sábado, 30 de agosto de 2014

Seu "melhor" a Deus de graça?

Olá queridos amigos!

          Deus sempre tem o melhor para nós então é justo se perguntar, será que temos dado nosso melhor a ele?

          Todos nós queremos dar a Deus o melhor de alguma coisa. O melhor do nosso tempo, o melhor evento, a melhor linha de produtos, enfim, porque para Deus tudo tem que ser de primeira. Com Deus também foi assim: Ele deu seu melhor, Jesus e Jesus deu o seu melhor: ele mesmo em nosso lugar.
         
          E deve ser assim, porém esquecemos que para o melhor de alguma coisa, você tem que pagar por ele também. Lembrei daquele programa no canal Discovery Home & Health: "Irmãos a obra". Trata-se de um programa onde pessoas que procuram casas para comprar sonham com a "casa dos sonhos". Os irmãos do programa levam essas pessoas a casas lindíssimas com todos os ítens que compõe esta "casa dos sonhos" e quando informam o valor da casa, as pessoas ficam desapontadas. A solução que eles encontram é, comprar uma casa para reforma e colocar os maiores itens possíveis da lista da "casa dos sonhos", dentro do orçamento daquelas pessoas porque, para tudo tem um preço e quanto mais você quer, mais você vai pagar.

          Mas a bíblia também nos ensina algo parecido e muito poderoso:

"Disse Davi a Ornã: Dá-me este lugar da eira a fim de edificar nele um altar ao Senhor, para que cesse a praga de sobre o povo; dá-mo pelo seu devido valor. Então, disse Ornã a Davi: Tome-a o rei, meu senhor para si e faça dela o que bem lhe parecer; eis que dou os bois para o holocauto, e os trilhos, para a lenha, e o trigo, para a oferta de manjares; dou tudo. Tornou o rei Davi a Ornã: Não; antes, pelo seu inteiro valor a quero comprar; porque não tomarei o que é teu para o Senhor, nem oferecerei holocausto que não me custe nada" 
I Crônicas 21.22-24(grifo meu)

E disse Davi a Ornã: Dá-me este lugar da eira, para edificar nele um altar ao Senhor; dá-mo pelo seu valor, para que cesse este castigo sobre o povo.
Então disse Ornã a Davi: Toma-o para ti, e faça o rei meu senhor dele o que parecer bem aos seus olhos; eis que dou os bois para holocaustos, e os trilhos para lenha, e o trigo para oferta de alimentos; tudo dou.
E disse o rei Davi a Ornã: Não, antes, pelo seu valor, a quero comprar; porque não tomarei o que é teu, para o Senhor, para que não ofereça holocausto sem custo.

1 Crônicas 21:22-24
          Na passagem acima, Deus quer que Davi levante um altar a Ele. Davi vai até o lugar determinado que pertence a Ornã, um jebuseu, e ali conversando com ele, Davi pede aquele pedaço de terra para construir o altar. Ornã, vendo que um rei lhe faz um pedido desse, prontamente se oferece para dar tudo o que precisa pra Davi construir o altar ao Senhor. Entretanto, Davi não quer "de graça", ele reconhece que não quer pegar o que pertence a Ornã para dar ao Senhor. Afinal, o altar não seria para qualquer um, seria para o Deus Todo Poderoso e por isso, ele prefere pagar por aquele lugar, para dar a Deus algo que lhe custe alguma coisa.

          Davi não queria uma "promoção" ou um jeito mais fácil. Davi não usou um "jeitinho brasileiro" ou mesquinhez sendo rei. Sabendo quem era Deus, ele queria no mínimo dar algo que custasse algo de valor. Ele tinha um objetivo ao construir o altar: fazer cessar a praga sobre Israel e oferecendo este sacrifício, a bíblia diz que o Senhor se tornou favorável e pôs fim a praga que estava sobre eles (II Samuel 24.24). Pessoalmente eu acredito que o favor de Deus veio pela obediência de Davi e pelo seu coração pronto a dar o melhor ao Senhor.

          Como servos de Deus precisamos aprender muito nessa história. Se você oferecer a Deus algo que não te custou nada, sem valor, não tão importante ou secundário, como espera que Deus receba?

          Quantas vezes já vi por exemplo pessoas querendo fazer eventos, comprar produtos exigindo alto padrão de qualidade mas querendo dar uma "ninharia" por eles. Quando isso não ocorre, querem contratar serviços de outras pessoas e não querem pagar o valor de um trabalho profissional porque "é muito caro" depois, de forma incoerente, afirmam que querem dar o melhor para Deus. Esse melhor não deve ser gratuito porque na maioria das vezes só damos valor a alguma coisa quando pagamos algo por ela. Se for para Deus, ainda mais precisa nos custar e temos que aprender a dar nosso melhor sem ter um coração mesquinho.

          Você pode me dizer: "mas a palavra diz "de graça recebestes, de graça dai, certo?" (Mateus 10.8), ou seja, que mal tem em dar meu melhor a Deus se posso conseguir o que preciso de graça? Entretanto, se você ler o contexto, observará que em nada se refere a profissão, ou seja, usar da sua profissão, do que você se empenhou para estudar, se profissionalizar para fazer de graça para os outros, sem se valorizar.  Aqui Jesus deu orientações aos 12 no envio  para pregar o evangelho e resgatar as ovelhas perdidas, nada mais que isso. Acredito que a necessidade do povo era tanta no lugar que eles estavam indo que poderia haver pessoas que quisessem "pagar" pelas curas, milagres e Jesus orienta a não fazer isto por dinheiro. Este contexto nada tem a ver sobre dar nosso melhor a Deus de graça porque todo o melhor custa alguma coisa.

          Davi poderia muito bem aceitar a "oferta" de Ornã que queria doar todos os itens para o altar. Não seria ótimo? Ele poderia até pensar: "Deus mandou eu construir um altar e uma pessoa está doando tudo. Só pode ser de Deus mesmo!". Não. Ainda assim, ele quis pagar, não pela metade do preço, mas o valor total daquela terra; o valor justo para dar a Deus algo que custasse alguma coisa pra ele.

          Vamos aprender com Davi e não ter um coração mesquinho, pelo contrário, dar a Deus nosso melhor custe o que custar. Deus com certeza nos recompensará.

Com amor
JS
Não, respondeu Davi, quero comprá-lo pelo seu inteiro valor em dinheiro; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor, e não oferecerei um holocausto que não me custe nada.

1 Crônicas 21:24
Não, respondeu Davi, quero comprá-lo pelo seu inteiro valor em dinheiro; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor, e não oferecerei um holocausto que não me custe nada.

1 Crônicas 21:24
Não, respondeu Davi, quero comprá-lo pelo seu inteiro valor em dinheiro; não tomarei o que te pertence para dar ao Senhor, e não oferecerei um holocausto que não me custe nada.

1 Crônicas 21:24

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Quem vai dar um jeito na sua lingua?


A morte e a língua estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto
Proverbios 18.21
A verdade é que, se tivéssemos cuidado com o que falamos, muitos problemas seriam evitados. Não foi a toa quando encontramos na palavras de Deus que a língua é um membro bem pequeno, mas que causa grandes estragos (Tiago 3). Com ela elogiamos e criticamos. Trazemos vida ou matamos pessoas.
            Lendo o livro de Tiago 3 encontramos algo precioso: quem não tropeça no falar é capaz de refrear também todo o corpo, ou seja, através da nossa língua, todos os nossos sentidos são influenciados. O que eu ouço, para onde ando, o que penso é influenciado pelo que falo. E como pode ser isto? Vamos nos lembrar das palavras de Jesus: “A boca fala do que o coração está cheio” (Mt 12.34) e por nossas palavras seremos justificados ou condenados e por nossa língua colheremos o bem ou o mal.
            Mas antes de falar da boca, vamos falar do coração como Jesus mencionou. Primeiro: o que tem entrado no seu coração? O que tem tomado conta da sua mente e do seu coração. O que nascer daí, irá para sua boca e dela você colherá o que plantou.
            Em Filipenses 4.8-9 o apóstolo Paulo nos ensina sobre como educar a nosso pensamento:
            Finalmente irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que justo, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento
            Observe os detalhes do versículo: verdade, respeito, justiça, boa fama, virtude e louvor. Se o que tem ocupado sua vida são outras coisas, então está na hora de fazer uma limpeza na sua mente.
            Outra coisa importante é a forma como podemos ser influenciados pela fala: “as más conversações corrompem os bons costumes” (I Cor 15.33). Quem não conhece alguém que era honesto e se corrompeu ou algum amigo que foi preso porque foi na onda dos outros. Foi influenciado pela má conversa. Isto também ocorre dentro das igrejas. Agora, veja se você tem influenciado com suas palavras ou tem sido influenciado pelo que os outros dizem. Não subestime o poder da palavra. A língua é tão poderosa que quando bem usada:
-       Alegra o homem (Proverbios 12.25)
-       Afasta brigas (Proverbios 15.1)
-       É árvore de vida (provérbios 15.4)
-       É boa quando falada na hora certa (Proverbios 15.23)
-       Traz fortalecimento (Proverbios 15.30)
-       Aumenta o saber quando o falar é dócil (Proverbios 16.21)
-       Quando agradável, é doce para a alma e remédio para o corpo (Proverbios 16.24)
-       Se torna cidadão dos céus quando não difama os outros (Salmos 15.3)
-       Quando consagrada a Deus transborda de boas palavras (Salmos 45.1)

E muito mais. Na verdade, aqui são só algumas situações, mas quando lemos o fruto do Espirito Santo em Gálatas 5, claramente observamos que quem é nascido do Espirito usa sua língua para o bem. Quando vivemos em função das obras da carne, nossa língua é usada para o mal. Acredito que por isto está escrito: “andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne” (Gálatas 5.16). “Porque quem semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupçãoo; mas o que semeia para o Espíeiro do Espírito colherá vida eterna” (Gálatas 6.8).
A colheita de amanhã é definida pelo que semeamos hoje e porque não pensar no que falamos? Muitos crentes são salvos mas vivem uma vida medíocre, derrotada porque plantaram uma semente ruim de suas palavras. Se você sempre pensar e depois falar: “Eu não vou conseguir”, com certeza não conseguirá. Agora, se você crer e falar: “Sou um vencedor”, então tudo o que você fizer você vencerá.
Conhecemos uma árvore pelo seu fruto. É impossível você colher coisas boas se o que fala é só maldição. Se quisermos guardar nossa alma de aflições precisamos primeiro guardar a nossa boca: “O que guarda a boca e a língua guarda a sua alma das angústias” (Proverbios 21.23). Você precisa submeter sua língua ao Espirito Santo, viver o fruto do Espirito para começar uma virada na sua vida.
Muitas feridas são causadas porque estamos tão amargurados que somos incapazes de dizer algo bom. As palavras de amargura e de derrota são tão comuns que acabam fazendo parte da nossa vida diária. De repente você está há anos vivendo assim, falando palavras de derrota quem nem se percebeu. Quer começar a perceber? Olhe a vida que você tem vivido em volta de você.
Existem 3 coisas que não voltam uma delas é a palavra pronunciada (as outras duas são: a seta lançada e a oportunidade perdida), então pense em como sua boa pode ser uma benção ou mortal. Não empreste sua boca para Satanás, ele está louco querendo que isto aconteça. Consagre sua boca a Deus, abençoe seu próximo e você verá o que vai acontecer!
Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificaçãoo conforme a necessidade, e assim transmita graça aos que ouvem
Efésios 4.29

Para meditar: Proverbios 12.25 / 15., 4,23, 30 / 16.21 / 16.24 /  16.28  / Tiago 1.19 e 3 / Salmos 10.7, 15.3, 45.1, 57.4, 34.13 / Galatas 5

Com amor 
JS 

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A humildade antecede a honra


 Em vindo a soberba, sobrevem a desonra, mas com os humildes está a sabedoria
Provérbios 11.2

            Conheço muitas pessoas com sede de serem reconhecidas. Acho que até aí não tem problema. O problema começa quando elas acham que são melhores do que as outras, ou quando uma igreja compete com outra. Fazem programações mais legais do que outra para provar que são melhores, que elas são o máximo e que sem elas, o ministério na igreja ou o que quer que façam de suas vidas como pessoas, não seria tão bem feito se não fosse por elas.
            O problema não é a tarefa, mas a intenção do coração e isto me lembrou uma palavra: soberba.
            Você pode achar que eu estou exagerando. Eu também acharia até ver a definição no dicionário: pretensão de superioridade, orgulho e é por isto que existe o versículo em Tiago 4.6: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”.
            Vamos nadar, nadar e morrer na praia porque Deus vai nos resistir se tivermos um coração soberbo.
            Acho importante alertar sobre a soberba se queremos ser honrados por Deus. Afinal, se sou soberbo, serei desonrado, porém se ando no temor do Senhor e sou humilde, é certo que a honra virá (Provérbios 15.33). Não tem como haver honra de Deus comum coração presunçoso que acha que pode fazer mais e melhor do que os outros.
            Como seres humanos evidentemente estamos sujeitos a cair, errar em qualquer tempo. Como viemos de uma raiz pecaminosa, como servos de Deus precisamos o tempo todo buscar a sabedoria do Senhor e o bom senso. A palavra de Deus nos diz que assim poderemos andar seguro e não tropeçaremos na nossa caminhada (Proverbios 3.21-23). Muita gente vive uma vida de tropeço porque não anda mais no temor e ainda querem ser honradas por Deus.
Antes da ruina, gaba-se o coração do homem, e diante da honra vai a humildade
Provérbios 18.12
            Não adianta ficar se gabando, a palavra de Deus diz que a ruina vai vir. É melhor andar pelo caminho da humildade para alcançar o favor do Senhor:
O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, honra e vida
Provérbios 22.4

Por mais que tentemos aparentar para os outros uma falsa humildade, mas com o coração cheio de orgulho desonrando as pessoas, humilhando-as porque não sabem o que você sabe, é melhor rever seus conceitos cristãos:
A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra
Provérbios 29.23
Não adianta aparentar humildade. Precisa viver, respirar, pensar, ser humilde.Se quisermos que Deus nos honre mas com soberba no coração, seremos vitimas do próprio veneno. Me faz lembrar de quando converso com algumas amigas e, em tom de descontração, falamos umas para as outras: “aceita que dói menos”. Vale com elas. Vale para a palavra de Deus pois é se humilhando debaixo da mão dele que ele nos exaltará.

Para meditar: Provérbios 11.2 / 15.33 /16.18 / 18.12 / 22.4 / 29.23 / Tiago 4.10

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Faça o pedido certo!




"Pede-me e te darei nações por herança..." Salmos 2.8

"Pede e será dado, bata e a porta se abrirá..." Mateus 7. 7- 8

"Pedi e não recebestes porque pedistes mal pra usar em seus próprios deleites..." Tiago 4.3

           Uma herança é algo que recebemos legalmente por sucessão. Como filhos de Deus temos direito legal do que ele conquistou para nós: uma vida com saúde, abencoada, produtiva, de paz com todos, de bênçãos que afetam não só a nós que pedimos mas todos ao nosso redor, nossa nação...enfim não precisamos pedir só uma terrinha se Deus pode nos dar mais, uma nação inteira. 

            Peça, mas peça coisas para Deus que abencoe outras pessoas. Não seja egoísta. A bênção que Deus tem pra você ele tem também para outros.


JS

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Diário de Oracão 30º Dia - A responsabilidade é de todos

Pra falar,pra pregar
Usa-me agora
Pra cumprir teu querer
Toda mágoa,todo medo,todo trauma
Cura Senhor
Todo choro,meu complexo inferior,toda dor
Cura Senhor
“Nós amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém afirmar: "Eu amo a Deus", mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê”
1 João 4:19-20
Depois de muitos dias, finalmente chegamos ao último dia do nosso diário. Seria muito bom se pudéssemos dizer que o assunto acabou, mas pessoas feridas dentro das igrejas é um assunto que nos dias de hoje parece não ter fim.
Sempre é mais fácil culpar ao outro. Olhar para nós mesmos e fazer uma auto análise de nossas atitudes nem sempre é uma tarefa agradável de se fazer. Deveríamos orar sempre o que Davi orou nos Salmos 139: “Vê se há em mim algum caminho mal e me guia no caminho eterno”. (verso 24)
Todos nós somos responsáveis no reino de Deus. Seja líder ou liderado, todo mundo tem um papel importante a desempenhar visando um único foco: o crescimento deste reino. Não reino para si, mas o reino daquele que pagou com sangue a dívida que não podíamos pagar.
Sempre que converso com pessoas sobre o que as deixaram chateadas a culpa sempre é do outro. Fico pensando se elas já se enxergaram no sentido de perceber o que elas também podem ter causado para a situação chegar no ponto que chegou. Sabe aquele ditado que diz “quando um não quer dois não brigam”?, seria basicamente isto.
Se estamos em um ambiente que não nos faz bem, cabe a nós fazer nossa parte e mudar. Pergunte a si mesmo se você é quem faz o ambiente ou o ambiente faz você. Seja como for você não tem nada a perder se deixar uma marca de amor.
Seja a mudança que você quer ver. Seja o exemplo. Seja o espelho para quem não tem e seja um bom modelo a se seguir. Lembre-se, no Senhor nenhum trabalho é em vão e Ele, paga muito bem aqueles que pra ele trabalham.
            Viver em amor uns com os outros é responsabilidade de todos, principalmente a gente que se denomia cristão.  É nossa responsabilidade fazer o nome do Senhor conhecido. É nossa responsabilidade viver o que pregamos. É nossa responsabilidade pregar o que se vive. Sermos transparentes lutando não contra o pecador mas contra o pecado, principalmente o nosso. É nossa responsabilidade amar. 
Em I Joao 5.3, a palavra de Deus diz que se ammaos a Deus, obedecemos seus mandamentos e eles, não são penosos para nós. Precisamos parar de fazer “corpo mole” e assumir de vez nossa identidade cristã.

Enquanto Jesus não vem, vamos sondar nosso coração, pedir que Deus nos ajude a endireitar nossos caminhos para a vinda do Senhor. Afinal, Ele virá buscar uma igreja não doente, mas pura e imaculada para morar no céu. Você está pronto para subir?

Com amor. E até o próximo diário se Deus quiser.

Para meditar: Efésios 5

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Diário de Oracão 29º Dia - Deus fez algo incrível: abriu mão. E nós?


Abro mão dos meus sonhos
Abro mão dos meus planos
Abro mão da minha vida por Ti
Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá; mas quem perder a vida por minha causa, este a salvará
Lucas 9.23-24
Já parou para pensar em abrir mão das coisas de que gosta?
Esses dias mesmo minha esposa me dizia: “Você tem muita facilidade para abrir mão das coisas que você gosta por amor a mim”. E eu  respondi: “Deus me deu uma responsabilidade que seria cuidar de você, por amor a Deus. Desde o dia que aceitei você como minha esposa tenho isto no meu coração, de abrir mão dos meus desejos por amor a minha família”.
Muitas vezes não é fácil, mas o melhor é fazer as coisas por amor a Deus que as demais coisas ele acrescenta. Usei o exemplo do casamento para você ver que na igreja as coisas não são diferentes.
Assim como no casamento quando nos desentendemos o mesmo ocorre na igreja também com nossos irmãos, líderes e pastores quando ficamos de cara virada um para o outro,. Há situação que não conseguimos nem olhar no rosto de nosso(a) companheiro(a) tudo porque ele(a) não fez as coisas que você queria. E você acha mesmo que na igreja seria diferente?
Para os casados, mesmo em um desentendimento com seu cônjuge, você deixou de amá-lo? Acredito que  não.
E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.
Efésios 5:2

Olha como é interessante: Deus abriu mão de seu filho, e Jesus abriu mão de estar no céu por amor a você e a mim:
Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
Filipenses 2:7-8


Por mais difícil que seja nos nossos dias, imagine uma igreja com esse mesmo pensamento de abrir mão de si para dar honra ao seu irmão imitando Cristo. Seria incrível!
E novamente usando o casamento como exemplo, muitas vezes temos que abrir mão para termos paz e não só ter paz, mas conseguir ter vitória na vida a dois. Na igreja devemos viver um “casamento” com nosso irmão e assim abrir mão de nossos desejo e vontades por amor a ele. Afinal, todos nós somos noiva de Cristo e se um dia vamos nos casar com ele, precisamos primeiro estar casado com nosso irmão. Juntos, unidos, vivendo um só pensamento, uma só fé, um mesmo Deus.
Não sei se isso já aconteceu na sua igreja algo assim: “Ah, mas se não for do meu jeito, ou se não for o meu projeto, não participo”.

Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.
Filipenses 2:3

Hoje o inimigo quer cegar a igreja a (noiva de Cristo) para ela não conhecer a voz e nem o rosto de seu noivo, pois se a igreja não cumprir o que a bíblia diz, como poderemos ser chamados de Filhos de Deus?
Deus deu o maior exemplo de abrir mão para a humanidade que é dar seu único filho para todo aquele que nele crer tenha a vida eterna. Precisamos fazer o mesmo. Talvez você não queira dar seu filho em favor de outra pessoa, mas tem tantas outras coisas tão pequenas se comparadas ao que Deus fez que, abrir mão, poderia ser algo mais simples se quiséssemos. Aliás, quando estamos cheios do Espírito Santo, abrir mão não é tão difícil. Precisamos deixar de lado nosso lado carnal, andar no Espírito para que a vontade de Deus seja feita de modo que o mundo seja atraído para a luz de Cristo brilhando em nós. Vivendo na carne, com nossas ambições pessoais, orgulho, isto é impossível de acontecer.
Não espere os outros, comece em você a mudança na sua igreja. Ame mais, seja mais humilde, dê honra a seu irmão e viva a vida de Cristo.
 Para meditar: Efésios 5 / Filipenses 2

domingo, 3 de agosto de 2014

Diário de Oracão 28º Dia - Corpo de Cristo: o papel de inclusão da igreja


Deus, mais uma vez segure em minha mão
Minha alma aflita pede tua atenção
Cheguei no nível mais difícil até aqui
Me ajude a concluir...
“Porque assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros tem a mesma função, assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros, tendo, porem, diferentes dons segundo a graça que nos foi dada”
Romanos 12.4-6

            Uma das características mais fascinantes de Deus é a importância que ele dá a gente como nós. Ele escolheu o ser humano para representar seu filho Jesus no que diz respeito a dons, funções e deveres na figura do corpo humano. Para Deus, existe um só corpo, o de Cristo, mas infelizmente, parece que para as pessoas existem vários corpos, vários Cristos e vários reinos, simplesmente porque cada um quer fazer “o seu” sem se preocupar com seu irmão.
            A bíblia é clara: somos “membros uns dos outros”, o que significa que por mais que eu ame fazer o que faço, não posso fazer sozinho. Dependo de alguém. Se faço parte de um corpo, eu sendo só um “dedo mindinho”, ou sendo uma perna, outras parte do corpo dependem do meu bom funcionamento para que tudo ocorra bem. Devo me preocupar com meu estado de saúde, mas também, com a saúde de todos conectados a mim.
            Portanto, nosso papel como igreja é o da inclusão. Somos membros uns dos outros. Se entendo que sou uma igreja, meu papel é o de incluir uns aos outros: sou membro do pastor, do diácono, do operador de som, da equipe de oração, da pessoa que ajuda na cantina ou na limpeza e não apontar o dedo e dizer “você não serve”. Na cultura de Deus, sempre há espaço para mais alguém quer uma prova? Você.
Todo mundo tem algo dado por ele que completa o corpo de Cristo, nosso  “irmão mais velho”. A bíblia diz que somos “muitos”, e sendo assim, não importa que parte do corpo eu sou, sou importante, e preciso estar ligado ao corpo como organismo vivo, para que o corpo seja saudável. Sabe o que acontece com membros fora do corpo, amputados? Eles apodrecem.
            Tem muitas pessoas vivendo assim, “apodrecidas”, porque não estão inseridas no corpo, foram excluídas, amputadas. Estão fora dele, o que significa que não há vida acontecendo ali, e como consequência, o corpo está doente, debilitado, faltando uma parte importante e portanto, não pode exercer todas as funções plenas que deveria fazer.
            Tem pessoas também que estão “paraliticas” espiritualmente. Elas fazem parte do corpo, o cabeça, Cristo, dá sua ordem de comando, mas o corpo não obedece.
Infelizmente isto tem custado mais perdas do que ganhos na causa de Cristo. Quantos talvez você conheca que deixaram de crer em Deus ou no que ele pode fazer devido a coisas que eram tão pequenas  no começo e se tornaram verdadeiras montanhas que não foram resolvidas no corpo? Quantas pessoas perdemos? E onde exercemos nossa responsabilidade de “membros uns dos outros”?
Essas pessoas são chamadas de “incrédulas e o deus deste século, cegou a mente delas para que vivam em trevas e não venham ao pleno conhecimento do evangelho de Cristo, o evangelho de luz e tranformação. Para o inimigo, quanto mais ignorantes nós, os crentes em Jesus, formos na palavra, mais sucesso ele obterá no fracasso da igreja e para isso o apostolo Paulo nos adverte muito seriamente: “Não sejam ignorantes” (I Co 12.1).
            Por mais que você queira ser o dedo, a perna ou até mesmo o cabeça, admita que parte do corpo você é. Admita o seu dom e não queira o dom do outro. Pense no todo, tenha visão de reino. Se ajude e ajude seu irmão.  Não podemos apontar o dedo para as pessoas e dizer se elas servem ou não. Todas servem. Todas tem chance.  As pessoas precisam ser ajudadas e descobrir o potencial que as vezes nem elas sabem que tem.
Outro dia ouvi um líder em uma igreja dizer algo como “se fulano não serve na igreja, ele não serve pra nada”.  Se uma pessoa ferida ouve algo assim, facilmente ela pode pensar: “se não sirvo pra nada, o que estou fazendo aqui”? Ela sai e nunca mais volta.
Desculpe, para mim isto esta completamente errado. Deus não vê como o homem vê e nem nos trata conforme nossos pecados. Prestaremos contas a ele de todas as nossas obras sim, mas a essência de Deus ainda é o amor (e não o amor baseado no que podemos oferecer).
Enquanto houver vida, há esperança
Para meditar: Romanos 12 / I Coríntios 12 / Salmos 103

sábado, 2 de agosto de 2014

Diário de Oracão 27º Dia - Ouvir também é comunhão

A doçura do teu falar
A doçura do teu olhar
Amoleceu a dureza do meu coração

Hoje vivemos em um mundo de muita correria, sempre com hora marcada para tudo. Minha esposa falou uma coisa muito importante: quem tomar conta do tempo vai dominar sua vida.
Veja, hoje encontramos tempo para ver TV, ficar no Facebook, ver vídeos e muitas outras coisas mas não temos tempo para ler a bíblia. E outra coisa: não conseguimos parar para nos relacionar com outras pessoas e com isso não conseguimos ouvir as queixa umas das outras. Como resultado, a igreja sofre uma vez que as pessoas perderam a comunhão (sem contar os líderes que não admitem dizer que certos tipos de pessoas não servem para o ministério na casa do Senhor porque são questionadoras).
Observo que nos tempos de hoje há um choque muito grande entre uma geração de pastores que aprenderam que nunca devem questionar e uma geração de discípulos que querem saber o porquê, para quê de tudo e que querem aprender mais.
Um exemplo bem simples é este: o pastor está pregando e muitos estão folheando a bíblia ou o próprio celular para confirmar se o que o pastor prega está na bíblia. Isto é ótimo e significa que estamos crescendo como corpo de Cristo e isto se torna um desafio para os novos pastores do nosso tempo: estudar ainda mais, ter conhecimento das coisas pois uma geração com muita fome de conhecimento está chegando e vai argumentar tudo o que puder. E isto não é ruim.
Precisamos estar preparados para ouvir as pessoas também, principalmente se somos líderes. Elas querem ser ouvidas e esperam encontrar espaço na igreja para isto também. É melhor que façam assim conosco do que espalharem fofoca ou intriga simplesmente porque não foram ouvidas. O estar pronto para ouvir é tão importante que o próprio Deus nos chama para que nos coloquemos nossas queixas diante dele:
Relembre o passado para mim; vamos discutir a sua causa. Apresente o argumento para provar sua inocência.
Isaias 43:26
O diálogo derruba barreiras. A conversa sempre é o melhor caminho para esclarecer as coisas uma vez que o inimigo está bem interessado em destruir relacionamentos. Ele veio para roubar, matar e destruir e fazendo isso, ele destrói a igreja. Em toda conversa também, tenhamos em mente que, precisamos ter paciência uns com os outros e entender que nossa luta não é contra carne ou sangue e sim contra as forças do mal.
Vivemos em um tempo em que é um desafio as pessoas compreenderem umas as outras, principalmente quando elas são de tempos e gerações diferentes. É nossa responsabilidade se esforçar para manter nossos relacionamentos saudáveis dentro e fora da igreja. As pessoas que não participam, não frequentam uma igreja estão sempre de olho em nós.  Já pensou? Alguém, um amigo, um familiar ou visitante vai na sua igreja e vê um contra o outro? Tenho certeza de que esta pessoa não voltará lá.
Ter comunhão é mandamento e isto é reflexo de que andamos na luz. A comunhão nos ensina a ouvir e respeitar a todos, inclusive os mais velhos. E os mais velhos passando a experiência para os mais novos, deixa uma lição de comunhão inestimável: uma igreja diferente e transformadora pois os jovens são o futuro dela.

Para meditar: I Joao 1.7 / Isaias 43

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Diário de Oracão 26º Dia - Autoridades instituídas por Deus


Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião
Que não se abalam mas permanecempara sempre
Como em volta de Jerusalém, estão os montes
Assim é o Senhor, em volta do seu povo
Bolade Neve
-->
Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos.  Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal. Portanto, é necessário que sejamos submissos às autoridades, não apenas por causa da possibilidade de uma punição, mas também por questão de consciência.” (Romanos 13.1-5)
            Deus dá uma visão para todo líder. Para Moisés ele falou para libertar o povo. Para Davi, fez dele um rei para o povo. Para Paulo, fez dele um evangelista, um apostóstolo e para Jesus o Salvador do povo. Deus fala o que fazer e como fazer e para executar cada chamado, ele nos presenteia com pessoas.
            São as pessoas que nos ajudarão a ter êxito em cada tarefa, desafio. Moisés tinha seu sogro que o ajudava separando as pessoas em pequenos grupos para levar a ele somente as causas muito difíceis e tinha também Arão, que o ajudava a falar melhor. Paulo teve discípulos como Timoteo um lider que transmitia os ensinamentos que Paulo aprendia de Cristo e Cristo, seus discípulos que disseminaram o evangelho para todo mundo, onde 2 mil anos depois, ainda temos acesso e principalmente ao livro mais lido do mundo: a Biblia.
            Todos eram lideres e todos entendiam o seu chamado. Todos eram autoridades instituídas por Deus e eles tinham sob sua liderança pessoas muito diferente deles. Ninguém poderia fazer nada sozinho.
            Todos nos somos ordenados a obedecer as autoridades que estão sob nós e porque fazemos isto? Porque amamos a Deus e tememos a Ele. E se as autoridades falham conosco? Continuamos a amar a Deus e a temer a Ele. Por isto é tao importante orar pelas autoridades da nossa nação, pelos nossos lideres. Tenho uma amiga que ora pelos seus lideres em todas as refeições que faz porque ela entende que eles estão em posição de destaque dada por Deus e portanto, principais alvos de Satanás para destruir a igreja. Se eles caírem, todos caem. Mas se eles são o bom exemplo, o referencial que Deus espera que sejam, então todos são abençoados.
            Hoje em dia existem inúmeros tipos de igrejas, que atendam ao mais variados estilos de pessoas. Se entendemos que a igreja é cada um de nos, saberemos que onde estivermos não haverá perfeição, nem mesmo nas autoridades. Entretanto, podemos crer que se formos obedientes antes de tudo a Deus e depois as autoridades, a nossa liderança, a benção do Senhor sempre nos seguirá.
            Deus é antes de tudo, a maior autoridade, a quem devemos toda a reverência: Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo”. Mateus 10.28.

Em ano de eleições temos uma responsabilidade como cidadãos e cristãos: orar pelos nossos governantes e pedir que Deus dê sabedoria para que eles governem nosso pais. Se nosso governo ir bem, estaremos bem. Vale para nosso presidente ou nosso pastor. Todas as autoridades sob nós devem ser respeitadas e cobertas de oração: 

Orai pela paz de Jerusalem! Sejam prósperos os que te amam. Reine paz dentro de seus muros e prosperidade nos teus palácios” .
Salmos 122.6-7

            Talvez você ache que se fosse líder no lugar de fulano você faria um trabalho melhor. Alias, quando não é a nossa pele que está em jogo é mais fácil criticar.
Entretanto, mesmo que você não goste ou não se identifique com o seu líder, mas Deus colocou ele ali para um propósito, goste você ou não. Se você honrá-lo, você será honrado também pelos seus. A obediência é agradável a Deus e você só tem a ganhar. Você talvez não concorde com seu líder, mas ele merece seu respeito. A bíblia diz que quando você obedece e se submete, seu líder prestará contas de você com alegria e não com tristeza porque ele responderá pela sua vida diante de Deus:
Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isso com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros
Hebreus 13.17

Para meditar: Romanos 13 / Proverbios 8.15-16 / Daniel 2.21 / Êxodo 7.1-3 / Êxodo 18:21-23, 26 / I Samuel 16 / Atos 9 1-22 / Proverbios 29.4

Curtiu o Blog? Registre aqui!