quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Que venha o novo!!!

E assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”.
II Co 5.17

          Agora são algumas horas da madrugada, do último dia do ano. Daqui há outras horas, se Deus permitir, estaremos em 2010.
          Hoje mesmo falei para um amigo como o “fim de ano” nos leva a falar, escrever mensagens de esperança e de paz. Outros fazem sua própria retrospectiva! Nesse período agradecemos também pela vida de pessoas, pela ajuda delas em nossas vidas e pedimos perdão se em algo falhamos com elas; mesmo que não tenhamos feito nada.
          O fim de ano mexe com o nosso coração e com a nossa emoção. Saber que um novo ano chegará renova nossas expectativas em relação ao futuro, aos sonhos que temos, aos propósitos do coração, enfim, tantos planos que de repente não deram certo e que o próximo ano pode ser a esperança de tentarmos de novo e no final tudo dar certo.
          Creio que, para esta data especial, o Senhor reservou II coríntios 5.17. Para os que estão em Cristo, há a esperança de que coisas novas virão. As coisas velhas são deixadas para trás, não olhamos mais para o passado, porque o Senhor nos promete novidades. Esse texto é uma boa mensagem para meditarmos nesta virada de ano.
          Parece que há tantas pessoas que, entra ano e sai ano, suas vidas nunca mudam. Nunca tem novidades. A expectativa de futuro parece não existir e os planos foram engavetados. Ano novo não existe a não ser o mesmo ano velho que se passou.
          Que tal estar em Cristo? Entregar sua vida à ele ou, ver onde você caiu, se arrepender e se voltar para ele de novo? Parece um ótimo convite pois quem está em Cristo, é nova criatura, as coisas velhas já se foram, os sonhos frustrados já se foram, a tristeza já foi embora, os projetos não realizados também se foram. Agora, o Senhor faz NOVA todas as coisas, e quando ele diz TODAS, é porque são todas mesmo!
          Sendo assim, que venha o novo!
          Nova vida, novos sonhos, novos projetos, novas conquistas em Cristo e com Cristo!
          Feliz 2010. Que você ame mais ao Senhor do que ontem, e do que poderia amá-lo amanhã. Que você não só ouça mas pratique Sua Palavra e que o Senhor simplesmente te surpreenda!

Com amor
Jack e Renato

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Natal = Salvação

A virgem ficará grávida e terá um filho que receberá o nome de Emanuel
 Mt 1.23


             Parece brincadeira, mas estamos há poucos dias de se findar mais uma década. Este natal de 2009, será o último natal desta década. É o fim de um tempo e o início de um novo tempo.
             Enquanto vemos por aí o sentimento de amor pelo próximo, da compra de presentes e de tantas outras atitudes que se referem ao Natal, é maravilhoso saber que o significado do Natal não é tão somente o nascimento de Jesus Cristo, embora ninguém tenha comprovado que o Salvador tenha nascido no dia 25. Tão importante quanto seu nascimento, o significado do Seu nome, Emanuel sobressai a qualquer enfeite ou simbolismo de natal. Um dos nomes de Jesus, Emanuel, quer dizer “Deus está conosco”.
             É tão maravilhoso! Jesus Cristo que quer dizer “O Senhor salva” ainda se chama “Emanuel”, ou seja, Ele está conosco!
             O nascimento do Salvador não quer dizer compra de presentes ou sentimento passageiro de amor, de paz e de perdão. O nascimento de Jesus marca o antes e o depois de uma humanidade que antes não o conhecera, mas que depois de seu nascimento, passou a ter a esperança de salvação. Pessoalmente para mim, Natal significa salvação.
              E assim se finda mais uma década. E quando paramos para pensar no que houve em nossas vidas em 10 anos, quantas lembranças! Para nós cristãos, em 10 anos, quantos experimentaram a mão do Salvador em seu favor? Para os que não conhecem Jesus, é um bom momento de refletir, de pensar no que houve na sua vida nestes últimos 10 anos e o que você visualiza, objetiva para sua vida para os próximos 10 anos que virão, se o Senhor permitir.
            Seria ótimo se todos nós começássemos o próximo ano, um novo tempo nas nossas vidas, com Jesus a nossa frente!
            Se você ainda não entregou sua vida para Jesus, mas quer experimentar desta salvação faça esta oração agora mesmo:

Senhor Jesus, eu preciso de ti. Peço perdão pelos meus pecados. Reconheço que sou pecador e preciso da sua graça para me transformar, do Senhor na minha vida. Entrego minha vida para ti e peço que seja o meu Senhor e Salvador. Reine sobre mim. Agradeço pelo seu amor, por me aceitar do jeito de sou. Agradeço por sua morte na cruz que hoje me traz vida. Quero andar contigo todos os dias da minha vida. O Senhor é o meu Deus Emanuel, porque está comigo. Eu pertenço a ti e por ti eu viverei e a ti amarei para sempre. Amém


Feliz Natal pra você e sua casa

Com amor
Jack

domingo, 20 de dezembro de 2009

A simplicidade da presença de Deus


          A foto acima eu tirei de dentro de um carro em movimento, passando por cima de uma ponte. Aqui em SP é normal encontrarmos trânsito, mas estranhei encontrar trânsito de madrugada.
         Assim comecei a pensar que mesmo de madrugada, onde todos normalmente deveriam estar descansando ou o ambiente deveria ser mais sossegado, as pessoas estavam agitadas e o ambiente carregado de estresse como se fosse de dia. A cena da ponte significou que as pessoas estão cada vez mais ocupadas. Nunca descansam.
         Por alguns dias estive bem envolvida em algumas atividades do trabalho, de casa e da igreja e confesso que não busquei ao Senhor de coração nesses dias. Quando percebi, estava cada vez mais cansada com a correria do dia a dia, detonada e mal via a hora de dormir para, estar menos cansada no dia seguinte. Isso passou a ser preocupante.
        Muitas coisas aconteceram nesses dias e entre elas uma licença médica não esperada devido a uma picada de inseto que acabei levando. Tive que ficar em casa pra repousar e mesmo com tantas coisas pra se fazer, relutei bastante, até que não consegui mais: fui orar ao Senhor. Meu coração estava com saudades do Pai, cansado de tanta correria, mas ansiando a presença de Deus.
        Abri meu coração para Deus. Chorei bastante porque anseio tanto pela sua presença...me senti envergonhada porque não abria meu coração há tanto tempo. Estava vivendo como Marta, mas entreguei diante Dele todas as minhas preocupações humanas. Comecei a cantar de novo, a adorar de novo e a ler sua palavra. Incrivelmente, ao abrir a palavra, comecei a ler Ester 4, quando Mordecai pede ajuda para Ester devido o decreto de morte que todos os judeus tinham recebido. Entretanto, para que alguém pudesse falar com o Rei, ninguém era autorizado a não ser que o rei o chamasse. E quem entrasse na presença do rei sem permissão, morria a não ser que ele estendesse seu cetro de ouro.
        Ester aqui, por um momento, me lembrou Jesus. Ela foi a corajosa intermediadora do povo judeu diante do rei. Ela esperou o tempo certo para pedir ao rei que anulasse o decreto. Seria como nós. Se Jesus não tivesse anulado o decreto de morte pelo qual estávamos destinados, todos nós não teríamos conhecido a salvação. Jesus pagou um preço em nosso lugar diante do Rei e hoje somos livres.
        Imagine, no tempo de Ester, se eu não fosse autorizada a ir na presença do rei eu morria a não ser que ele estendesse seu cetro. Hoje, não vivo mais pela lei e sim pela graça e tenho livre acesso e assim posso entrar na presença do Rei dos reis e saber que não morrerei, antes viverei e contarei as obras do Senhor.
         Muitas vezes parece que entrar na presença de Deus parece ser tão complicado. Exigimos tanto de nós mesmos, tanta santidade: “preciso estar com minha vida reta”, “não posso ter pecado”, “Deus é tão santo e eu tão sujo que não posso me aproximar dele”, e coisas assim quando simplesmente Deus quer nos acheguemos à Ele e contemos o que se passa no nosso coração. É ele quem nos transforma de glória em glória.
          Entrar na presença de Deus é mais simples do que a gente pensa. Não precisamos saber como orar. É só abrirmos nosso coração para a cura entrar, para Ele falar, para Ele nos restaurar, para Ele nos levantar de novo.
          Que aprendamos a parar mais, buscar mais e agir menos. Agir aqui é como Marta. Eu preciso ouvir mais o Senhor, falar mais com Ele, converter a cada dia o meu coração, antes que seja tarde e que Ele venha buscar a sua igreja.

Com amor

Jack
(Foto: Jack Sales)

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Jovens sem sonhos

Oi pessoal
Não pude escrever esses dias, mas segue algo bem especial para nossa meditação.
----------

         Meu pastor chegou há pouco tempo de Namíbia (África). Fez missões por algum tempo lá onde experimentou a mão providencial de Deus por onde pisaram seus pés. Conheceu gente, uma nova tribo, um novo dialeto, e claro, mais um pouco do povo de Deus em outra cultura.

         Namíbia é um país que se tornou independente há mais ou menos 10 anos. Antes disso, fazia parte da África do Sul. Hoje, não mais. Mesmo independente, passando a viver do seu próprio sustento, tem seus lugares bonitos, mas sobre tudo, é uma nação que precisa ser curada, psicológica, emocional, financeira, criativa e espiritualmente falando.
         Lá meu pastor conheceu um pastor local. Povo bem simples que tenta sobreviver em meio a tanta pobreza e falta de perspectiva. Entre tantas experiências que ele mencionou, saber que os jovens de lá não tem sonhos, com certeza foi o mais chocante.

        O que é uma nação sem jovens que não sonham?
        E este pastor local, na sua igrejinha e vida simples, tem um filho que também não tem sonhos. Mesmo sendo filho de pastor, ele não tem sonhos. Na mente dele funciona algo como “se eu morrer, morrerei. Se amanhã eu ficar vivo, não tem diferença”. Isso me fez pensar que todos os meus problemas são bem mínimos em vista do que esse pastor, essa comunidade enfrenta. A propósito, esse pastor enfrenta tudo com todas as suas forças, faz todo o esforço preciso para cumprir o chamado de Deus na sua vida. Meu pastor e mais um outro semearam na vida dele setecentos dólares namibianos, que equivale a um pouco mais de cento e cinqüenta reais nosso. Esse pastor chorou.
        Em muitos lugares há pessoas assim. No Brasil também. É terrível saber da história destes antepassados, pois mesmo que venha uma nova geração, os pais repassam aos filhos essa história e estes já crescem crendo que o mesmo ocorrerão com eles. Que seu destino não será diferente do de seus pais. O passado do povo namibiano foi marcado por tragédias, rejeições, domínio por um outro povo, explorações, foram expulsos de sua própria terra e mesmo seus jovens, diante de uma realidade pobre, para eles não há nada diferente do que vêem. Eles não tem perspectiva de nada. Eles não sabem sonhar e os que sonharam, enterraram os seus sonhos.
       Que o Senhor tenha misericórdia de nós. Que paremos de olhar para nós mesmos e paremos que murmurar. Oremos por Namíbia. Pelas pessoas não alcançadas e pelo povo de Deus que está lá.

Com amor
Jack

(Na foto, duas crianças namibianas no colo do Pr. Esmael)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Marta, Maria e muitos dilemas


Oi pessoal
          Finalmente chegamos ao final do ano (não sei se isso é bom ou ruim, o ano passou muito rápido...). No dia do meu aniversário meu esposo montou nossa linda árvore de natal e dias me esperam para eu comprar mais enfeites!!!
          Este ano foi bem legal pra gente pois, graças a Deus, conquistamos algumas coisas que queríamos, mas, mais do que tudo, o Deus Emanuel esteve conosco o tempo todo. Minha vida e minha família foi muito abençoada este ano com muita saúde e paz, ainda mais diante de tantos problemas que enfrentamos em algumas áreas.
          Este mês, particularmente, reserva também muitas atividades para todos nós que muitas vezes são verdadeiros dilemas: cultos especiais, confraternizações no trabalho, na igreja, na família, amigo secreto, etc e isso nos faz lembrar de Marta, aquela mulher na bíblia que vivia ocupada com seus afazeres enquanto Maria preferia estar ouvindo as palavras de Jesus. As vezes é um dilema ter que priorizar algumas atividades pois nem sempre dá para fazer tudo. Mas voltando a Marta, ficar ocupado é bem diferente de ouvir Jesus.
         No chá de mulheres que teve na minha igreja local semana passada, esta foi a palavra: Como viver como Maria, num mundo como o de Marta e a conclusão que cheguei foi:

Atividades na igreja = desejo de fazer a obra
Muitas atividades = alerta
Atividades que sobrecarregam = parar tudo e priorizar.
Parar tudo = ouvir o Senhor


         É muito fácil o inimigo roubar o nosso tempo com tantas atividades, seja na igreja, em casa ou em outras áreas, para que não tenhamos tempo ou disposição de buscar aquele que é a razão de ser do Natal. Fazemos tantas coisas, achamos que estamos cooperando na obra ou outra situação que seja que, só pensar em orar, só se for no culto de passagem de ano.
         Acabamos desprezando oportunidades de desafiar nossos limites para acharmos mais ao Senhor.
         Sinceramente, muitas vezes eu ajo como Marta (sabendo que deveria agir como Maria). Entretanto, Deus precisa dar um puxão de orelha e mostrar que preciso parar e buscar. Sem essa buscar não tenho alimento para minha alma.
        Que todos nós possamos aproveitar nossas festas neste mês de dezembro, porém todas elas, na presença do Pai.

Com amor

(Foto: Nossa árvore de natal)

domingo, 29 de novembro de 2009

Crescer dói

Oi amados a paz
Quero terminar este mês, especial do meu aniversário, com uma mensagem que tenho meditado bastante.
------

O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. João 3.8

         Se desprender de algumas coisas, pessoas ou situações pode doer um pouco. Quando saímos da nossa zona de conforto seja por decisão, obrigação ou por necessidade, tudo parece muito estranho porque nem sempre conhecemos o terreno aonde estamos pisando.
         As vezes Deus nos leva para lugares distantes para nos ensinar tantas coisas. As vezes Ele coloca pessoas tão diferente de nós na nossa vida para que aprendamos mais e falemos menos. Obedecer a Deus e não aos homens, seguir uma visão, um chamado que Deus nos confiou nem sempre nos faz andar num caminho de rosas. As vezes os caminhos mais espinhosos são aqueles que guardam, em segredo, maior glória.
         O fim de um relacionamento, uma rejeição, portas fechadas, a renúncia de alguma coisa, a mudança de emprego, de igreja, de cidade, por mais que doa, nos ajuda a crescer; seja como pessoas, como profissionais, como servos de Deus. Entretanto, nem sempre estamos preparados para as mudanças ou nos esquecemos que, crescer, dói. Até a semente para brotar, precisa primeiro morrer.
        Crescimento é um dos maiores desafios do ser humano e acaba sendo uma questão de ótica. Muitas pessoas vieram de famílias que não tinham perspectiva nenhuma, mas que, decidiram mudar sua própria sorte e conseguiram. Outras, se estagnaram. Muitas pessoas sem ter uma família venceram seus limites, outras, continuaram vivendo limitadas. Seja servo de Deus ou seja ímpio, com família ou sem família, embora em graus diferentes, o sentimento de dificuldade é o mesmo para todos aqueles que querem crescer em alguma área da sua vida. Nesta fase, tudo o que nos resta é confiar no Senhor, confiar que Sua vontade é a melhor e que no final, tudo ficará bem.
        Quantos decidiram por si mesmos se afastarem de algumas coisas que não os ajudaram a crescer para ter idéias fortes, suas próprias idéias, sua própria concepção de mundo? Parece ser mais fácil concordar com a opinião da maioria e achar que estamos “crescendo”. Neste mundo tão caótico, quantos de nós temos dificuldade em confiar no Senhor? A razão parece querer tomar o lugar da fé em todo o tempo.
        Para nós, servos de Deus, nessa fase importante da vida, podemos contar com o melhor amigo de todos: o Espírito Santo. Quando confiamos no Senhor, o Espírito Santo nos conduz e nos auxilia que caminho seguir, que decisão tomar. Ele nos conduz como o vento que não sabemos de onde vem e nem para onde vai. Mas o vento está ali. Não precisamos ficar “loucos” com tantas coisas a se pensar ou com tanta informação que temos por aí. Crescer dói, e se neste crescimento você está se sentindo como se estivesse em uma tribulação, lembre-se de Romanos 8.18 “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.”
        Muitas coisas boas da vida, que valem a pena conquistar, requer um preço, um posicionamento, um empenho. Para crescer também. Tudo depende sob que ótica você prefere enxergar.

Com esperança
Jack

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Coragem em se reconciliar

Oi pessoal a paz

        Ontem de manhã meu esposo e eu pegamos um trem com uma amiga nossa, a Fabi, e lembramos de como um dia nos reconciliamos.
         Entre amigos, estávamos conversando na dificuldade que há na nossa igreja sobre algumas pessoas de darem o primeiro passo para se reconciliarem, se acertarem com alguém. É claro que essa dificuldade há em todas as igrejas, mas focamos na nossa que é onde congregamos, onde passamos grande parte da nossa vida.
          Lembramos de como meu esposo e eu queríamos nos aproximar da Fabi e do Fabio, seu esposo, mas por alguma razão, achávamos que eles não gostavam da gente. E o mesmo aconteceu com eles: eles achavam que a gente não gostava deles. Felizmente, numa bela noite, marquei uma reuniãozinha lá em casa (tipo com uns comes e bebes, coisa assim), chamei algumas pessoas e também a Fabi e o Fabio. Todos faltaram menos eles. Eles foram até nossa casa, numa noite que Deus tinha preparado para a gente se “acertar”.
         Corajosamente, eles admitiram pensar que não gostávamos deles e eles não queriam que isso acontecesse. Fiquei tão feliz em ouvir aquilo pois o sentimento do meu esposo e o meu era o mesmo. Depois daquele dia em que fomos honestos uns com os outros, nossa amizade cresceu e amadureceu. Hoje eles são parte de nossos melhores amigos e sempre que podemos, fazemos algo juntos.
        Nessa conversa que tivemos no trem, percebi em como as pessoas tem dificuldades de se aproximar de outras. É como se em algumas áreas preferíssemos viver como “bicho do mato” e sair da nossa zona de conforto parece requerer um sacrifício além de doer. Pensamos mais nisto do que nos frutos que poderíamos colher se déssemos o primeiro passo para derrubar essa muralha que parece dividir as pessoas. Eu já fui assim por muito tempo e só fiquei mais sozinha, mas chega uma hora que não dá pra viver isolado para sempre. Como servos, precisamos ceder muitas vezes para ver o reino de Deus crescer: o reino que é justiça, paz e alegria no Espírito Santo. É por isso que há tanta comparação e competição entre o povo de Deus: não temos coragem de nos reconciliar. Somos bastante orgulhosos.
        Ainda há pessoas na minha igreja local que eu vejo que são bastante resistentes e eu creio que não é por mal: as vezes alguma limitação que elas tem, ou outro motivo que seja. Estou empenhada em derrubar essa muralha pois no reino de Deus não há espaço para termos inimigos e sim aliados por uma mesma causa. Não posso pensar em viver bem com meu irmão no céu se nem na terra eu vivo bem com ele.
       As vezes, quando nos aproximarmos de alguém não receberemos nada em troca ou talvez a outra pessoa nos rejeite. Precisamos estar preparados. Entretanto, mais do que tudo, o importante é agradar a Deus e fazer o que Ele nos chamou pra fazer porque é dentro de nós que está a palavra de reconciliação.

“Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação”.
II Co 5.19


(Na foto: Fabio e Fabi)

Com carinho
Jack

domingo, 22 de novembro de 2009

Soprando Velinhas!!!



          29 anos!!!
          Quem diria que eu chegaria a essa idade e de forma tão legal!!!
          Eu me lembro de quanto tinha 11 anos: eu sonhava em ter 14. Quando cheguei aos 14 logo queria ter 18 para ser “de maior”. Todo mundo falava que depois dos 18 anos o tempo voa, e depois dos 25 nem se fala. Quando passei a ter 18 anos queria me casar com 25 (vai entender..rs). Todo mundo falava também que “até chegar nos 25 pra casar ia demorar muito”..
        Cheguei aos 25 muito abençoada: estava estudando, trabalhando, fazendo as coisas do Senhor mas, solteira :(
        Quando estava prestes a fazer 26 conheci o Renato e com 27 me casei (aleluia!!!).
        E ontem, 21 de novembro, fiz 29 anos para glória a Deus!!! (ainda tentei postar onte mesmo esse texto mas não consegui).
       Conheço muitas pessoas que tem vergonha de dizer sua idade. Temem que as pessoas podem achaá-la ou novas demais ou velhas demais para o que aparentam ter. Graças a Deus nunca fiquei grilada por falar minha idade, ao contrário, sempre me orgulhei de cada um dos meus aniversários pois a cada ano que se passava eu via o cuidado de Deus sobre minha vida. Obviamente eu teria e tenho muito mais motivos para agradecer do que para reclamar da vida.
        É muito legal ver o que tempo faz com a gente: nos dá oportunidades e desafios para nosso crescimento. Muitas coisas acontecem em um ano, dois, dez, vinte e nove....e tudo depende do nosso ponto de vista: ou sejamos pessimistas e não progredimos na vida ou sejamos otimistas. Progredir ou não, não tem a ver só com dinheiro, tem a ver com sua vida com Deus pois o restante Ele mesmo cuida de acrescentar.
        Gente, sou muito reservada. Sou o tipo de pessoa que se pudesse, vivia no deserto, sem ninguém pra ficar me vendo. Isso é um pouco ruim pois as pessoas podem pensar que não sou sociavel. Não é isso. Gosto de conversar, de ter amigos, mas sempre reservada. E como Deus me ama muitooo, quis dar uma trabalhada nessa área da minha vida.
         No dia 20, tive uma linda festa surpresa na minha casa preparada pelo meu esposo. Minha casa estava cheia dos nossos amigos, um bolo lindo e muitos presentes!!! No dia seguinte fomos para Perúibe (SP), com alguns amigos para descansar e assim pude ver o quanto Deus tem cuidado da gente. Quero agradecer sempre a Deus não só por hoje, mas por todos os meus dias. Em salmos 139 Davi comenta que Deus conhece todos os nossos dias sem qualquer um deles existir. Como afirmar que Deus não se importa com a gente se Ele já conhece todos os nossos dias??? Não é incrível isto???
          Infelizmente nem todos comemoram seu aniversário. Talvez por algum trauma, rancor ou coisa assim. Então, quero convidar você hoje, a render sua vida a Jesus e deixar o Senhor ser o Senhor da sua vida. Ainda há tempo de se arrepender, de falar com Deus. Você vai ver que os próximos anos da sua vida, serão mais bonitos na presença do Pai!
          Recebi uma mensagem muito linda de aniversário e compartilho com vocês:

"PORQUE SOU EU QUE CONHEÇO OS PLANOS QUE TENHO PARA VOCÊS,DIZ O SENHOR,PLANOS DE FAZÊ-LOS PROSPERAR E NÃO DE LHES CAUSAR DANO,PLANOS DE DAR-LHES ESPERANÇA E UM FUTURO.ENTÃO VOCÊS CLAMARÃO A MIM,VIRÃO ORAR A MIM,E EU OS OUVIREI.VOCÊS ME PROCURARÃO E ME ACHARÃO QUANDO ME PROCURAREM DE TODO CORAÇÃO.EU ME DEIXAREI SER ENCONTRADO POR VOCÊS,DECLARA O SENHOR,E OS TRAREI DE VOLTA DO CATIVEIRO." JEREMIAS 29:11-14

         Ah pessoal e só mais uma benção: ganhei do meu esposo uma máquina fotográfica semi profissional!!! Em breve postarei algumas fotinhos novas dessa máquina. Agora voltarei a desenvolver meu hobby pela fotografia!!!

Com amor
Jack

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Você já foi elogiado hoje?

Seja outro o que te louve, e não a tua boca; o estrangeiro e não os teus lábios
Provérbios 27.2

          "Palmas para ele; ele é o melhor!". Esta é só uma das muitas expressões de como alguém pode ser reconhecido, e assim, como é bom receber um elogio! Isso eleva nossa auto estima e alegra nosso coração. O elogio é uma ferramenta poderosa e muitas vezes eficaz para levantar alguém. Quando estamos tristes e alguém nos elogia, este elogio massageia nosso ego.
         Não há problema em elogiarmos alguém e nem sermos elogiados. Todos nós temos qualidades, atitudes dignos de um elogio. É por isso que elogiamos: porque adimiramos algo na vida e alguém, algo que fez a diferença ou que as vezes nos inspirou. Entretanto, as vezes por falta de auto-confiança, muitas pessoas necessitam de ser elogiadas, reconhecidas o tempo todo. É por isso que vemos alguns “metidos” por aí. Como se não fosse o suficiente também, muitas vezes, nos auto "elogiamos" para mostrar aos outros o quanto somos bons nisto ou naquilo. O quanto somos o máximo!
          A palavra diz que o que o que prova o coração do coração do homem são os louvores que ele recebe (Prov. 27.21). Se somos provados nas palavras que recebemos, é porque o Senhor quer nos ensinar aonde está o nosso coração: se estamos cheios de nós mesmos ou de Deus. É tempo de orarmos dizendo: “Sonda Senhor o nosso coração”.
          Será que estamos passando nessa prova? Na prova dos elogios que recebemos?

Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração porque dele procedem as fontes da vida
Provérbios 4.23

Com amor Jack

domingo, 15 de novembro de 2009

HIllsong United - Mais que um show!!!

Gente, hoje a noite foi fantástica. Realmente uma benção.


O show do United foi tremendo, cheio da unção e da presença de Deus. Eu nem imaginava ir, mas graças ao meu cunhado, fomos abençoados, um dia antes do show, com ingressos vip. Eu queria muito ir pra “matar a saudade” deles (a última vez em que fui, foi no estádio da Portuguesa). E me senti abençoada com um presente antecipado de aniversário pois é sempre muito inspirador ver tantos jovens adorando a Deus. Aqui, nossos irmãos australianos cantaram: Break free, One Way, Solution, Hosana, Desert Song, Look to you, Mighty to save, All I need is you, Take it all, Tell the world, With Everything, e mais umas três ou quatro músicas do novo CD (entre muitas outras antigas) que me fez pular muittooooo. Senti falta da Brooke Fraser, mas tudo bem. Sinceramente, o que me “pegou” foi a palavra que o pastor Brian Houston ministrou. Me “colidiu”.


“Encontro com Deus”. Esta foi a mensagem da noite. Em outras palavras, ter um encontro com Deus é ter uma “colisão com o inesperado”. Quando nos encontramos com Deus, coisas incríveis e milagrosas acontecem. Nunca tinha ouvido uma definição assim antes. Um encontro com Deus nos faz viver coisas que a razão não pode compreender. Que muitas vezes, as pessoas não vão compreender e por isso, a religião, o legalismo, a lógica, podem ser verdadeiros muros que nos impedem de termos um encontro com Deus. Quando temos um encontro com Deus, tiramos nossos olhos das coisas e das pessoas e focamos em Jesus. Não olhamos mais o problema, mas a solução.

Joel e J.D. ministraram a maioria das músicas. J.D. orou por todos aqueles que foram chamados para ser ministros de louvor. Pr. Brian orou pelos líderes de jovens, pelos enfermos e fez o convite a quem gostaria de receber Jesus ou voltar aos Seus caminhos outra vez. Muitos se renderam. Joel, no final, liberou uma palavra de benção para São Paulo e para o Brasil. Glória a Deus por isto.

Infelizmente eu estava sem câmera para registrar estes momentos. Mas, voltei pra casa com esta palavra saltando de dentro de mim. Se encontrar com Deus é o que devemos fazer todos os dias. Viver este encontro para que coisas incríveis continuem a acontecer nas nossas vidas.

(ah, mas segue abaixo o link das fotos do pessoal que fez a cobertura online: http://www.jovemx.com.br/hillsong/fotos/)

Com amor
Jack

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Usado e Ousado em Deus

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação.
2 Timóteo 1.7


          Você teria coragem por exemplo, de pular de pára-quedas? E se Deus tivesse algum propósito nisso, pularia mesmo assim? Antes de sermos usados por Deus, precisamos ser ousados. Não temer aos homens. Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. – Gl 1.10 .
          Ser ousado é ir além e não se conformar com este século; é fazer algo que normalmente não faríamos. É ampliar nossa visão e conquistar fronteiras.
          Antes de sermos usados, precisamos ser moldados como o barro na mão do oleiro. É sermos lapidados como um diamante a fim de mostrar o brilho que está escondido nele; mostrar a beleza que ninguém vê, mas que precisa ser lapidado para que seu brilho seja notório.
          E depois de lapidados, somos ousados e somos levados a fazer o que nunca fizemos para viver o que nunca vivemos.
          Ser ousado é ser obediente. Ser ousado é saber esperar no Senhor e também saber dizer “não” às coisas deste mundo dentro das nossas igrejas. Ser ousado é ser um revolucionário que marca não só esta geração, mas a geração seguinte. Ser ousado é ser um testemunho vivo e santo do poder de Deus.
          Então, não se contente em ser apenas usado. Seja ousado. Arrisque-se com Deus e faça o que você foi chamado para fazer.

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.
Salmos 139.23-24

Com amor
Jack

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Eu e minha boca grande

O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói.

Provérbios 13.3

           Palavra profética não é uma moda gospel e nem profecias (ou profetadas) que vemos e ouvimos por aí.
          Se tem algo que deveríamos pensar bastante é no nosso falar. Pensar antes de falar. Alguém muito sábio disse que se temos dois ouvidos e uma boca é para ouvir mais e falar menos (as vezes precisamos observar o óbvio).
          Conheço uma pessoa que passa o dia todo reclamando. A pessoa tem de tudo e ainda reclama. A pessoa tem saúde, dinheiro, família e continua reclamando. Claro, essa pessoa não tem Jesus.
          Conheço outro que, em tom de “brincadeira”, também reclama que falta isto ou aquilo. Que se tivesse mais dinheiro, mais saúde, mais amigos ou mais alguma coisa, seria mais feliz, mais “próspero”, mais abençoado. Este, conhece Jesus, mas, não se contenta com o que tem. Na rodinha de amigos, podemos observar o que há dentro do coração de cada um pois a boca fala do que o coração está cheio (MT 15.18). Se meu coração tem gratidão, vai liberar palavras de gratidão, de benção: “vai dar certo”, “vou conseguir”, “sou uma benção”, “sou um vencedor”, “Deus está a minha frente e por isso tenho vitória”. Se em meu coração murmuro, então liberarei palavras de maldição: “isto nunca vai dar certo”, “isto é um problema”, “você é um burro”, “você é um incompetente”, e por aí vai. A palavra liberada no mundo espiritual tem um poder sobrenatural que desconhecemos. A diferença do que conhece Jesus e o do que não conhece é bem simples: aquele que conhece a verdade será liberto (Jo 8.32), entretanto, ambos colherão daquilo que estão plantando; mesmo que a colheita seja em palavras.
            Não foi a toa que Joyce Meyer, inspirada pelo Espírito Santo, escreveu “Eu e minha boca grande”.
           A grande verdade é que ninguém gosta de pessoas negativas, pessimistas. Se ao meu lado tenho um pessimista e um otimista, obviamente me aproximarei do otimista porque se não estou bem, poderei ficar. Se já estou bem, ficarei melhor ainda. Imagine se, não estou bem, fico próxima a uma pessoa pessimista. Misericórdia! E o pior, é que há muitos pessimistas dentro das nossas igrejas. São pessoas de Deus, mas que talvez estejam cegas espiritualmente e necessitam de um colírio do Senhor para enxergarem o poder que há nas palavras que liberam. Há muitos crentes que são vitimas das suas próprias palavras. Precisam ser libertos das palavras de maldição que liberaram, mas que não percebem ou nunca perceberam.
          Aqui no bairro do Jaraguá em SP, há décadas, uma obra de viaduto tinha começado e parado. Muitos (inclusive crentes) acabavam amaldiçoando aquela obra e o próprio bairro. Quando tomei conhecimento de que, como igreja, devo abençoar a minha terra, comecei a abençoar aquele “toco” de viaduto. Sempre que passava lá eu falava: “Senhor abençoe este viaduto em nome de Jesus”. Tenho certeza que muitos servos de Deus fizeram isso e hoje, glória a Deus, a 2ª. via do viaduto está em fase final. Um lado já funciona para alegria da população e o outro, muito em breve, será liberado. Hoje, quando passo por lá peço ao Senhor que abençoe a todos os homens que trabalham dia e noite naquela obra. Para mim, isto não tem nada a ver com a prefeitura (pois há 10 ou 20 anos a obra estava parada), mas sim com a palavra profética que liberamos sobre aquele lugar. Glória a Deus!
         Você já parou pra pensar porque existe a luz? Porque Deus disse. Quando Ele disse “”haja luz”, houve luz porque uma ordem de comando tinha sido dada por Ele, e assim, a luz passou a existir. Como igreja, temos a obrigação de usar nossa boca profética para, trazer a luz o que não existem para abençoar nosso irmão, nossa cidade, nosso trabalho e não amaldiçoar. Para isto, existe o diabo e seus anjos que veio para roubar, matar e destruir. Se somos filhos da luz, vamos agir como tal.
         Se ao final do dia, colocássemos numa balança todas as palavras que liberamos, o que mais pesaria: palavras de benção ou de maldição? Quantas palavras, por exemplo, você liberou hoje: mais benção ou mais maldição?

Com amor

Jack

domingo, 1 de novembro de 2009

Novembro - Mês especial!!!



Oi pessoal a paz
             Se tem uma data que é mais especial que natal e ano novo é o dia do meu aniversário!!!rs
             A data do nosso nascimento é a data que Deus determinou para que existissemos Nele. É a data que marca o quanto fomos "vencedores" para virmos ao mundo.
             Até o final do mês vou contando aos poucos o que o Senhor está fazendo. Peço que orem por nós. Quanto a data do meu aniversário, se você ainda não sabe, vou fazer um pouco de mistério..rs
            Vocês devem ter percebido que a "cara" do Blog está diferente. Todo mês tento mudar o fundo, as cores, minha foto no perfil e a 'foto do mês'. Entretanto, neste mês  há algumas novidades no Blog: tem o "país do mês" para orarmos, nas "reações" das mensagens, há uma nova reação chamada "não gostei", que serve para você ter mais liberdade de opinar se quiser e além disso, quero poder colocar mais fotos minhas com amigos,  ou só de amigos, (tipo essa que está no texto: uma foto de celular de uma amiga, a Fabi, e eu).
            Posso adiantar que graças a Deus está tudo bem conosco apesar da correria de sempre. Meu esposo e eu estamos ajudando a organizar um acampamento e estamos fazendo aula de finanças na escola dominical. Deus tem acrescentado. Glória ao nome Dele!!!
           Amados, por enquanto é isso. Aguardem novas mensagens neste mês tão lindo e declaro sobre sua vida "toda a sorte de benção nos lugares celestiais em Cristo"!!!

Com amor
Jack

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Janice


Gostaria de terminar este mês falando de uma pessoa bem especial pra mim.
(Rachel Novaes à esquerda e Janice à direita)


        A Janice é uma daquelas pessoas que quando passa pela sua vida, deixa uma incrível marca de Cristo.
       Há tempos queria falar sobre ela. Uma mulher fiel, dedicada ao reino, exemplo de amor e que tive o prazer e a graça de Deus por conhecê-la. Ela foi um dos maravilhosos instrumentos do Senhor para me ajudar na minha caminhada cristã. Orou muito por mim...
        Ela é para mim um exemplo de perseverança. Orou por mais de 10 anos pela conversão de seu marido. Seus filhos alcançaram um casamento abençoado, e seu marido, hoje transporta crianças surdas e mudas para os cultos da sua igreja local. Mesmo ele sendo “novo convertido”, ela o vê como o sacerdote de seu lar. Ela é totalmente submissa ao seu amor e é uma de milhares “anônimas” que estão ao nosso redor como anjos para nos ajudarem, que quando oramos, o Senhor nos faz perceber em nossas vidas.
        Janice também é uma daquelas amigas que não vejo sempre. Nosso contato acabou se tornando muito raro devido as atividades do dia a dia, mas é uma amizade que, quando nos encontramos, o amor em Cristo nos fortalece mais e mais.
        Janice é uma daquelas pessoas que muitas vezes estão sentadas ao nosso lado nos cultos, quetinha, e não vemos. É aquela mulher de oração que não aparece, mas está ali, sempre firme aos pés do Senhor.
         Outro dia disse essas coisas pra ela. Ela falou: “nossa, que responsabilidade!”. É verdade. Mas é uma unção tão tremenda que exala o perfume de Cristo. (Quando ela ler isto, vai me matar..rs)
         Se você ainda não tem alguém assim na sua vida, ore ao Senhor para ter.
        Se você tem algum amigo ou amiga em Cristo, valorize a vida dele. Ele é a expressão do amor de Deus pela sua vida, que zela por nós.
        Irmãos, ainda há pessoas de Deus neste mundo mal. Oremos para que o Senhor levante mais pessoas assim nas nossas igrejas; mais amizades verdadeiras e altruístas.
         Obrigada Janice pela sua vida!

Com amor
Jack e Renato

domingo, 25 de outubro de 2009

Cuidado onde você está pisando



Oi amados

          Como devem ter percebido, na quarta-feira passada náo postei pois estou sem computador. Ele está em manutencao e por isto, estou aqui, pegando o notebook emprestado do meu cunhado para postar pra vocês. Por favor, se lembrarem, orem por nós.
          Esses dias tenho sentido em meu coração, o tempo todo, o Senhor dizer: “Jaqueline, cuidado onde você está pisando”.
          Isto com certeza se refere aos problemas que meu esposo e eu temos enfrentado em algumas áreas neste mês, e estamos lutando e confiando no Senhor, para que tudo se resolva (com o tempo eu explico melhor o que tem acontecido; por enquanto ainda não é tempo). Mas é verdade também que, tudo o que está ao meu alcance, faço para resolver o mais rápido possível e quanto mais eu tento resolver, mais problemas aparecem. Fico tão agitada que nem consigo explicar! Daí, explica-se o “cuidado onde você está pisando”.
          Todos nós, em algum momento da nossa vida cristã, queremos resolver tudo. Quantas vezes achamos que se fizéssemos algo desta ou daquela forma ficaria melhor do que se outra pessoa fizesse. Ou ainda, se nós não fizermos isto ou aquilo, não dará certo ou não ficará “perfeito”. Queremos fazer tudo (principalmente, nós mulheres), o tempo todo. Chega uma hora em que temos que recuar.
          Não é fácil. Se você está no trabalho, em casa, na igreja ou em qualquer outro lugar e tem algo para resolver, seja no namoro, na sua liderança, etc, resolva desde que o Senhor esteja à sua frente. Não tente resolver nada sozinho. Para vocês terem uma idéia, um dos problemas que estamos enfrentando, nada mais é do que um erro, que cometemos há 2 anos porque não tínhamos conhecimento do assunto. Mesmo como servos de Deus, meu esposo e eu plantamos e estamos colhendo em 2009. Não ficamos isentos da lei da semeadura só porque temos Jesus. Cremos na vitória, mas como cristãos temos que entender que, pela lógica, fazer tudo sozinho ou precipitadamente é tolice. Pelo lado espiritual, todos nós, quer incrédulos ou seguidores de Cristo, vivemos a lei da semeadura. Portanto, qualquer que seja o problema que esteja enfrentando, cuidado onde você está pisando. Para toda ação há uma reação. Para toda uma ação há uma conseqüência.
          Pensem nisso e que o Senhor, a Palavra de Deus, seja revelada em seus corações.

Com amor
Jack e Renato

domingo, 18 de outubro de 2009

Quanto cobram os ministros?


Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.
João 21.22

          Tem pessoas levantadas por Deus para pequenas e/ou grandes multidões. Essas pessoas, com suas falhas e limitações, são gente como nós, sujeitas as mesmas necessidades que nós, mas que receberam do Senhor uma porção, uma unção para alcançar estes públicos. Elas não tem nada de especial que as diferencie de nós. Simplesmente aprouve a Deus levantar essas pessoas.
          “Você sabia que fulano cobra tantos mil só para pregar”?. Nossa reação quando ouvimos algo assim, nos soa absurdo. Nos escandalizamos. A corrupção é tão grande no mundo que infelizmente assola a igreja e normalmente, ao ouvir uma afirmação desse tipo, nos indignamos, passamos adiante este comentário, espalhamos, e nem pensamos em chamar este ou aquele ministro que poderia nos abençoar. Já criamos uma barreira e uma imagem negativa deste ou daquele ministro. Aí merece atenção as seguintes questões: Será que ele cobra mesmo tudo isso? Será que este ministro ou pregador embolsa mesmo todo este valor?
          Normalmente um comentário desse tipo, as vezes um boato, começa em alguém que “adora” uma fofoca, ou gosta de criar uma discussão em grupo para saber a opinião dos outros, ou de alguém frustrado ministerialmente, ou ainda, de alguém que gostaria de estar em uma posição de destaque que não está. Os boatos, o “diz que me disse”, fazem com que não pensemos sobre o porquê que alguns ministros ou pregadores cobram o que dizem que cobram. Pensamos nos valores e não nos recursos (sejamos honestos, nós nem investimentos como mereciam em nossos músicos e pregadores). Pensamos em como é “caro” trazer esta ou aquela pessoa, mas não pensamos na estrutura que aquela pessoa precisa, ou que a igreja precisa dispor para recebê-la junto com o público que poderá vir e, além disso, na qualidade de som para nossos ouvintes.
          A grande verdade é que adoramos uma especulação e não procuramos saber o que passa por trás de cada valor solicitado. Não pensamos nas despesas. E mesmo que estes cobrem o que dizem por aí, nós como igreja, não temos que espalhar comentários dessa natureza ou que não tragam a glória para Deus. Nem tudo convém. Fomos chamados para trazer paz, “acalmar a poeira” e não trazer divisão. Precisamos a nos educar a não fomentar boatos desse tipo. O ministro cobra tal valor? Será verdade mesmo? Procure sua assessoria e peça informações. Não há nada melhor que ter a informação direto da fonte principal. E se ele cobra tal valor? E daí? Por causa disso, você continuará a espalhar o que ouviu, correndo um grande risco de trazer mais divisão do que o que já existe? Você deixará de servir a Cristo? Deixará de ser um adorador em espírito e em verdade? O que importa é que seja pregado que Jesus Cristo é o Senhor e Salvador do mundo, e a forma como fazemos isso, cada um prestará contas diante do Senhor. Aqui também serve o texto: “Examine-se o homem a si mesmo” (I Co 11.28). Examinar é saber onde, de fato, você tem colocado seus olhos, sua fé.
          Quando vamos em algum culto/show (entenda-se como quiser), e é cobrado tanto de ingresso (ou não), será que todos nós já paramos para pensar quanto custa:

Equipamentos
Passagens para a equipe
Transporte de equipamentos
A própria oferta em amor que o ministro vai receber (e lembre-se que assim como nós, ele tem contas de casa pra pagar)
Missionários e/ou ministérios que este ministro ou pregador sustenta (que não sabemos)
Aluguel do local ou de equipamentos
Salário dos demais músicos da equipe (que as vezes deixou o trabalho secular para se dedicar ao ministério).

          Em resumo, queremos só receber e receber. Gastamos nosso dinheiro em muitas bobagens mas quando é para o reino de Deus, pensamos, murmuramos, criticamos, cansamos ou vivemos argumentando.
Muitos dizem, conforme está na palavra: “De graça recebestes de graça dai” – MT 10.8. Mas também está escrito: “Digno é o trabalhador do seu salário” – Lc 10.7 e também “se não trabalha, que também não coma” (II Tes. 3.10).
          Quando você ouve que fulano cobra tanto para cantar ou pregar, sendo verdade ou não, o que você faz com isto? O que isto acrescentou na sua vida? Você ora por ele? A palavra nos diz que temos a mente de cristo (I Co 2.16), portanto, como será que Jesus reagiria diante de situações delicadas assim?
          No final de tudo, o que realmente importa, é que todos nós, quer líderes de pequenas ou grandes multidões, quer servos, quer conhecidos ou anônimos, prestaremos contas diante de Deus de nossas atitudes, de nossas obras.
          “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal”. II Co 5.10
Que acima de tudo, sigamos a Jesus:
Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu.” João 21.22

Em Cristo
Jack

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Temos vida secular?



           Antes de começar o artigo, não tenho interesse nenhum em levantar qualquer tipo de discussão. Acredito pessoalmente que a polêmica, o tentar convencer o outro a todo custo de que estamos certos, não levará a nada a não ser ao cansaço. Entretanto, sempre é bom levantarmos alguns temas que nos levem a refletir sobre nosso andar com o Senhor.
           Esses dias eu estava pensando sobre o “secular”. Nosso trabalho na igreja e nosso trabalho “secular”. Nossa música na igreja e nossa música no “secular”. A palavra “secular” que utilizamos. Se ela não passar de uma forma de “dizer”, então tudo bem. A forma de “viver” é o que importa. Então, será que temos mesmo uma vida secular?
          Entre as várias definições de “secular”, encontramos: “Relativo ou pertencente ao Estado, em contraposição ao que se refere ou pertence à Igreja; temporal, civil, mundano. Não precisamos ir muito longe para observarmos que, na palavra do Senhor não está escrito que Deus, o nosso Pai, o nosso Criador, tem uma vida “secular”. Se quero viver a vida de Deus, então devo viver como Jesus viveu, devo imitá-lo em todos os seus passos.
          Só em lermos o termo, pode acontecer de despertar já uma polêmica dentro de nós porque associamos a palavra “secular” com o comportamento, com o resultamos que vemos por aí e assim cometemos mais 2 erros simultaneamente: nos precipitamos em julgar alguém (Pv.19.2 peca também aquele que se precipita). Por isso há tanta confusão no meio da igreja em como devemos viver, em como devemos proceder em várias áreas da nossa vida. É por isso que é tão importante a palavra de Deus ser nossa regra de fé e prática.
           É fato que todos nós precisamos trabalhar, ir ao supermercado, ir para a escola, ter contato com outras pessoas ou qualquer outro ambiente fora das quatro paredes da nossa igreja local. Também é verdade que muitos utilizam desse estilo de vida para se justificarem quando, por exemplo, usam seus dons e talentos (não estou falando só de música) para o mundo como forma de ganha pão. Ainda há outros que vivem em pecado, no erro, porque consideram sua vida “secular” correta. “Não roubo, não mato, obedeço aos 10 mandamentos”... é o que ouvimos. O que fere sua vida com Deus é o que te separa Dele porque uma vida com Deus vai muito mais além que todo este estilo de vida.
           Particularmente, como cristãos, não acredito que tenhamos vida secular. Ou vivemos 100% para Deus em todo o lugar da sociedade, confessando nossa fé ou não vivemos. Se vivo 90% para Deus e 10% para o mundo, estou dando 10% de brecha para o inimigo me envergonhar na vida cristã que digo ter. A palavra de Deus diz: “errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus” (MT 22.29). Nossa vida com Deus determinará nossas ações e é para isso que devemos estar atentos para que sejamos um testemunho vivo (e não um “tristemunho”) do poder de Deus.

Com amor
Jack

domingo, 11 de outubro de 2009

Mantendo a calma

          Este mês está sendo muito desafiador para mim. Depois do “Diário de oração” em setembro, parece que o momento de “bonança” passou. Novamente estou sendo moldada pelo Altíssimo para manter a calma.
           Não é fácil. O problema vem, e este, desencadeia uma série de outros problemas e você fica no centro de tudo, sendo bombardeada por tantos problemas.
           Quanto mais vejo o problema, mais gás tenho para tentar resolve-lo. Se não consigo, fico procurando, pesquisando meios até que eu consiga (sou muito teimosa as vezes). Isso nem sempre é bom porque naturalmente temos aquele instinto de querer fazer tudo, resolver tudo. Nessas horas é que somos provados para ver se somos cristãos mesmo ou não. Se confiamos realmente no Senhor e se conseguimos descansar, como se vivêssemos no Afeganistão com vários “Bin Ladens” ou seus discípulos.
           Corre, cansa, liga, anda, procura soluções, Procons, Juizados de Pequenas Causas, audiência, Boletim de Ocorrência, canseira que você recebe, pede ajuda daqui e dali, fica sem ajuda daqui e dali, organização e pendências de acampamento, atividades na igreja local, imprevistos, enfim, em menos de 3 semanas, esta tem sido a minha rotina e do meu esposo, sem dizer em como tenho sido cercada de pessoas fofoqueiras, em quem não se pode confiar. E além disso, o Senhor usa uma irmã para me dizer: “Entrega. Cuido de cada detalhe da sua vida”.
           É manter a calma quando você vive seu temperamento impetuoso.
           Aí vem a memória a promessa nas escrituras:

Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará – Sl 37.5

O ímpio tem muitas dores, mas àquele que confia no Senhor a misericórdia o cercará – Sl 32.10

Se você está vivendo algum momento “tenso”, vamos aprender juntos (eu principalmente) a confiar no Senhor em todo o tempo. Sejamos cercados pela misericórdia do Senhor que trabalha por nós muitas vezes quando não vemos e em silêncio.

Com amor
Jack

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

A beleza que Deus vê em nós


"Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração". I Samuel 16.7

Numa sociedade totalmente tomada pela aparência, pelo que “temos”, se não estamos no Senhor, é muito fácil nos deixar contaminar. É muito fácil perdemos o amor e a compaixão pelo próximo.

Quando a vi a foto deste senhor, senti uma tristeza no meu coração... ela despertou uma compaixão por este velhinho que representa milhares de milhares por aí para serem alcançados e amados...fico pensando em qual seria a história dele, poderia ser uma história triste, mas com certeza uma fantástica história para mexer com as nossas estruturas...

Já pensou se Deus olhasse para nossa aparência? Já imaginou um Deus sem misericórdia, sem amor? Há muitas pessoas assim hoje, quebradas em tantas áreas da vida, malvadas, avarentas, assassinas, fofoqueiras, ladras, e mesmo assim, o Senhor vê alguma beleza nelas porque todas elas precisam de amor, de misericórdia.

Deus é um Deus de impossibilidades: ele olha para o ladrão e vê nele um caráter restaurado. Deus olha para o assassino e vê nele um coração arrependido e convertido. As impossibilidades para nós que se transformam em possibilidades para Deus.

Podemos ser muito bonitos por fora, mas acredito que há muitas pessoas que estão como este velhinho: não tão bonitos, não tão atraentes. Mesmo assim, Deus ainda vê algo de bom em nós porque Ele nos ama. Deus ainda acredita em nós para fazermos algo impactante, algo que mude alguém ou alguma coisa nesta sociedade tão caótica.

Interessante saber que o Senhor não tinha aparência e nem formosura (Is 53.2), e mesmo nós, por mais que não tenhamos nenhum caráter, nenhuma “formosura”, ele vê algo de valor em nós, nosso coração.

Com amor
Jack

domingo, 4 de outubro de 2009

Como vai ser agora???


Oi pessoal a paz
Coloco aqui uma foto mais ou menos recente do meu esposo e eu (foi no último dia de aula do curso Casados para Sempre).
Depois do "Diário de Oração", voltarei a escrever aos domingos e quartas, ou quando o Senhor permitir, apesar que já sinto falta do "diário". Vamos ver o que o Senhor tem preparado daqui pra frente amém?
Peço que orem por nós. Meu esposo e eu estamos ajudando a organizar um acampamento aqui na igreja, e eu sinceramente não sei se esta foi uma boa ou má idéia..rs... são muitos detalhes, muitas pessoas, muitos muitos..srs
Agradeço ao Senhor por cada comentário, cada email que temos recebido pois a Palavra do Senhor tem trazido refrigério a quem necessita. Oramos ao Senhor para que este ministério que é Dele cresça, e que possamos ser fiéis nele até o fim. Você que lê, comenta ou só ora por nós é parte disto e louvamos a Deus pela sua vida.
Bem, por enquanto é isso amados. Até logo se Deus quiser!!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Diário de oração – 31º dia – E o propósito foi assim...

Tinha proposto em meu coração neste mês de setembro, buscar continuamente a presença do Senhor por 30 dias seguidos. Hoje é o 31ºdia porque, propositalmente não devemos parar de meditar no Senhor. Neste propósito, todos os dias eu deveria me disciplinar para ler da palavra de Deus, orar ao Senhor e compartilhar com vocês o que aprendi ou o que o Senhor falou comigo. Achei que não conseguiria, mas glória a Deus, venci!
Foi tremendo! Mas também não foi fácil. No começo eu queria buscar ao Senhor às 4h30 da manhã, matar a minha carne e priorizar ao Senhor. Com o tempo, o Senhor foi falando em meu coração que o importante não era o horário em que eu o buscava, mas sim o que eu estava “matando” para estar perto Dele. Então, a noite, quando chegava em casa do trabalho, ainda tinha as tarefas da casa, e logo me vinha aquela vontade de descansar. Eu tinha que abrir mão disso para priorizar o Senhor na minha vida. Então, só ia dormir depois de eu sentar, meditar no dia que tive, na palavra, no louvor, na oração e assim escrever. Várias vezes me vinha o desânimo, pois este mês tive muitos probleminhas em casa: ficamos doentes, fiquei sem fogão, houve vazamento em casa, e até nosso carro que é novo, deu um problema. Além disso, várias vezes ia alguém em casa bem no horário em que eu queria meditar na palavra... o que eu fazia? Atendia meus amigos com alegria e depois disso buscava ao Senhor. Não podia dormir sem antes compartilhar com o Pai.
Tive algumas experiências interessantes no meio desta jornada. Por exemplo: quando escrevi o diário do dia 29/09, houve queda de energia elétrica em casa então escrevia no escuro só com um pouquinho da bateria do notebook. Depois a energia voltava, e pra minha alegria, consegui postar aquele texto tão especial. Outro dia, foi o do dia 08/09 quando deu uma forte chuva em SP, cheguei tão tarde em casa e com tantas coisas pra fazer que realmente não achei que conseguiria postar este texto.
Com o diário, eu mesma me surpreendi o quanto podemos ser espirituais e humanos ao mesmo tempo. Podemos ser aquela referência de homem e mulher de Deus, mas também podemos mostrar o quanto somos humanos; o quanto sofremos no dia a dia, nossas ansiedades, nossos problemas, nossos sonhos e assim concluir que ninguém é um super homem ou uma mulher maravilha. Somos todos dependentes da mesma graça!
Entretanto, mais uma vez hoje vou buscar ao Senhor porque precisamos buscá-lo sempre, independentemente de ser 30 dias ou não. Foi maravilhoso ver o quanto aprendi na palavra muitas coisas, como meus horizontes foram ampliados, o quanto amadureci... e creio que, se você acompanhou esta jornada, você também foi edificado porque o Senhor fala sempre e para sempre.

Meus alvos de oração hoje foram:

Pelo Brasil: como igreja, nos unirmos num só coração, numa só fé, para buscarmos pela cura do nosso país e que assim, venha o Seu reino sobre o Brasil.

- Agradecendo ao Senhor por tudo
- Agradecendo pelo Diário de Oração
- Agradecendo pelo crescimento e maturidade que adquiri neste período do Diário
- Para sempre gerarmos uma palavra de vida nos corações
- Pelos irmãos que acompanharam o Diário
- Que não se apague dos nossos corações a necessidade e o desejo de te buscar em espírito e em verdade

Louvor: Sobrenatural (CD Sobrenatural - Marcos Witt)

Palavra -Salmos 27.8 (mas como sempre, leiam todo o capítulo!)

"Ao meu coração me ocorre: Buscai a minha presença; buscarei, pois, Senhor, a tua presença".

Diário de oração – 30º dia – Uma nova visão

Não perco a visão, não perco a visão
No deserto eu vejo um jardim pois sei
E creio no que Deus tem pra mim


Esses versos fazem parte de uma pequena composição que fiz para o Senhor enquanto esperava meu esposo no metrô. Enquanto esperava por muito tempo...rs
No meu coração eu ministrava para o Senhor curar nossa visão, derramar do seu remédio em nossos olhos para que possamos enxergar Seu plano para nós, para que possamos vê-lo. Quantas vezes deixamos de ver as promessas do Senhor, o próprio Senhor, porque estamos cegos... enquanto estivermos cegos, estaremos deficientes, e assim, carente do Senhor para nos sarar e completar.
Hoje, assisti a uma palestra do judeu, comunicador e educador Gilberto Dimenstein. Ele, considerado o pior aluno da escola, cujo melhor amigo era o melhor aluno da turma, tornou-se um dos grandes nomes do jornalismo e da Folha de SP.
De pior aluno, se tornou uma referência no campo da educação. Como isso foi possível? Graças a uma visão, a curiosidade apurada, o gosto pelo saber. Aprendi muito com ele, levando para o campo espiritual. Conclui que sem vem visão, não temos novidade de vida.

Meus alvos de oração

Pelo Brasil: Para as igrejas do Brasil serem igrejas visionárias, para alcançar o impossível

- Agradecendo por mais um dia
- Pela vida do meu esposo
-Pedindo perdão pelos meus pecados
- Para as igrejas no Brasil e aqui no Jaraguá serem igrejas visionárias que façam o impossível, para a glória de Deus

Palavra – Apocalipse 3.18

Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas”.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Diário de oração – 29º dia – Alguém está batendo na porta

Toc, toc, toc. Ouço um barulho na porta.
Acabo de chegar do culto, mas alguém continua batendo na minha porta.
Acabei de cantar louvores ao Criador, mas alguém continua batendo na porta.
Me desentendo com meu esposo, mas o “toc, toc, toc” continua na minha porta.
O barulho é insistente, até que, pelo cansaço sou vencida. E adivinha quem vem ao meu encontro: Jesus.
É assim mesmo. O Senhor bate na porta do nosso coração e não só no coração do incrédulo. Como igreja, o Senhor deseja que ouçamos a batida da porta, mas não só isso, que o deixemos entrar e fazer morada no nosso ser.
Quantos de nós, como igreja, temos deixado o Senhor Jesus do lado de fora da nossa porta! Assim, nos tornamos crentes mornos, pessoas insensíveis que não agradam a Deus.
Quantos de nós achamos que temos tudo: “unção”, reconhecimento, fama, riquezas, mas um novo som continua dentro de nós: “toc, toc, toc”.
Será que esse barulho não está sendo na sua porta?

Meus alvos de oração foram:

Pelo Brasil: Para a igreja do Senhor não se tornar uma igreja morna

- Agradecendo a Deus por mais
- Cobertura do sangue de Jesus no meu lar, meu casamento
- Guarda do Senhor de toda a retaliação do inimigo
- Pedindo perdão ao Pai
- Que eu não me torne uma crente morna
- Direção do Senhor para cumprir a Sua vontade e não a vontade de homens
- Viagem do Pr. Esmael para a África
- Revelação da Sua palavra

Louvor: DVD This is our God (Hillsong)

Palavra - Apocalipse 3.14-22

Ao anjo da igreja em Laodicéia escreve:
Estas coisas diz o Amem, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno e nem quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca; pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu.
Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas.
Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te.
Eis que estou à porta e bato: se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo.
Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas
.”

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Diário de oração – 28º dia – Enchei-vos do Espírito

Hoje seria o típico dia em que talvez não buscaria ao Senhor: cheguei em casa do trabalho depois de pegar um transporte público abençoado, fiz o jantar, arrumei toda a cozinha e me senti exausta. Claro que meu esposo me ajudou, senão com certeza não daria conta.
Fiquei pensando numa palavra para este dia. Ouvindo alguns louvores, senti que era preciso “se encher do Espírito”.
É fato que a correria do dia a dia sempre nos impedirá de buscar ao Senhor. Uma discussão, o cansaço físico e espiritual, a tristeza, as tarefas diárias, enfim, tantas coisas que ocupam nosso tempo e que se não separarmos um tempinho para nos enchermos do Senhor, com certeza ficaremos cheios de nós mesmos. E o resultado disso não é nada bom. A medida que nos enchemos do Senhor, Ele vai falando conosco, nos dando direção sobre seus planos para nossa vida.
Se hoje você teve um dia tão exausto como o meu (ou pior), eu quero te encorajar a parar alguns instantes e ouvir um louvor, ler uma palavra do Senhor e orar na presença do Senhor. Não precisa ser uma oração “formal”, mas simplesmente converse com o Pai em como foi o seu dia, suas alegrias, suas conquistas, suas perdas, enfim, tudo...o Senhor tem desejo de te ouvir e de te encher com Seu Espírito.

Meus alvos de oração foram:

Pelo Brasil: Para nosso país ser uma nação transformada, cheia do Espírito Santo de Deus em todos os pontos da sociedade.

- Agradecendo a Deus por mais este dia (que Ele fez, portanto nos alegraremos nele!)
- Cobertura do sangue de Jesus no meu lar, meu casamento
- Pedindo perdão ao Pai
- Que o Senhor me encha com seu Espírito.
- Restauração devido ao cansaço físico
- Pela salvação dos meus pais e do Dudu
- Pela salvação dos parentes do meu esposo
- Pelo ministério que o Senhor tem confiado ao meu esposo e eu, cheio do Espírito Santo, para que alcance muitas vidas, restaurando as futuras famílias

Louvor: CD Diante do Trono - Exaltado

Palavra - Efésios 5.15-21

Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são mais.
Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor.
E não vos embriagueis com o vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temos de Cristo
.”

domingo, 27 de setembro de 2009

Diário de oração – 27º dia – Fingindo que estava tudo bem

Pois é irmãos hoje, no culto foi bem assim: fingindo que estava tudo bem.
Depois de um domingo bem gostoso, algumas coisas aconteceram aqui em casa antes do culto, e como acabamos nos atrasando, meu esposo e eu nos desentendemos bem no meio do caminho na ida para a igreja. Ficamos tão chateados um com o outro que quase ele voltou para casa. Eu, com o coração duro, o fiz ir a igreja junto comigo e claro, continuando a reclamar o tempo todo até chegar na igreja. Pensava: “olha só como estou indo para a Casa de Deus”. Indiferente e com o coração duro, cheguei na igreja como se estivesse tudo bem.
Durante o louvor, louvei ao Senhor da boca para fora pois eu sabia que, daquele jeito com meu esposo, o Senhor não receberia minha adoração, minha oferta. Ainda pensava: “bom Senhor, estou aqui e pelo jeito vai ser assim até o final do culto. Vou cantar assim mesmo porque o Senhor com certeza não vai receber minha adoração”.
Depois disso, chegou a palavra cujo tema era “a parábola das dez virgens”. Sobre o vigiar. Nossa, o Senhor foi bem direto para me alertar para que eu me arrependesse desse coração duro.
Estou falando isso gente, porque o Senhor conhece nosso coração. Muitas vezes vivemos como religiosos, sendo que Jesus está voltando. Não quero ficar por causa da dureza do meu coração. Vamos todos nos arrepender das nossas obras más.
Meu esposo e eu já nos acertamos. Glória a Deus pela vida dele, pois foi pela iniciativa dele que estamos bem. Só o Senhor para ser paciente comigo.

Meus alvos de oração foram:

Pelo Brasil: Para a igreja deixar de ser religiosa e aprender a viver cheia do Espírito Santo de Deus.

- Agradecendo a Deus por tudo, inclusive pela sua misericórdia na minha vida
-Agradecendo por mais um ano de vida do meu pai, pois hoje foi o seu aniversário
- Pedindo perdão por hoje, pela dureza do meu coração e por não ter adorado ao Senhor com meu coração, como ele merecia ser adorado
- Pelo sobrenatural do Senhor no meu lar
- Para eu ser uma esposa melhor
- Para eu ser alguém que te adore em espírito e em verdade, pois são estes que o Senhor procura e não por religiosos

Louvor: “Sobrenatural” (CD Sobrenatural – Marcos Witt)

Palavra

Provérbios 28.13

O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia”.

Salmos 103.10 e 14

Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades.
Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó
.”

Diário de oração – 26º dia – Deus conhece o seu nome

Este sábado foi muito cansativo para mim. Meu esposo e eu resolvemos ir numa feira de imóveis na esperança de encontrarmos uma nova casa, mas no final, nada “rolou”.
Ficamos pensando e planejando nossas vidas para conquistarmos esta benção e entendemos que hoje não era o tempo do Senhor para isto. Lembra do texto que compartilhei esses dias sobre o tempo de Deus? Pois é, mais uma vez aprendendo a confiar no Senhor.
De lá, fomos para o culto de jovens aqui na nossa igreja local. Nosso líder trouxe uma palavra sobre “sonhos”, alguém que tenta matar nossos sonhos, o que desejamos, almejamos alcançar no Senhor e essa palavra vivificou novamente não só este, mas tantos outros sonhos que estão lá, escondidinhos no meu coração!
Após o culto, alguns amigos vieram em casa e com eles pudemos compartilhar algumas bençãos, entre elas, a do nosso casamento; o modo como Deus agiu, como fomos provados, e das lembranças de quando achávamos que estávamos esquecidos por Deus. Mas o Pai, conhece o nosso nome e não se esquece de nós.
Agora, desejando a presença do Senhor, estava ouvindo “Not Forgotten / He Knows My Name".
Amados, como Deus nos conhece!
Guarde isso no seu coração. Você que está aguardando uma promessa, uma benção do Senhor. Você não está esquecido. Ele conhece o seu nome e te chama de “meu”.

Meus alvos de oração foram:

Pelo Brasil: Aumento da assistência social cristã aos marginalizados
- Agradecendo a Deus por tudo
- Pelos sonhos que tenho no meu coração
- Para o Senhor levantar intercessores pela minha vida e da do meu esposo
- Para o Senhor nos ajudar a amar e não a tratar as pessoas como se fossem “descartáveis”
- Para a igreja voltar a sonhar

Louvor: “To worship you i live” (CD Alive in South Africa - Israel Houghton)

Palavra – Isaías 43.1, 18-21

Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu.
Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.
Os animais do campo me glorificarão, os chacais e os filhotes de avestruzes; porque porei águas no deserto e rios, no ermo, para dar de beber ao meu povo, ao meu escolhido, ao povo que formei para mim, para celebrar o meu louvor
”.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Diário de oração – 25º dia - Pessoas específicas para propósitos específicos

Há algum tempo eu queria falar sobre isto e vejo que hoje parece ser o dia certo. Depois que assisti ao DVD do congresso de adoração do Diante do Trono, fiquei animada em como podemos ser usados por Deus (assista o tema “a arte na adoração”). Embora as vezes nós sejamos um pouco “tradicionais” no nosso modo de ser e fazer as coisas, percebi que Deus gosta mesmo de diversificar!
Em I Coríntios 12, aprendemos as diversas formas de servir ao Senhor. Por muito tempo eu ficava em conflito achando que este ou aquele jeito, era o jeito certo de servir a Deus e aquilo não me dava muita satisfação. Com o tempo fui aprendendo e percebendo em como posso adorar ao Senhor fazendo o que gosto para que o nome dele seja conhecido (mesmo que alguém não me apóie). Como aprendi isso? Me alimentando do Senhor.
Confundimos muito nossos papéis e além de não crescermos, atrapalhamos a quem foi chamado para fazer o que tem que fazer. O pé quer ser mão e a boca menospreza o ouvido. O pior de tudo é que não lemos a passagem em Coríntios, no verso 24: “(...) Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra a quem menos tinha, para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros.
Para um corpo ser bem desenvolvido, é necessário que todos os membros e órgãos cresçam igualmente, senão ficará deformado. Pela boca nos alimentamos e o alimento é distribuído em suas proteínas e vitaminas por todo o corpo. Assim é conosco no mundo espiritual: nos alimentamos do Senhor. Quando nos alimentamos deste alimento espiritual, nos desenvolvemos, crescemos e ficamos saudáveis. Se o nosso alimento é um alimento ruim, isso contamina o corpo, faz mal a todo o organismo e por fim, ficamos doentes.
Deus quer uma igreja que entenda seu papel no corpo e que contribua para o crescimento deste corpo. Deus chamou a cada um de nós, com seus dons e talentos diversos, para um fim proveitoso e não para causar uma divisão no corpo. Enquanto vivermos numa disputa de quem tem o melhor dom ou talento, numa necessidade de sermos reconhecidos, de buscar dons e talentos para nosso próprio ego, a igreja nunca crescerá. A honra e o reconhecimento não deve mover o nosso coração pois isso caberá ao Senhor.
Deus é quem honra e Ele nos dá a medida que possamos agüentar, a fim de que façamos com excelência. Se formos fiéis no pouco, Ele é quem nos colocará no muito e não os homens. E o melhor de tudo, é Dele que ouviremos “entra no gozo do teu Senhor”.
Se você está indeciso, sem saber como pode cooperar no reino de Deus, ore ao Senhor. Ache seu lugar no corpo de Cristo e saia de cima do muro. Ao invés de divisão, procure ser um cooperador do cabeça deste corpo, Cristo.
Você é uma pessoa específica para um propósito específico.

Minha oração hoje:

Pelo Brasil: Para que igreja brasileira deixar de ser dividida e aprender a andar em unidade

- Agradecendo pelos dons e talentos que o Senhor me deu
- Nos salvar de nós mesmos
- Para entendermos nosso lugar no reino
- Para o Senhor repreender a todo espírito de divisão na nossa vida
- A sermos cooperadores do Teu reino e não causadores de vergonha e divisão

Louvor: Ele vem pra te salvar (CD Comunhão e Adoração 6 – 30 anos ministério Ademar de Campos)

Palavra – I Coríntios 12.1, 4, 5, 6 e 30 (medite, porém, em todo o capítulo)

A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.
Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos. A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso.
Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.
Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons
. “

Curtiu o Blog? Registre aqui!