domingo, 27 de junho de 2010

Diário de Oração: 27º dia – Planejando um casamento – Algumas dicas básicas

          Se você chegou até aqui e é solteiro ou está noivo, você passará por isto. Me lembro de quando fui me casar, quantas coisas surgiram para resolver! Todos que se casam sabe do que estou falando. De repente está tudo tranqüilo. De repente, aparece um monte de problemas e detalhes pra se resolver. De repente, mesmo depois do casamento, as pendências ainda estão ali para serem resolvidas!

          Cada casal tem uma experiência única de organização e imprevistos que surgiram ao se casarem. Se você conversar com vários casais, perceberá quantas histórias diferentes existem e isso só comprova como Deus trabalha individualmente em cada um de nós. Em sites de busca, você pode encontrar várias dicas que te ajudará a organizar o seu casamento, mas sempre leve em consideração os imprevistos, pois eles podem acontecer mesmo (Ah, Deus também é especialista em agir na última hora).

          Na TV a cabo tem um programa que vale a pena dar uma conferida: “Noivas Neuróticas”, exibido pelo canal Discovery Home & Helth. Ali é um programa que mostra os preparativos de um casamento, sob o controle absoluto das noivas (neuróticas).

          É claro que nenhum de nós queremos ser “neuróticos(as)” ao preparar um casamento. Queremos que tudo saia perfeito. Então vou tentar compartilhar algumas dicas, do que ocorreu no meu, e você, se quiser aproveitar, aprenda com os meus erros..rs

Delegue tarefas – No casamento é comum uma pessoa querer fazer tudo ou nada. Pode ser um padrinho ou os próprios noivos. Ocorre que, se os noivos fazem de tudo, eles só se estressam e no dia do casamento não aproveitam o momento, porque a atenção está nos preparativos. Se for uma só pessoa para cuidar de tudo, veja se esta pessoa tem condições de cumprir com as tarefas dentro do prazo para depois curtir o casamento com você.

Ajuda de mais – No meu casamento, uma das minhas madrinhas me arrumou. Ocorre que como ela me ajudou de mais, ela mais me atrapalhou do que me ajudou. E ela fez isso porque tinha uma boa intenção, ela queria me ajudar. Ela correu comigo para buscar roupas de padrinhos do outro lado da cidade (sendo que outra pessoa poderia ter feito isso), sua filha foi florista e além de tudo ela me arrumou. No dia do casamento, eu tive que ir ao supermercado comprar algumas coisas para o Buffet (porque eu não tinha ninguém pra fazer isso), fui ao Shopping comprar algumas coisas para viajar e só depois fui para o salão me arrumar. No salão dessa minha amiga e madrinha, o pessoal da igreja ainda foi lá para se arrumar, então imagine o estresse de todos. E eu ainda tinha que ficar em paz, porque o Senhor já tinha me dado uma palavra de ânimo. Outra madrinha minha, bem no dia, ficou doente, e além de madrinha ela seria minha manicure, e seus filhos seriam os pagens. Muita coisa pra ela resolver também, claro que para me abençoar. Resumo, ela não conseguiu fazer minhas unhas porque ainda tinham as crianças, e uma outra irmã que apareceu no salão foi quem fez. Enfim, como tudo aconteceu no salão, muitas coisas tumultuadas, todo mundo foi para o local da cerimônia e eu e minha amiga, dona do salão e que era minha madrinha, ainda ficamos no local até fecharmos o salão. Depois disso fui me casar. Ufa!!

Cabelo e maquiagem – Na semana do meu casamento, surgiram muitas coisas pra resolver e o cabelo e maquiagem foram ficando por ultimo, não tive tempo de fazer prova. Resultado. Só pintei meu cabelo um dia antes e todo o resto no dia do casamento. Não faça isso! Como o dia do casamento foi muito corrido, não tive opções de penteado e maquiagem. Se puder, vá fazendo provas, depilação, etc, no decorrer da semana que antecede o casamento. Não deixe tudo para o mesmo dia, assim você aproveitará bem mais a sua tão esperada benção!

Tenha fé e confie no poder de Deus – Na semana do meu casamento fazia muito frio. O local era um sítio com 2 ambientes: um salão coberto e uma capela num lugar alto, bem bonita. Renato e eu oramos para o Senhor mudar o clima para que pudéssemos nos casar na capela. Quando o dia do casamento chegou, o dia estava aberto, ou seja o Senhor nos ouviu. Só que uma das minha madrinhas estava doente e não podia pegar friagem. Resultado, escolhi para casar o outro salão coberto e não a capela onde queríamos. A única coisa que me arrependo foi não ter tido fé o suficiente no Senhor, pois ele mudou o clima conforme oramos, mas pensando mais na madrinha do que em nós, casamos em outro salão (e detalhe, a noite, nem estava tão frio, motivo pelo qual deveríamos ter ido em frente em confiar no Senhor).

Tudo mais barato – Cuidado com promoções ou coisas do tipo: “Faça isso porque é mais barato”, ouvi muito disso. Não tem nada de errado querer fazer o que é mais em conta, mas muitas vezes a qualidade do serviço é inferior a amanhã você pode se arrepender. Procure tudo com equilíbrio, se planeje. Se você tem um gosto para as coisas, procure contratar serviços que estejam dentro do seu gosto e do seu orçamento. Não se arrependa amanhã e não tenha preguiça. Pesquise.

          Ore ao Senhor neste momento se você estiver noivo e peça para o Senhor direcionar seus preparativos. Se você estiver solteiro, ore para ter sabedoria para planejar seu casamento quando ele chegar. Ore em todo o tempo.

Palavra devocional: Sl 118.6, 17, Sl 126, 145.18,19

Canção para meditar: Everything about you (Darlene Zschech - Tradução aqui)

Sugestão de leitura: As 5 linguagens do amor – Gary Chapman (Ed mundo cristão)

Curtiu o Blog? Registre aqui!