhor da sua vida. Ainda há tempo de se arrepender, de falar com Deus. Você vai ver que os próximos anos da sua vida, serão mais bonitos na presença do Pai!
          Recebi uma mensagem muito linda de aniversário e compartilho com vocês:

"PORQUE SOU EU QUE CONHEÇO OS PLANOS QUE TENHO PARA VOCÊS,DIZ O SENHOR,PLANOS DE FAZÊ-LOS PROSPERAR E NÃO DE LHES CAUSAR DANO,PLANOS DE DAR-LHES ESPERANÇA E UM FUTURO.ENTÃO VOCÊS CLAMARÃO A MIM,VIRÃO ORAR A MIM,E EU OS OUVIREI.VOCÊS ME PROCURARÃO E ME ACHARÃO QUANDO ME PROCURAREM DE TODO CORAÇÃO.EU ME DEIXAREI SER ENCONTRADO POR VOCÊS,DECLARA O SENHOR,E OS TRAREI DE VOLTA DO CATIVEIRO." JEREMIAS 29:11-14

         Ah pessoal e só mais uma benção: ganhei do meu esposo uma máquina fotográfica semi profissional!!! Em breve postarei algumas fotinhos novas dessa máquina. Agora voltarei a desenvolver meu hobby pela fotografia!!!

Com amor
Jack

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Você já foi elogiado hoje?

Seja outro o que te louve, e não a tua boca; o estrangeiro e não os teus lábios
Provérbios 27.2

          "Palmas para ele; ele é o melhor!". Esta é só uma das muitas expressões de como alguém pode ser reconhecido, e assim, como é bom receber um elogio! Isso eleva nossa auto estima e alegra nosso coração. O elogio é uma ferramenta poderosa e muitas vezes eficaz para levantar alguém. Quando estamos tristes e alguém nos elogia, este elogio massageia nosso ego.
         Não há problema em elogiarmos alguém e nem sermos elogiados. Todos nós temos qualidades, atitudes dignos de um elogio. É por isso que elogiamos: porque adimiramos algo na vida e alguém, algo que fez a diferença ou que as vezes nos inspirou. Entretanto, as vezes por falta de auto-confiança, muitas pessoas necessitam de ser elogiadas, reconhecidas o tempo todo. É por isso que vemos alguns “metidos” por aí. Como se não fosse o suficiente também, muitas vezes, nos auto "elogiamos" para mostrar aos outros o quanto somos bons nisto ou naquilo. O quanto somos o máximo!
          A palavra diz que o que o que prova o coração do coração do homem são os louvores que ele recebe (Prov. 27.21). Se somos provados nas palavras que recebemos, é porque o Senhor quer nos ensinar aonde está o nosso coração: se estamos cheios de nós mesmos ou de Deus. É tempo de orarmos dizendo: “Sonda Senhor o nosso coração”.
          Será que estamos passando nessa prova? Na prova dos elogios que recebemos?

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração porque dele procedem as fontes da vida
Provérbios 4.23

Com amor Jack

domingo, 15 de novembro de 2009

HIllsong United - Mais que um show!!!

Gente, hoje a noite foi fantástica. Realmente uma benção.


O show do United foi tremendo, cheio da unção e da presença de Deus. Eu nem imaginava ir, mas graças ao meu cunhado, fomos abençoados, um dia antes do show, com ingressos vip. Eu queria muito ir pra “matar a saudade” deles (a última vez em que fui, foi no estádio da Portuguesa). E me senti abençoada com um presente antecipado de aniversário pois é sempre muito inspirador ver tantos jovens adorando a Deus. Aqui, nossos irmãos australianos cantaram: Break free, One Way, Solution, Hosana, Desert Song, Look to you, Mighty to save, All I need is you, Take it all, Tell the world, With Everything, e mais umas três ou quatro músicas do novo CD (entre muitas outras antigas) que me fez pular muittooooo. Senti falta da Brooke Fraser, mas tudo bem. Sinceramente, o que me “pegou” foi a palavra que o pastor Brian Houston ministrou. Me “colidiu”.


“Encontro com Deus”. Esta foi a mensagem da noite. Em outras palavras, ter um encontro com Deus é ter uma “colisão com o inesperado”. Quando nos encontramos com Deus, coisas incríveis e milagrosas acontecem. Nunca tinha ouvido uma definição assim antes. Um encontro com Deus nos faz viver coisas que a razão não pode compreender. Que muitas vezes, as pessoas não vão compreender e por isso, a religião, o legalismo, a lógica, podem ser verdadeiros muros que nos impedem de termos um encontro com Deus. Quando temos um encontro com Deus, tiramos nossos olhos das coisas e das pessoas e focamos em Jesus. Não olhamos mais o problema, mas a solução.

Joel e J.D. ministraram a maioria das músicas. J.D. orou por todos aqueles que foram chamados para ser ministros de louvor. Pr. Brian orou pelos líderes de jovens, pelos enfermos e fez o convite a quem gostaria de receber Jesus ou voltar aos Seus caminhos outra vez. Muitos se renderam. Joel, no final, liberou uma palavra de benção para São Paulo e para o Brasil. Glória a Deus por isto.

Infelizmente eu estava sem câmera para registrar estes momentos. Mas, voltei pra casa com esta palavra saltando de dentro de mim. Se encontrar com Deus é o que devemos fazer todos os dias. Viver este encontro para que coisas incríveis continuem a acontecer nas nossas vidas.

(ah, mas segue abaixo o link das fotos do pessoal que fez a cobertura online: http://www.jovemx.com.br/hillsong/fotos/)

Com amor
Jack

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Usado e Ousado em Deus

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.
2 Timóteo 1.7


          Você teria coragem por exemplo, de pular de pára-quedas? E se Deus tivesse algum propósito nisso, pularia mesmo assim? Antes de sermos usados por Deus, precisamos ser ousados. Não temer aos homens. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. – Gl 1.10 .
          Ser ousado é ir além e não se conformar com este século; é fazer algo que normalmente não faríamos. É ampliar nossa visão e conquistar fronteiras.
          Antes de sermos usados, precisamos ser moldados como o barro na mão do oleiro. É sermos lapidados como um diamante a fim de mostrar o brilho que está escondido nele; mostrar a beleza que ninguém vê, mas que precisa ser lapidado para que seu brilho seja notório.
          E depois de lapidados, somos ousados e somos levados a fazer o que nunca fizemos para viver o que nunca vivemos.
          Ser ousado é ser obediente. Ser ousado é saber esperar no Senhor e também saber dizer “não” às coisas deste mundo dentro das nossas igrejas. Ser ousado é ser um revolucionário que marca não só esta geração, mas a geração seguinte. Ser ousado é ser um testemunho vivo e santo do poder de Deus.
          Então, não se contente em ser apenas usado. Seja ousado. Arrisque-se com Deus e faça o que você foi chamado para fazer.

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmos 139.23-24

Com amor
Jack

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Eu e minha boca grande

O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói.

Provérbios 13.3

           Palavra profética não é uma moda gospel e nem profecias (ou profetadas) que vemos e ouvimos por aí.
          Se tem algo que deveríamos pensar bastante é no nosso falar. Pensar antes de falar. Alguém muito sábio disse que se temos dois ouvidos e uma boca é para ouvir mais e falar menos (as vezes precisamos observar o óbvio).
          Conheço uma pessoa que passa o dia todo reclamando. A pessoa tem de tudo e ainda reclama. A pessoa tem saúde, dinheiro, família e continua reclamando. Claro, essa pessoa não tem Jesus.
          Conheço outro que, em tom de “brincadeira”, também reclama que falta isto ou aquilo. Que se tivesse mais dinheiro, mais saúde, mais amigos ou mais alguma coisa, seria mais feliz, mais “próspero”, mais abençoado. Este, conhece Jesus, mas, não se contenta com o que tem. Na rodinha de amigos, podemos observar o que há dentro do coração de cada um pois a boca fala do que o coração está cheio (MT 15.18). Se meu coração tem gratidão, vai liberar palavras de gratidão, de benção: “vai dar certo”, “vou conseguir”, “sou uma benção”, “sou um vencedor”, “Deus está a minha frente e por isso tenho vitória”. Se em meu coração murmuro, então liberarei palavras de maldição: “isto nunca vai dar certo”, “isto é um problema”, “você é um burro”, “você é um incompetente”, e por aí vai. A palavra liberada no mundo espiritual tem um poder sobrenatural que desconhecemos. A diferença do que conhece Jesus e o do que não conhece é bem simples: aquele que conhece a verdade será liberto (Jo 8.32), entretanto, ambos colherão daquilo que estão plantando; mesmo que a colheita seja em palavras.
            Não foi a toa que Joyce Meyer, inspirada pelo Espírito Santo, escreveu “Eu e minha boca grande”.
           A grande verdade é que ninguém gosta de pessoas negativas, pessimistas. Se ao meu lado tenho um pessimista e um otimista, obviamente me aproximarei do otimista porque se não estou bem, poderei ficar. Se já estou bem, ficarei melhor ainda. Imagine se, não estou bem, fico próxima a uma pessoa pessimista. Misericórdia! E o pior, é que há muitos pessimistas dentro das nossas igrejas. São pessoas de Deus, mas que talvez estejam cegas espiritualmente e necessitam de um colírio do Senhor para enxergarem o poder que há nas palavras que liberam. Há muitos crentes que são vitimas das suas próprias palavras. Precisam ser libertos das palavras de maldição que liberaram, mas que não percebem ou nunca perceberam.
          Aqui no bairro do Jaraguá em SP, há décadas, uma obra de viaduto tinha começado e parado. Muitos (inclusive crentes) acabavam amaldiçoando aquela obra e o próprio bairro. Quando tomei conhecimento de que, como igreja, devo abençoar a minha terra, comecei a abençoar aquele “toco” de viaduto. Sempre que passava lá eu falava: “Senhor abençoe este viaduto em nome de Jesus”. Tenho certeza que muitos servos de Deus fizeram isso e hoje, glória a Deus, a 2ª. via do viaduto está em fase final. Um lado já funciona para alegria da população e o outro, muito em breve, será liberado. Hoje, quando passo por lá peço ao Senhor que abençoe a todos os homens que trabalham dia e noite naquela obra. Para mim, isto não tem nada a ver com a prefeitura (pois há 10 ou 20 anos a obra estava parada), mas sim com a palavra profética que liberamos sobre aquele lugar. Glória a Deus!
         Você já parou pra pensar porque existe a luz? Porque Deus disse. Quando Ele disse “”haja luz”, houve luz porque uma ordem de comando tinha sido dada por Ele, e assim, a luz passou a existir. Como igreja, temos a obrigação de usar nossa boca profética para, trazer a luz o que não existem para abençoar nosso irmão, nossa cidade, nosso trabalho e não amaldiçoar. Para isto, existe o diabo e seus anjos que veio para roubar, matar e destruir. Se somos filhos da luz, vamos agir como tal.
         Se ao final do dia, colocássemos numa balança todas as palavras que liberamos, o que mais pesaria: palavras de benção ou de maldição? Quantas palavras, por exemplo, você liberou hoje: mais benção ou mais maldição?

Com amor

Jack

domingo, 1 de novembro de 2009

Novembro - Mês especial!!!



Oi pessoal a paz
             Se tem uma data que é mais especial que natal e ano novo é o dia do meu aniversário!!!rs
             A data do nosso nascimento é a data que Deus determinou para que existissemos Nele. É a data que marca o quanto fomos "vencedores" para virmos ao mundo.
             Até o final do mês vou contando aos poucos o que o Senhor está fazendo. Peço que orem por nós. Quanto a data do meu aniversário, se você ainda não sabe, vou fazer um pouco de mistério..rs
            Vocês devem ter percebido que a "cara" do Blog está diferente. Todo mês tento mudar o fundo, as cores, minha foto no perfil e a 'foto do mês'. Entretanto, neste mês  há algumas novidades no Blog: tem o "país do mês" para orarmos, nas "reações" das mensagens, há uma nova reação chamada "não gostei", que serve para você ter mais liberdade de opinar se quiser e além disso, quero poder colocar mais fotos minhas com amigos,  ou só de amigos, (tipo essa que está no texto: uma foto de celular de uma amiga, a Fabi, e eu).
            Posso adiantar que graças a Deus está tudo bem conosco apesar da correria de sempre. Meu esposo e eu estamos ajudando a organizar um acampamento e estamos fazendo aula de finanças na escola dominical. Deus tem acrescentado. Glória ao nome Dele!!!
           Amados, por enquanto é isso. Aguardem novas mensagens neste mês tão lindo e declaro sobre sua vida "toda a sorte de benção nos lugares celestiais em Cristo"!!!

Com amor
Jack

Curtiu o Blog? Registre aqui!