quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Janice


Gostaria de terminar este mês falando de uma pessoa bem especial pra mim.
(Rachel Novaes à esquerda e Janice à direita)


        A Janice é uma daquelas pessoas que quando passa pela sua vida, deixa uma incrível marca de Cristo.
       Há tempos queria falar sobre ela. Uma mulher fiel, dedicada ao reino, exemplo de amor e que tive o prazer e a graça de Deus por conhecê-la. Ela foi um dos maravilhosos instrumentos do Senhor para me ajudar na minha caminhada cristã. Orou muito por mim...
        Ela é para mim um exemplo de perseverança. Orou por mais de 10 anos pela conversão de seu marido. Seus filhos alcançaram um casamento abençoado, e seu marido, hoje transporta crianças surdas e mudas para os cultos da sua igreja local. Mesmo ele sendo “novo convertido”, ela o vê como o sacerdote de seu lar. Ela é totalmente submissa ao seu amor e é uma de milhares “anônimas” que estão ao nosso redor como anjos para nos ajudarem, que quando oramos, o Senhor nos faz perceber em nossas vidas.
        Janice também é uma daquelas amigas que não vejo sempre. Nosso contato acabou se tornando muito raro devido as atividades do dia a dia, mas é uma amizade que, quando nos encontramos, o amor em Cristo nos fortalece mais e mais.
        Janice é uma daquelas pessoas que muitas vezes estão sentadas ao nosso lado nos cultos, quetinha, e não vemos. É aquela mulher de oração que não aparece, mas está ali, sempre firme aos pés do Senhor.
         Outro dia disse essas coisas pra ela. Ela falou: “nossa, que responsabilidade!”. É verdade. Mas é uma unção tão tremenda que exala o perfume de Cristo. (Quando ela ler isto, vai me matar..rs)
         Se você ainda não tem alguém assim na sua vida, ore ao Senhor para ter.
        Se você tem algum amigo ou amiga em Cristo, valorize a vida dele. Ele é a expressão do amor de Deus pela sua vida, que zela por nós.
        Irmãos, ainda há pessoas de Deus neste mundo mal. Oremos para que o Senhor levante mais pessoas assim nas nossas igrejas; mais amizades verdadeiras e altruístas.
         Obrigada Janice pela sua vida!

Com amor
Jack e Renato

domingo, 25 de outubro de 2009

Cuidado onde você está pisando



Oi amados

          Como devem ter percebido, na quarta-feira passada náo postei pois estou sem computador. Ele está em manutencao e por isto, estou aqui, pegando o notebook emprestado do meu cunhado para postar pra vocês. Por favor, se lembrarem, orem por nós.
          Esses dias tenho sentido em meu coração, o tempo todo, o Senhor dizer: “Jaqueline, cuidado onde você está pisando”.
          Isto com certeza se refere aos problemas que meu esposo e eu temos enfrentado em algumas áreas neste mês, e estamos lutando e confiando no Senhor, para que tudo se resolva (com o tempo eu explico melhor o que tem acontecido; por enquanto ainda não é tempo). Mas é verdade também que, tudo o que está ao meu alcance, faço para resolver o mais rápido possível e quanto mais eu tento resolver, mais problemas aparecem. Fico tão agitada que nem consigo explicar! Daí, explica-se o “cuidado onde você está pisando”.
          Todos nós, em algum momento da nossa vida cristã, queremos resolver tudo. Quantas vezes achamos que se fizéssemos algo desta ou daquela forma ficaria melhor do que se outra pessoa fizesse. Ou ainda, se nós não fizermos isto ou aquilo, não dará certo ou não ficará “perfeito”. Queremos fazer tudo (principalmente, nós mulheres), o tempo todo. Chega uma hora em que temos que recuar.
          Não é fácil. Se você está no trabalho, em casa, na igreja ou em qualquer outro lugar e tem algo para resolver, seja no namoro, na sua liderança, etc, resolva desde que o Senhor esteja à sua frente. Não tente resolver nada sozinho. Para vocês terem uma idéia, um dos problemas que estamos enfrentando, nada mais é do que um erro, que cometemos há 2 anos porque não tínhamos conhecimento do assunto. Mesmo como servos de Deus, meu esposo e eu plantamos e estamos colhendo em 2009. Não ficamos isentos da lei da semeadura só porque temos Jesus. Cremos na vitória, mas como cristãos temos que entender que, pela lógica, fazer tudo sozinho ou precipitadamente é tolice. Pelo lado espiritual, todos nós, quer incrédulos ou seguidores de Cristo, vivemos a lei da semeadura. Portanto, qualquer que seja o problema que esteja enfrentando, cuidado onde você está pisando. Para toda ação há uma reação. Para toda uma ação há uma conseqüência.
          Pensem nisso e que o Senhor, a Palavra de Deus, seja revelada em seus corações.

Com amor
Jack e Renato

domingo, 18 de outubro de 2009

Quanto cobram os ministros?


Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.
João 21.22

          Tem pessoas levantadas por Deus para pequenas e/ou grandes multidões. Essas pessoas, com suas falhas e limitações, são gente como nós, sujeitas as mesmas necessidades que nós, mas que receberam do Senhor uma porção, uma unção para alcançar estes públicos. Elas não tem nada de especial que as diferencie de nós. Simplesmente aprouve a Deus levantar essas pessoas.
          “Você sabia que fulano cobra tantos mil só para pregar”?. Nossa reação quando ouvimos algo assim, nos soa absurdo. Nos escandalizamos. A corrupção é tão grande no mundo que infelizmente assola a igreja e normalmente, ao ouvir uma afirmação desse tipo, nos indignamos, passamos adiante este comentário, espalhamos, e nem pensamos em chamar este ou aquele ministro que poderia nos abençoar. Já criamos uma barreira e uma imagem negativa deste ou daquele ministro. Aí merece atenção as seguintes questões: Será que ele cobra mesmo tudo isso? Será que este ministro ou pregador embolsa mesmo todo este valor?
          Normalmente um comentário desse tipo, as vezes um boato, começa em alguém que “adora” uma fofoca, ou gosta de criar uma discussão em grupo para saber a opinião dos outros, ou de alguém frustrado ministerialmente, ou ainda, de alguém que gostaria de estar em uma posição de destaque que não está. Os boatos, o “diz que me disse”, fazem com que não pensemos sobre o porquê que alguns ministros ou pregadores cobram o que dizem que cobram. Pensamos nos valores e não nos recursos (sejamos honestos, nós nem investimentos como mereciam em nossos músicos e pregadores). Pensamos em como é “caro” trazer esta ou aquela pessoa, mas não pensamos na estrutura que aquela pessoa precisa, ou que a igreja precisa dispor para recebê-la junto com o público que poderá vir e, além disso, na qualidade de som para nossos ouvintes.
          A grande verdade é que adoramos uma especulação e não procuramos saber o que passa por trás de cada valor solicitado. Não pensamos nas despesas. E mesmo que estes cobrem o que dizem por aí, nós como igreja, não temos que espalhar comentários dessa natureza ou que não tragam a glória para Deus. Nem tudo convém. Fomos chamados para trazer paz, “acalmar a poeira” e não trazer divisão. Precisamos a nos educar a não fomentar boatos desse tipo. O ministro cobra tal valor? Será verdade mesmo? Procure sua assessoria e peça informações. Não há nada melhor que ter a informação direto da fonte principal. E se ele cobra tal valor? E daí? Por causa disso, você continuará a espalhar o que ouviu, correndo um grande risco de trazer mais divisão do que o que já existe? Você deixará de servir a Cristo? Deixará de ser um adorador em espírito e em verdade? O que importa é que seja pregado que Jesus Cristo é o Senhor e Salvador do mundo, e a forma como fazemos isso, cada um prestará contas diante do Senhor. Aqui também serve o texto: “Examine-se o homem a si mesmo” (I Co 11.28). Examinar é saber onde, de fato, você tem colocado seus olhos, sua fé.
          Quando vamos em algum culto/show (entenda-se como quiser), e é cobrado tanto de ingresso (ou não), será que todos nós já paramos para pensar quanto custa:

Equipamentos
Passagens para a equipe
Transporte de equipamentos
A própria oferta em amor que o ministro vai receber (e lembre-se que assim como nós, ele tem contas de casa pra pagar)
Missionários e/ou ministérios que este ministro ou pregador sustenta (que não sabemos)
Aluguel do local ou de equipamentos
Salário dos demais músicos da equipe (que as vezes deixou o trabalho secular para se dedicar ao ministério).

          Em resumo, queremos só receber e receber. Gastamos nosso dinheiro em muitas bobagens mas quando é para o reino de Deus, pensamos, murmuramos, criticamos, cansamos ou vivemos argumentando.
Muitos dizem, conforme está na palavra: “De graça recebestes de graça dai” – MT 10.8. Mas também está escrito: “Digno é o trabalhador do seu salário” – Lc 10.7 e também “se não trabalha, que também não coma” (II Tes. 3.10).
          Quando você ouve que fulano cobra tanto para cantar ou pregar, sendo verdade ou não, o que você faz com isto? O que isto acrescentou na sua vida? Você ora por ele? A palavra nos diz que temos a mente de cristo (I Co 2.16), portanto, como será que Jesus reagiria diante de situações delicadas assim?
          No final de tudo, o que realmente importa, é que todos nós, quer líderes de pequenas ou grandes multidões, quer servos, quer conhecidos ou anônimos, prestaremos contas diante de Deus de nossas atitudes, de nossas obras.
          “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal”. II Co 5.10
Que acima de tudo, sigamos a Jesus:
Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.” João 21.22

Em Cristo
Jack

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Temos vida secular?



           Antes de começar o artigo, não tenho interesse nenhum em levantar qualquer tipo de discussão. Acredito pessoalmente que a polêmica, o tentar convencer o outro a todo custo de que estamos certos, não levará a nada a não ser ao cansaço. Entretanto, sempre é bom levantarmos alguns temas que nos levem a refletir sobre nosso andar com o Senhor.
           Esses dias eu estava pensando sobre o “secular”. Nosso trabalho na igreja e nosso trabalho “secular”. Nossa música na igreja e nossa música no “secular”. A palavra “secular” que utilizamos. Se ela não passar de uma forma de “dizer”, então tudo bem. A forma de “viver” é o que importa. Então, será que temos mesmo uma vida secular?
          Entre as várias definições de “secular”, encontramos: “Relativo ou pertencente ao Estado, em contraposição ao que se refere ou pertence à Igreja; temporal, civil, mundano. Não precisamos ir muito longe para observarmos que, na palavra do Senhor não está escrito que Deus, o nosso Pai, o nosso Criador, tem uma vida “secular”. Se quero viver a vida de Deus, então devo viver como Jesus viveu, devo imitá-lo em todos os seus passos.
          Só em lermos o termo, pode acontecer de despertar já uma polêmica dentro de nós porque associamos a palavra “secular” com o comportamento, com o resultamos que vemos por aí e assim cometemos mais 2 erros simultaneamente: nos precipitamos em julgar alguém (Pv.19.2 peca também aquele que se precipita). Por isso há tanta confusão no meio da igreja em como devemos viver, em como devemos proceder em várias áreas da nossa vida. É por isso que é tão importante a palavra de Deus ser nossa regra de fé e prática.
           É fato que todos nós precisamos trabalhar, ir ao supermercado, ir para a escola, ter contato com outras pessoas ou qualquer outro ambiente fora das quatro paredes da nossa igreja local. Também é verdade que muitos utilizam desse estilo de vida para se justificarem quando, por exemplo, usam seus dons e talentos (não estou falando só de música) para o mundo como forma de ganha pão. Ainda há outros que vivem em pecado, no erro, porque consideram sua vida “secular” correta. “Não roubo, não mato, obedeço aos 10 mandamentos”... é o que ouvimos. O que fere sua vida com Deus é o que te separa Dele porque uma vida com Deus vai muito mais além que todo este estilo de vida.
           Particularmente, como cristãos, não acredito que tenhamos vida secular. Ou vivemos 100% para Deus em todo o lugar da sociedade, confessando nossa fé ou não vivemos. Se vivo 90% para Deus e 10% para o mundo, estou dando 10% de brecha para o inimigo me envergonhar na vida cristã que digo ter. A palavra de Deus diz: “errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus” (MT 22.29). Nossa vida com Deus determinará nossas ações e é para isso que devemos estar atentos para que sejamos um testemunho vivo (e não um “tristemunho”) do poder de Deus.

Com amor
Jack

domingo, 11 de outubro de 2009

Mantendo a calma

          Este mês está sendo muito desafiador para mim. Depois do “Diário de oração” em setembro, parece que o momento de “bonança” passou. Novamente estou sendo moldada pelo Altíssimo para manter a calma.
           Não é fácil. O problema vem, e este, desencadeia uma série de outros problemas e você fica no centro de tudo, sendo bombardeada por tantos problemas.
           Quanto mais vejo o problema, mais gás tenho para tentar resolve-lo. Se não consigo, fico procurando, pesquisando meios até que eu consiga (sou muito teimosa as vezes). Isso nem sempre é bom porque naturalmente temos aquele instinto de querer fazer tudo, resolver tudo. Nessas horas é que somos provados para ver se somos cristãos mesmo ou não. Se confiamos realmente no Senhor e se conseguimos descansar, como se vivêssemos no Afeganistão com vários “Bin Ladens” ou seus discípulos.
           Corre, cansa, liga, anda, procura soluções, Procons, Juizados de Pequenas Causas, audiência, Boletim de Ocorrência, canseira que você recebe, pede ajuda daqui e dali, fica sem ajuda daqui e dali, organização e pendências de acampamento, atividades na igreja local, imprevistos, enfim, em menos de 3 semanas, esta tem sido a minha rotina e do meu esposo, sem dizer em como tenho sido cercada de pessoas fofoqueiras, em quem não se pode confiar. E além disso, o Senhor usa uma irmã para me dizer: “Entrega. Cuido de cada detalhe da sua vida”.
           É manter a calma quando você vive seu temperamento impetuoso.
           Aí vem a memória a promessa nas escrituras:

Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará – Sl 37.5

O ímpio tem muitas dores, mas àquele que confia no Senhor a misericórdia o cercará – Sl 32.10

Se você está vivendo algum momento “tenso”, vamos aprender juntos (eu principalmente) a confiar no Senhor em todo o tempo. Sejamos cercados pela misericórdia do Senhor que trabalha por nós muitas vezes quando não vemos e em silêncio.

Com amor
Jack

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A beleza que Deus vê em nós


"Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração". I Samuel 16.7

Numa sociedade totalmente tomada pela aparência, pelo que “temos”, se não estamos no Senhor, é muito fácil nos deixar contaminar. É muito fácil perdemos o amor e a compaixão pelo próximo.

Quando a vi a foto deste senhor, senti uma tristeza no meu coração... ela despertou uma compaixão por este velhinho que representa milhares de milhares por aí para serem alcançados e amados...fico pensando em qual seria a história dele, poderia ser uma história triste, mas com certeza uma fantástica história para mexer com as nossas estruturas...

Já pensou se Deus olhasse para nossa aparência? Já imaginou um Deus sem misericórdia, sem amor? Há muitas pessoas assim hoje, quebradas em tantas áreas da vida, malvadas, avarentas, assassinas, fofoqueiras, ladras, e mesmo assim, o Senhor vê alguma beleza nelas porque todas elas precisam de amor, de misericórdia.

Deus é um Deus de impossibilidades: ele olha para o ladrão e vê nele um caráter restaurado. Deus olha para o assassino e vê nele um coração arrependido e convertido. As impossibilidades para nós que se transformam em possibilidades para Deus.

Podemos ser muito bonitos por fora, mas acredito que há muitas pessoas que estão como este velhinho: não tão bonitos, não tão atraentes. Mesmo assim, Deus ainda vê algo de bom em nós porque Ele nos ama. Deus ainda acredita em nós para fazermos algo impactante, algo que mude alguém ou alguma coisa nesta sociedade tão caótica.

Interessante saber que o Senhor não tinha aparência e nem formosura (Is 53.2), e mesmo nós, por mais que não tenhamos nenhum caráter, nenhuma “formosura”, ele vê algo de valor em nós, nosso coração.

Com amor
Jack

domingo, 4 de outubro de 2009

Como vai ser agora???


Oi pessoal a paz
Coloco aqui uma foto mais ou menos recente do meu esposo e eu (foi no último dia de aula do curso Casados para Sempre).
Depois do "Diário de Oração", voltarei a escrever aos domingos e quartas, ou quando o Senhor permitir, apesar que já sinto falta do "diário". Vamos ver o que o Senhor tem preparado daqui pra frente amém?
Peço que orem por nós. Meu esposo e eu estamos ajudando a organizar um acampamento aqui na igreja, e eu sinceramente não sei se esta foi uma boa ou má idéia..rs... são muitos detalhes, muitas pessoas, muitos muitos..srs
Agradeço ao Senhor por cada comentário, cada email que temos recebido pois a Palavra do Senhor tem trazido refrigério a quem necessita. Oramos ao Senhor para que este ministério que é Dele cresça, e que possamos ser fiéis nele até o fim. Você que lê, comenta ou só ora por nós é parte disto e louvamos a Deus pela sua vida.
Bem, por enquanto é isso amados. Até logo se Deus quiser!!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Diário de oração – 31º dia – E o propósito foi assim...

Tinha proposto em meu coração neste mês de setembro, buscar continuamente a presença do Senhor por 30 dias seguidos. Hoje é o 31ºdia porque, propositalmente não devemos parar de meditar no Senhor. Neste propósito, todos os dias eu deveria me disciplinar para ler da palavra de Deus, orar ao Senhor e compartilhar com vocês o que aprendi ou o que o Senhor falou comigo. Achei que não conseguiria, mas glória a Deus, venci!
Foi tremendo! Mas também não foi fácil. No começo eu queria buscar ao Senhor às 4h30 da manhã, matar a minha carne e priorizar ao Senhor. Com o tempo, o Senhor foi falando em meu coração que o importante não era o horário em que eu o buscava, mas sim o que eu estava “matando” para estar perto Dele. Então, a noite, quando chegava em casa do trabalho, ainda tinha as tarefas da casa, e logo me vinha aquela vontade de descansar. Eu tinha que abrir mão disso para priorizar o Senhor na minha vida. Então, só ia dormir depois de eu sentar, meditar no dia que tive, na palavra, no louvor, na oração e assim escrever. Várias vezes me vinha o desânimo, pois este mês tive muitos probleminhas em casa: ficamos doentes, fiquei sem fogão, houve vazamento em casa, e até nosso carro que é novo, deu um problema. Além disso, várias vezes ia alguém em casa bem no horário em que eu queria meditar na palavra... o que eu fazia? Atendia meus amigos com alegria e depois disso buscava ao Senhor. Não podia dormir sem antes compartilhar com o Pai.
Tive algumas experiências interessantes no meio desta jornada. Por exemplo: quando escrevi o diário do dia 29/09, houve queda de energia elétrica em casa então escrevia no escuro só com um pouquinho da bateria do notebook. Depois a energia voltava, e pra minha alegria, consegui postar aquele texto tão especial. Outro dia, foi o do dia 08/09 quando deu uma forte chuva em SP, cheguei tão tarde em casa e com tantas coisas pra fazer que realmente não achei que conseguiria postar este texto.
Com o diário, eu mesma me surpreendi o quanto podemos ser espirituais e humanos ao mesmo tempo. Podemos ser aquela referência de homem e mulher de Deus, mas também podemos mostrar o quanto somos humanos; o quanto sofremos no dia a dia, nossas ansiedades, nossos problemas, nossos sonhos e assim concluir que ninguém é um super homem ou uma mulher maravilha. Somos todos dependentes da mesma graça!
Entretanto, mais uma vez hoje vou buscar ao Senhor porque precisamos buscá-lo sempre, independentemente de ser 30 dias ou não. Foi maravilhoso ver o quanto aprendi na palavra muitas coisas, como meus horizontes foram ampliados, o quanto amadureci... e creio que, se você acompanhou esta jornada, você também foi edificado porque o Senhor fala sempre e para sempre.

Meus alvos de oração hoje foram:

Pelo Brasil: como igreja, nos unirmos num só coração, numa só fé, para buscarmos pela cura do nosso país e que assim, venha o Seu reino sobre o Brasil.

- Agradecendo ao Senhor por tudo
- Agradecendo pelo Diário de Oração
- Agradecendo pelo crescimento e maturidade que adquiri neste período do Diário
- Para sempre gerarmos uma palavra de vida nos corações
- Pelos irmãos que acompanharam o Diário
- Que não se apague dos nossos corações a necessidade e o desejo de te buscar em espírito e em verdade

Louvor: Sobrenatural (CD Sobrenatural - Marcos Witt)

Palavra -Salmos 27.8 (mas como sempre, leiam todo o capítulo!)

"Ao meu coração me ocorre: Buscai a minha presença; buscarei, pois, Senhor, a tua presença".

Diário de oração – 30º dia – Uma nova visão

Não perco a visão, não perco a visão
No deserto eu vejo um jardim pois sei
E creio no que Deus tem pra mim


Esses versos fazem parte de uma pequena composição que fiz para o Senhor enquanto esperava meu esposo no metrô. Enquanto esperava por muito tempo...rs
No meu coração eu ministrava para o Senhor curar nossa visão, derramar do seu remédio em nossos olhos para que possamos enxergar Seu plano para nós, para que possamos vê-lo. Quantas vezes deixamos de ver as promessas do Senhor, o próprio Senhor, porque estamos cegos... enquanto estivermos cegos, estaremos deficientes, e assim, carente do Senhor para nos sarar e completar.
Hoje, assisti a uma palestra do judeu, comunicador e educador Gilberto Dimenstein. Ele, considerado o pior aluno da escola, cujo melhor amigo era o melhor aluno da turma, tornou-se um dos grandes nomes do jornalismo e da Folha de SP.
De pior aluno, se tornou uma referência no campo da educação. Como isso foi possível? Graças a uma visão, a curiosidade apurada, o gosto pelo saber. Aprendi muito com ele, levando para o campo espiritual. Conclui que sem vem visão, não temos novidade de vida.

Meus alvos de oração

Pelo Brasil: Para as igrejas do Brasil serem igrejas visionárias, para alcançar o impossível

- Agradecendo por mais um dia
- Pela vida do meu esposo
-Pedindo perdão pelos meus pecados
- Para as igrejas no Brasil e aqui no Jaraguá serem igrejas visionárias que façam o impossível, para a glória de Deus

Palavra – Apocalipse 3.18

Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas”.

Curtiu o Blog? Registre aqui!