segunda-feira, 29 de junho de 2009

Como poderíamos amar e ajudar alguém assim?


Pessoal a paz
Recentemente li este comentário anônimo no meu Blog. A foto acima é proposital porque eu creio que o Senhor transformará os sonhos dessa jovem, em sonhos muito mais bonitos do que poderíamos imaginar. Gostaria de compartilhar com vocês algo muito sério, que acontece entre nós e só uma pessoa muito corajosa poderia compartilhar. Gostaria que o lessem com atenção, carinho e compaixão:

"Boa noite, Jack!
Eu li um texto seu no Lagoinha.com, “Ficar pra titia”... Quero te dizer o quanto Deus te usou ao escrever sobre esse assunto. Ouço muito isso e só Deus sabe o quanto esse tipo de comentário me dói... Quando eu tinha 18 anos, eu já sofria muito com essas brincadeiras e então apareceu um rapaz na nossa igreja que se interessou por mim. A princípio eu não dava bola pra ele, mas as pessoas da própria igreja me diziam coisas como: “Você está escolhendo muito, vai ficar pra titia...” ou “No seu caso, nem com jejum”. De tanto que essas palavras me feriram , eu acabei dando uma oportunidade para este rapaz, um mês depois, sabe o que aconteceu? Ele me estuprou. Depois disso, as mesmas pessoas que me incentivaram a ficar com ele disseram: “Bem que eu avisei, esse cara não era boa coisa... Ele era santinho demais.” Depois de tudo isso nunca mais confiei em ninguém e não consigo mais acreditar no amor de outra pessoa, além do amor de Deus. A minha família e a igreja não tem conhecimento dessa minha história. Atualmente, há um rapaz de outra igreja que gosta muito de mim, até veio falar com a minha família. Mas não consigo correspondê-lo, apesar de eu não ter dúvidas da pessoa temente a Deus que ele é. Sinceramente, não consigo mais ter esperanças de um dia me casar e ter uma família. Quero deixar este testemunho para que as pessoas saibam o quanto as palavras podem devastar a vida de uma pessoa. Por fora, eu tentava levar na brincadeira, mas por dentro isso me feria profundamente. Até hoje ainda escuto essas coisas, principalmente nesta época de dia dos namorados. Virei motivo de piada na minha igreja por ser a única que não está namorando. Que o Senhor continue te usando e fazendo de você uma fonte de benção
".

Confesso que isto me “parou”. Achei muito forte esta experiência e me fez pensar no poder de uma palavra na vida de alguém. Humanamente é um dano irreparável. Só o Senhor mesmo para transformar esta situação! As vezes são pessoas que estão bem ao nosso lado que estão passando por isso e muitas vezes, não somos sensíveis a isto. Que o Senhor tenha misericórdia de nós como amigos e líderes, desta moça que escreveu e oro para que o Senhor venha com cura neste coração. A você que me escreveu, gostaria que entrasse em contato conosco: jackprearo@hotmail.com. Para você que está lendo, peço que ore por ela também pois cremos em um Deus poderoso para salvar e curar e nos dar de graça, uma vida que não merecemos, uma vida abençoada que Ele planejou com muito amor para nós.

sábado, 27 de junho de 2009

Michael Jackson – Como gostaríamos de ser lembrados?

Porque os meus dias se consomem como a fumaça
Sl 102.3

Assim como milhares, eu fiquei em choque também. A palavra de Deus se cumpriu quando está escrito que nossos dias são como fumaça.
Me lembro de “Thriller” quando era pequena. Febre nos anos 80. Morria de medo dos “monstros” daquele clip e saia correndo pela casa achando que eles iriam me pegar, mas adorava a música. E “Black or White” com Macaulay Culkin? Eu adorava aquela música também.
Eu não era fã, mas não há como negar que Michael Jackson será uma lenda da música pop. Pelo menos para mim. Confesso que tem músicas dele que eu gosto muito (embora não ouço), devido a melodia, ritmo, produção e arranjos maravilhosos. Fizeram parte da minha infância e adolescência. Seu talento e genialidade musical foram além de seus escândalos, bizarrices e excentricidades. Michael sobreviveu a gerações, continuou fazendo sucesso e inspirando a outros como raríssimos artistas conseguiram. Ainda acho estranho dizer ou ouvir que ele morreu. Foi tão repentino. Tão inesperado. No mundo, ele praticamente parecia ser um imortal!
O interessante disso tudo é que ele passou anos construindo uma carreira de sucesso e tudo se dissipou da noite para o dia. Em um momento estava vivo e “imortal”, no outro mortal sendo velado por todo o mundo.
A morte deste artista me faz pensar em como são os nossos anos: o que fazemos, o que planejamos, o que sofremos, o que conquistamos, a imagem que queremos deixar, a imagem que efetivamente deixamos e mais importante que tudo, nossa salvação.
Para mim, por maior que tenham sido suas riquezas (e dívidas) e talento, Michael passou sua vida tentando se encontrar. Lamentavelmente foi o mais “mal compreendido” de todos, segundo um comentário que li. Gostaria muito que ele tivesse sido salvo no Senhor. Mas isto, só no céu saberemos!
Porque os meus dias se consomem como a fumaça” é o que a palavra nos diz. Como nossos dias passam e tem passado rápido! Como nossa vida “voa”! Hoje temos 18 anos, mas como será nossa vida aos 50? Hoje temos 50 e o que fizemos durante nossa vida? Hoje temos 50 e o que será de nós aos 90? Hoje estamos aqui e podemos estar bem, mas e amanhã? O que nos espera?
Como gostaríamos de ser lembrados? Antes que termine o dia, pensemos sobre isto.
Meus sentimentos para quem era fã. Meus pensamentos para quem quer reescrever sua própria história.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Assim tem sido os últimos dias pra nós...

Um dos meus momentos mais preferidos do dia é este: quando estou com meu computador, se possível após a meia noite, pesquisando, pensando e escrevendo livremente qualquer assunto que edifique as pessoas que entram no Blog.
Normalmente tenho um dia muito agitado (muito mesmo!). Mal consigo parar para descansar a mente. Há algumas semanas meu esposo e eu entramos em estado de "agitação total" para prepararmos o culto do dia do pastor como mencionei anteriormente e após isso, ainda surgiu o dia dos namorados e o aniversário do nosso casamento para pensarmos. Apesar de todos os compromissos sempre vigiamos para cuidar do nosso compromisso maior: estar junto um do outro em amizade, amor e cumplicidade.
Enfim, tudo isso já passou e ainda me vejo "agitada". Não consegui dormir bem umas 3 noites, não por preocupações, mas porque parece que a mente não parou. Ainda estou na voltagem 220!!! No trabalho tenho enfrentando inúmeras pressões e opressões do inimigo que só o Senhor mesmo para me sustentar. Como grande parte do meu temperamento é melancólico, imaginem o estado em que fico!
As vezes ficamos tão cansados fisicamente e espiritualmente!!! Eu sei que a idade também ajuda...rs, mas falando sério, orem por nós. A cada projeto que nos propomos a fazer, a cada pessoa alcançada pelos nossos testemunhos enfrentamos uma batalha espiritual enorme. Aqui em casa praticamente é muito comum eu acordar de madrugada ouvindo a orãção do meu esposo diante de Deus, cobrindo nossas vidas no altar. Não é fácil mas a recompensa é certa!
Mas glória a Deus! Em meio a tantas turbulências, o Senhor tem nos dado graça para seguir adiante. Os testemunhos que recebo, as bençãos que o Senhor derrama sobre meu esposo e eu com certeza "pesam", me fazem meditar e me animam. Em vários momentos de abatimento espiritual eu senti o Senhor me animando. Glória ao Senhor pela palavra que foi escrita para nós. Para mim particularmente, nestes momentos difíceis é como se eu lesse para mim mesma: "Livro de Jaqueline e Renato, capítulo 1: Deus anima outra vez a Jaqueline e Renato"..rs
Por isto que, estar aqui neste momento, ouvindo um som acústico de adoração, suave, enquanto escrevo, é maravilhoso demais! Eu poderia facilmente deixar de fazer muitas coisas, mas com certeza não conseguiria ficar sem escrever. Outro dia até brinquei com meu esposo que nem ilha deserta resolveria de "refúgio" se não tivesse energia elétrica para conectar o computador..rs Escrever para mim é como encontrar um oásis no deserto. Adoraria ter um tempo na minha vida onde eu poderia viver só da escrita. Amo escrever e sei que preciso e posso melhorar. Quero ser excelente nisto, para honra e glória do nosso Deus!
(Neste momento estou ouvindo Hillsong United "Come to my rescue)
Em amor

terça-feira, 16 de junho de 2009

I love United (e estou amando o som acústico)....


Olá pessoal!!!!

Esses dias, graças ao meu amigo Fábio, eu tive o privilégio de ouvir Hillsong United Acústico!!!!!! Simplesmente lindo!!! Imaginem "Take it all", "super strong God" e "come to my rescue" só em voz e violão!

Desde sempre gostei de ouvir o som dos acordes do violão. Embora eu cante na igreja, eu sinceramente adoraria aprender tocá-lo (tenho um em casa e de vez em quando eu arrisco alguma coisa, bem mal..rs). Que som maravilhoso e divino tem o violão! Confesso que já tentei inúmeras vezes aprender e nunca consegui. Cada um com suas limitações né!!!

Enfim, louvo a Deus mesmo assim. Louvo a Deus pelo "United", pois há muitos anos sou abençoada com as canções celestiais que eles gravam. Ainda sonho com o dia em que irei a Austrália ouvir os irmãos ao vivo!!!

Aliás, falando nisso, United, uma das minhas bandas preferidas, virá ao Brasil neste ano!!!!Pelo menos é o que vi myspace deles. Uauuuu estou tão animada!!! Quando eles vieram a primeira vez em SP, foi uma aventura só. Eu estava com um grupo de pessoas, tomamos a maior chuva na zona norte (risos), mas nada nos parou de irmos ao estádio da Portuguesa! E lá vai eu como uma adolescente pular e gritar os nomes dos gatinhos da banda..rsr (calma pessoal eu era solteira..rs).

Ouvindo-os novamente no som acústico me faz lembrar quanto tempo se passou, quanta coisa mudou na minha vida e com certeza na vida deles, mas sempre, o mesmo Deus que opera tudo em todos. Obrigada Senhor pelo United!

Desafios, bênçãos e mais uma porta aberta!

Oi irmãos a paz do Senhor!
Deus a cada dia, sem eu merecer, tem surpreendido a mim e ao meu esposo com maravilhosas surpresas. Bênçãos impensáveis!!!
Depois de muitos dias na correria preparando a homenagem para o “Dia do Pastor” aqui na minha igreja local, o culto no último sábado (13/06) foi uma benção. Tudo fluiu bem e apesar do cansaço físico e mental, o Senhor nos abençoou com Sua presença e claro, honrando seus servos, nossos pastores Esmael e Marcos.
Damos graças a Deus pelas pessoas que o Senhor moveu para que tudo acontecesse de forma muito simples e criativa. Damos graças a Deus também por ter saído nosso “jornal”, nossa primeira edição e em homenagem aos nossos “pais” na fé. Fiquei muito feliz porque o nosso objetivo foi atingido e eles foram abençoados (vocês não imaginam o quanto estes pastores e suas famílias se doam por nós!). Confesso que fazer este jornal foi o que mais me consumiu. Foram algumas noites dormindo de madrugada, mas que depois fizeram a maior diferença na minha saúde pois acabei ficando muito cansada mesmo. Mesmo assim, minha alegria é maior que o meu cansaço (risos). Glória ao Senhor por tudo!

Agora, neste dia, tenho a feliz notícia de que os artigos que o Senhor tem me dado e que tem saído pelo site Lagoinha.com, serão publicados também pelo site Mission Gospel, em Curitiba (PR)! É o Senhor ampliando nossa tenda para que a palavra seja pregada! Oro ao Senhor para que Ele abençoe e mova pessoas para ajudar este ministério (Mission Gospel) que tem a visão pura e simplesmente de missões: fazer conhecido o nome do Senhor e de proclamar que só Ele é a salvação e a solução para a humanidade.
Peço aos irmãos que orem por nós e pelo ministério Mission Gospel. Orem para que o Senhor cumpra Seu plano perfeito em nós.

Em Cristo,

Julgo desigual - Parte 3 - O que Deus tem pra nós

O que Deus tem pra nós
“Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam”. I Co 2.9 Aqueles que esperam no Senhor renovação as suas forças e subirão com asas de águia (Is 40.31). Ele se agrada daqueles que esperam Nele (Sl 147.1) e aos seus amados dá enquanto dormem. (Sl 127.2). Que promessas maravilhosas!
A palavra de Deus nos revela que tudo o que Deus faz é bom. Na criação, quando ele fez os seres viventes, a natureza, Ele mesmo disse que era “bom”. Mas quando Deus fez o homem, ele disse “muito bom”. Quando Jesus fala sobre o cuidado que Deus tem para com o lírios do campo (Mt 6.25-34) e diz, “Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? ‘(Mt 6.30), ele quer dizer que Deus cuida de nós e temos muito valor para Ele. Então, é claro que Deus se importa conosco, é claro que Ele pensa em nós o tempo todo e sendo um Deus de amor, você acha que Deus não teria o melhor para você?
Agora, é fato que há pessoas que mesmo conhecendo a verdade, escolhem se relacionar com alguém que não seja cristão. Neste caso, é preciso ter muito cuidado e estar ciente de que, todas as suas decisões vão acarretar conseqüências. Deus quer ser participante e não um coadjuvante na sua vida. Conheço uma moça por exemplo que, mesmo na igreja, havia um moço que gostava dela e ela, declarando firmemente sua fé, colocou as cartas na mesa mais ou menos assim “se quiser namorar comigo saiba que eu sou assim e ponto”. Ou seja, ela não abriria mão de estar na casa do Senhor. Ele, apaixonado, quis namorar com ela mesmo assim, abriu mão dos interesses dele e, tempos depois no namoro, ele começou a ir na igreja até que um dia se converteu. Hoje, eles são um casal de jovens muito abençoados e firmes com o Senhor. “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos” (Cl 3.15).
A paz de Deus precisa dominar nosso coração. Se você já é salvo em Jesus e está para se relacionar com alguém, faça isso desde que haja a paz de Deus no seu coração e a paz só se encontra quando temos um relacionamento íntimo com o Senhor. Deus não é Deus de confusão e sim de paz (I Co 14.33). Infelizmente, nem todos tem a disposição para orar e esperar no Senhor e como conseqüência, vemos milhares de jovens que caíram em fornicação, engravidam antes do casamento, envolvimento com drogas, desânimo até que se desviaram dos caminhos do Senhor. Um relacionamento que poderia ser benção se tornou maldição por falta de uma direção de Deus. “Errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus” Mt 22.27. Quem entra em julgo desigual traz para si confusão, aflições e até mesmo pode passar para sua descendência, maldições hereditárias. Não nos preocupamos no relacionamento em como ele vai influenciar a geração seguinte no que se trata de casamento.
O que o inimigo mais deseja é destruir famílias antes mesmo de elas serem estabelecidas e ele fará isso começando pelo namoro. Um namoro “de qualquer jeito” que leva a um casamento fracassando, terá uma próxima geração sem fé e esperança no casamento. Conseqüentemente, teremos uma igreja sem autoridade; fracassada. Consegue imaginar isto? Se você está em julgo desigual, em um relacionamento de confusão, ainda há tempo de Deus transformar.
Ore ao Senhor. Tenha visão de águia. Seja um(a) visionário(a) para enxergar o plano de Deus para sua vida que é bom e perfeito. Não é toa que está escrito: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”. (Jr. 29.11). Que neste dia dos namorados, a palavra do Senhor seja “rhema” na sua vida; revelada para trazer libertação, cura e alegria.
Em Cristo
Jack

domingo, 14 de junho de 2009

Um ano de casada!!!


Oi pessoal a paz

Junho já era um mês especial. Depois que me casei, se tornou muito mais que especial pra mim. É o mês dos namorados no dia 12, mas agora, é o mês em que comemoro o aniversário do meu casamento. Pela graça de Deus, hoje, 14 de Junho, faz um ano em que me casei (Veja testemunho aqui). É uma dupla alegria!

Deus tem sido muito bom para conosco. O convite do nosso casamento abria com a mensagem “Porque para Deus nada é impossível.- Lc 1.37”. E tem sido assim até agora e será assim para sempre porque Deus sempre será o Deus das coisas impossíveis. Muitas pessoas falam da dificuldade do primeiro ano de casamento. Para mim, não foi tão difícil.

É muito fácil estar casada com alguém que te ama incondicionalmente. Quando temos ao nosso lado alguém que o Senhor preparou com tanto cuidado, todos os problemas se tornam bem pequeninos pois o amor que nos envolve é maior do que tudo o que se pode explicar e pensar. Formar uma família não é fácil. São muitas e novas as responsabilidades que quando solteiros, não temos. É um desafio que dá aquele frio na barriga. São duas pessoas com criações diferentes, pensando diferente, mas ajustando-se um ao outro para edificar a nova família e mantê-la em constante crescimento. A verdade é que, neste um ano de casamento, rimos, choramos, oramos junto, “bagunçamos” por aí, viajamos... são tantas coisas que aconteceram ao nosso redor que me sinto uma aventureira (casamento aliás, é uma grande aventura!).

Nesse primeiro ano, amadureci e descobri coisas de mim mesma que nem pensava descobrir. Parece tão filosófico mas o casamento nos faz refletir como somos e como precisamos nos doar, abrir mão, para que ele funcione. O casamento nunca é um problema. Muitas vezes o problema são nós mesmos que não fazemos com que ele funcione bem. Me sinto bem aventurada!

Agora estou fazendo curso MMI (Marriage Ministries International). Este é um curso para casados e estou adorando! Estou na lição sobre “papéis”. O papel da esposa e do marido e adivinhem só: mais uma vez estou refletindo e repensando meus valores. Neste um ano de casamento descobri o quanto Deus foi fiel comigo. Meu Deus eu nem merecia! Foi mesmo a graça de Deus que me encontrou e me alcançou!

O Renato é a única pessoa que se doa completamente quando ama. É o único que conheço que, ora por mim, ora comigo, chora comigo, confia em mim, me ama, me agrada em tudo, e pasmem: faz o meu café da manhã todos os dias! Ele lava a louça da manhã, sai pra comprar aquele pão fresquinho e coloca no copo meu sagrado café com leite! Ele tem tantas qualidades! Tenho certeza de que jamais conhecerei alguém como ele. Tenho tanto a aprender ainda...

Conheço pessoas que não acreditam em casamento e dizem “não pode ir pra balada!!!”, “casar é muito caro você devia se juntar, morar junto”. “você é louca, vai ficar amarrada pra sempre”. É verdade, enlouqueci, de amor e gratidão! Por isso vejo meu primeiro ano de casamento como o que escrevi uma vez num bilhetinho para o Renato. Algo mais ou menos assim: “Casar é tão difícil quanto ganhar na mega sena. Só que felizmente eu fui sorteada e tenho você”. Ahhh neste momento vejo tantos coraçõezinhos!!!

Toda glória ao Senhor que mudou meu pranto em festa e hoje me faz viver de glória em glória sua vontade para a família: um plano perfeito Dele!.

Em Cristo

Jack

domingo, 7 de junho de 2009

Julgo desigual - Parte 2


Além da aparência
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”.
Pv. 4.23

Deus pede que guardemos o nosso coração porque, dele vem o nosso sentimento, e o coração pode facilmente nos enganar. Quem entra em jugo desigual está desonrando a Deus e os planos que ele já tinha preparado para você. O único julgo que a palavra de Deus nos orienta a carregar é o de Jesus, pois seu julgo é suave e seu fardo é leve (Mt. 11.29-30).
"Mas ele é tão lindo. Na minha igreja só tem rapazes feios". Normalmente é uma das queixas entre os jovens então, para não ficarem sozinhos, acabam se envolvendo com aquele(a) rapaz (moça) bonitos, não importando se eles professam a mesma fé ou não que a destes jovens. A aparência é o que atrai. Para os meninos, é a princesa “mais bonita do mundo”. Para as meninas, é o príncipe em cima do cavalo branco”. Esquecem que o príncipe pode virar sapo ou o pior, pode ir embora deixando o cavalo branco pra elas.
Assim está escrito em Provérbios 19.2: “como não é bom ficar a alma sem conhecimento, peca aquele que se apressa com seus pés”. Isso quer dizer, que quando não temos conhecimento, pecamos porque nos precipitamos; nos apressamos na nossa ignorância. Em Oséias 4.14 também está escrito: “Eu não castigarei vossas filhas, quando se prostituem, nem vossas noras, quando adulteram; porque eles mesmos com as prostitutas se desviam, e com as meretrizes sacrificam; pois o povo que não tem entendimento será transtornado”. A palavra transtornado quer dizer: daquilo cuja ordem ou colocação foi alterada ou perturbada. 2 Desorganizado, malogrado. 3 Deformado, desfigurado. 4 Que não está em seu juízo normal; demente, perturbado. Com tantos alertas que a palavra de Deus nos dá e com tantas definições acerca do “transtorno” para aquele que age sem conhecimento, Deus deveria estar falando sério para vigiarmos em todas as áreas da nossa vida, inclusive, nos nossos relacionamentos e na escolha do nosso futuro cônjuge.
Uma vez, antes de me casar, tive uma experiência com o Senhor nessa área. No trabalho eu tinha conhecido um rapaz não cristão, mas que “acreditava em Deus”. Ele era boa gente, dava bom exemplo, era trabalhador e tinha um papo legal. Na minha igreja local eu não encontrava um “bom partido”, ou melhor, não encontrava partido nenhum. Para mim, minhas chances de me relacionar com alguém da igreja eram zero. Meus pais não eram cristãos e na igreja, eu ministrava o louvor. Me sentia pressionada a encontrar alguém, então resolvi tentar a sorte no “mundo”.
Saímos uma vez e minha conversa gerava em torno da palavra de Deus (não temos noção de como nosso falar pode ser benéfico. A palavra de Deus diz que a boca fala do que está cheio o coração). Perguntava sobre o que ele pensava a respeito de Deus, da igreja, se estaria disposto a freqüentar minha igreja local junto comigo e eu só recebia respostas evasivas; nada que me convencesse de que aquele relacionamento valeria a pena.
Em outro dia, marcamos em num, domingo a tarde de a gente se encontrar e eu tinha em meu coração chamá-lo para ir a igreja. Naquele domingo de sol, antes de sair, orei ao Senhor pedindo uma direção ao Senhor e abri a palavra. Li exatamente, a passagem: "Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal; Porquanto te ordeno hoje que ames ao SENHOR teu Deus, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o SENHOR teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir. Porém se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido para te inclinares a outros deuses, e os servires, Então eu vos declaro hoje que, certamente, perecereis; não prolongareis os dias na terra a que vais, passando o Jordão, para que, entrando nela, a possuas; Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, Amando ao SENHOR teu Deus, dando ouvidos à sua voz, e achegando-te a ele; pois ele é a tua vida, e o prolongamento dos teus dias; para que fiques na terra que o SENHOR jurou a teus pais, a Abraão, a Isaque, e a Jacó, que lhes havia de dar" (Dt 30.15-20)
Paulo também diz que todas as coisas são lícitas mas nem tudo convém. Pela aparência eu não via problema nenhum, mas nós, observamos o presente e nem sempre nos preocupamos com o futuro. Fico pensando no que o Senhor me livrou, no que renunciei não deixando me levar pela aparência, para que hoje eu pudesse desfrutar de um casamento abençoado no Senhor.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Julgo desigual - Vale a pena se arriscar? - Parte 1


Pessoal a paz
Nos próximos dias teremos uma "série" de artigos sobre este tema. Espero que sejam edificados!



“Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?”
II Co 6.14


Mais uma data importante se aproxima e lá vamos nós novamente, desesperados, querendo encontrar alguém. Claro que estamos falando do "Dia dos namorados". Enquanto para uns é uma data tão romântica, para outros, é um terror!
É verdade que todos nós queremos amar e ser amados. Talvez alguns reconheçam e outros demoram um pouco mais. Mas é fato que ninguém gosta de se sentir sozinho o tempo todo. Então, vale a pena fazer tudo para não passar em branco esta data? Até mesmo entrar em um julgo desigual? Já ouviu falar nisto?
O que é um julgo? Pela definição entende-se que é uma barra ou armação de madeira, pela qual dois animais de tiro, especialmente bois, são unidos pelo pescoço ou cabeça, para o trabalho. Isto significa que um trabalho que seria feito por dois, para dividir o peso e ser levado de uma forma mais suave, acaba se tornando, desigual, uma vez que o peso maior ficará para um dos dois carregar. Se um carrega o peso maior, logo ele sofrerá mais que o outro.
Hoje em dia, infelizmente, os valores da sociedade estão corrompidos. Cada vez mais encontramos jovens que não se guardaram para o casamento, se envolveram com pessoas cujos valores são diferentes e o "ficar" tem se tornado cada vez mais como normal. Os valores "mundanos" tem entrado nas igrejas, jovens incontáveis tem se frustrado com a área sentimental e como resultado, buscam ou voltam a buscar refúgio em relacionamentos no mundo pois não encontram uma estrutura familiar ou uma liderança preparada o suficiente para ouvi-los e ajudá-los com a atenção de merecem. Todos esses jovens tem em comum o mesmo desejo: um casamento abençoado no Senhor. Porque tantos fracassam nesse projeto? Porque tantos sonhos são destruidos ao longo dos anos desses jovens?
Deus tem para todos nós pensamentos de paz e não de mal para nos dar o fim que esperamos. Ninguém espera ter um final triste. Ninguém deseja para si mesmo sofrimento, entrentando, conhecendo o que Deus tem para nós, o inimigo prepara também ciladas a fim de destruir o plano perfeito de Deus e uma dessas ciladas, é o julgo desigual.
Afinal, porque teimamos tanto em namorar aquele cara ou aquela moça que não é cristão? "Ele é tão legal". "Ele não vai para a igreja mas é uma pessoa muito boa". "Na igreja não encontro pessoas interessantes ou bons exemplos". "Não vejo problema nenhum em me relacionar com ele(a)". São algumas declarações que conhecemos por aí, mas até que ponto, vale a pena arriscar a sua vida, seu relacionamento com Deus para se envolver com alguém que não tem os mesmos valores cristãos que você? Até que ponto vale a pena você se submeter a um julgo desigual só porque você tem medo de ficar sozinho? Até que ponto vale a pena sacrificar um futuro brilhante com Deus por causa de um relacionamento no presente, que aparecente, parece ser perfeito? E o que será desse relacionamento daqui há cinco, dez ou trinta anos? Se sobreviver.
Foi por isso que em Gênesis 24.4-67 vemos o encontro de Isaque e Rebeca. Abraão, como um pai muito sábio, pediu para o seu servo buscar uma esposa para seu filho no meio de sua "parentela". Abraão queria alguém do próprio povo dele. Alguém com os mesmos valores que Isaque, principalmente porque Abraão sabia que por meio da descendencia dele, Deus abençoaria toda a terra. Abraão era um visionário e alcançou a promessa e Deus quer que você a alcance também.

Curtiu o Blog? Registre aqui!