quarta-feira, 23 de julho de 2014

Diário de Oracão 17º Dia - Um bom nome

Para me curar
Para me ensinar 
No caminho que devo seguir

Antes de termos qualquer titulo ou reconhecimentos, nossa atenção precisa estar em uma coisa: em ter um bom nome.
Imagine seu nome, quem você é, o que faz, sua marca por onde passa, seus bons valores serem mais preciosos, mais valororosos para Deus do que R$ 5 milhoes. Parece incoerente, afinal, com tanto dinheiro você pode ter o que quiser, mas o dinheiro não compra tudo o que se quer. Não compra paz, não ressucita mortos, não preenche vazios, mas testa sua honestidade, seu caráter e mostra para os outros quem você é. Quer saber se você é uma boa pessoa? Uma pessoa honesta? Peça para alguém perguntar a quem estiver proximo de você.
Por isso, a bíblia diz que um bom nome vale mais do que qualquer riqueza, por exemplo, na instituição dos diáconos, em Atos 6.3. Veja as caracteristicas que os apóstolos tinham que escolher para este serviço:
- Boa reputação
- Cheios do Espírito Santo
- Cheios de sabedoria
A vida que voce tem, vai além do que você vive. Ela mostra se tudo o que você tem feito, lutado, foi para você mesmo simplesmente, para agradar os outros ou para ser aprovado por Deus. Seu caráter é provado (e aprovado) quando você é quando ninguém está vendo.
Além de um bom nome, precisamos avaliar o reconhecimento que tanto queremos. Para quê?. Temos sabedoria, entendimento que acompanhe nosso reconhecimento? A bíblia compara uma pessoa com honras mas falta de entendimento igual aos animais que perecem. (Salmos 49.20). Em outras palavras, não basta “aparentar” ser uma pessoa honrada. É preciso “usar a cabeça”, ser inteligente e andar debaixo da Palavra de Deus onde teremos todo o entendimento para tudo na vida que precisamos.
Proverbios 27.2 diz” Seja outro que te louve e não a tua boca; o estrangeiro, e não os teus lábios”: e no mesmo texto, no verso 21 está escrito: “ Como o crisol prova a prata, e o forno, o ouro, assim o homem é provado pelos louvores que recebe”. Não é uma questão de se achar “eu sou o máximo” e passar a vida tentando convencer e provar isto, mas de como as pessoas te veem e se isto faz de você uma boa pessoa, que nada tem a dever ou do que se envergonhar. Se sim, você terá o reconhecimento pela boca dos outros que você merece.
Proverbios 25.27: “Comer muito mel não é bom; assim, procurar a própria honra não é honra”.
Ocupe sua mente e seu coração em agradar e ser aprovado por Deus e ele cuidará de sua reputação.

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade

2 Timóteo 2:15
Para meditar: Provérbios 22 / II Tm 2.15 / Provérbios 27 / Sl 49.20

Curtiu o Blog? Registre aqui!