domingo, 13 de julho de 2014

Diário de Oracão 7º Dia - O orgulho tem que morrer


Que Ele cresça,
e eu diminua.
Que ele apareça,
e eu me constranja...

"Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes".
Tiago 4:6
Se achamos que em algum momento o orgulho é justificável, precisamos rever nosso evangelho.
O orgulho ou soberba é condenado na bíblia todas as vezes. Ele é o contrário da humildade e é característica de Satanás. Foi achando que poderia ser superior a Deus que Satanas sofreu sua queda e o orgulho atinge tanto quem ofendeu quanto o ofendido. É pecado e precisa ser lançado fora da nossa vida.
Não posso ser orgulhoso e humilde ao mesmo tempo, ainda que me sinto tentado a dizer a mim mesmo “tenho orgulho de ser humilde” (já ouviu essa?).  Mesmo que nos sintamos ofendidos, com aquele sentimento do tipo “ele(a) que venha até mim”, alimentar esse sentimento só fará mal pra gente. Veja Proverbios 16.18:
“A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda”
Uma vez tive um desentendimento aqui casa. No dia seguinte fui chamada por uma pessoa para visitar uma igreja com o líder dela e por conta do desentendimento, nao quis ir. No outro dia, essa pessoa me chamou de canto e quis tirar satisfação sobre minha ausência. Informei sobre o desentendimento porem a pessoa não quis nem saber, porque ela queria ser “atendida”.  Ficou um clima super chato, fiquei chateada, mas honestamente nao lembro de ter dito nada que a ofendesse. Essa pessoa sabendo que eu estava chateada, não me procurou.
Procurei essa pessoa, pedi perdão. Estava difícil conviver com aquela situação. Após isso, a outra pessoa pediu perdão pra mim também. Essa pessoa era líder também.
A questão não é o cargo. Eu não era a líder na situação mas a ordem de não pecar é para todos. Em resumo podemos entender que: se eu continuar orgulhoso, minha queda, minha ruína, meu fracasso será certo. Não dá pra negociar a palavra de Deus. Você pode lutar pelo sucesso, reconhecimento, aparentar que é super cristão e isso pode até durar por um tempo, mas não esqueça que a ruína é certa. Deus mesmo te resistirá. Não é praga ou qualquer coisa assim, é a palavra de Deus viva, imutável e eficaz, tanto para nos abençoar quanto para nos ajudar a colher o que estamos plantando hoje.
O orgulho nos cega. Nos faz ter uma visão de galinha ao invés de águia. Passamos a olhar sempre pra baixo e não enxergamos o que tem a nossa frente. Ficamos ignorantes a respeito de Deus e de nós mesmos: de Deus por não deixar sua palavra penetrar em nosso coração pra mudar e de nós mesmos achando que estamos tomando a melhor decisão de “sermos orgulhosos”, quando o final disso é um caminho de morte.
Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte. 
Proverbios 16.25 e 14.12
Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o Senhor pesa o espirito.
Proverbios 16.2
Em vindo a soberba, sobrevem a desonra, mas com os humildes está a sabedoria. Proverbios 11.2
O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. 
Proverbios 28.13
Nem por um segundo se quer vale a pena alimentar o orgulho pelo simples fato de se parecer com Satanás. Não vale a pena correr o risco. Se analisarmos os benefícios de perdoar, de deixar o orgulho morrer dentro da gente, vamos perceber que temos muito mais a ganhar com Deus do que sem ele.. Deus tem infinitamente mais e por causa disso o inimigo sempre vai nos rodear para nos roubar, matar e destruir tudo o que for possível para que não vivamos ou saibamos o que é de verdade a vida abundante de Deus e com Ele.

Para meditar: Marcos 7.21-23 / Tiago 4


Curtiu o Blog? Registre aqui!