terça-feira, 15 de junho de 2010

Diário de Oração: 15º dia – Templo do Espírito Santo

          Hoje em dia, vivemos numa era de “liberdade”. Por termos essa liberdade, achamos que podemos fazer de tudo sem se preocupar com as conseqüências, tentamos achar na bíblia sempre algum respaldo e quando somos confrontados, achamos que os outros é quem são os errados, os caretas. Alguns valores que eram tão prezados e importantes na época de nossos pais, hoje em dia são banalizados. Infelizmente, essa “liberdade” que plantamos até mesmo no passado, nos anos 60 ou 70, estamos colhendo hoje quando vemos uma juventude perdida e desmoralizada.

          Casar-se virgem hoje em dia acabou sendo motivo de piada. Uma atitude tão séria e sublime que passou a ser um valor negociado na nossa era: “eu me entrego a você se você fizer isto por mim”, ou “se você me ama, me dê uma prova de amor. Entregue-se a mim”. Mentiras e enganos sendo espalhados por todos os lugares, principalmente dentro das nossas igrejas. Como fruto vemos por aí, jovens casais desestruturados, filhos fora do casamento, traições e divórcio. Quantos de nós conhecemos pelo menos uma pessoa nessa condição?

          A benção de Deus passou a ser negociada como um prato de lentilhas. “Abro mão da minha pureza, da minha inocência, da minha virgindade, em troca de um momento de prazer, em troca de me sentir amado (a)”. Parece que isso acontece só com as meninas, mas tem muitos garotos sendo enganados por aí. Imagine quando você se casar. Se você ter uma filha você gostaria que aparecesse um rapaz para tirar a virgindade dela e depois saísse fora? Pense sobre isso. Imagine se um dia ela disse que está grávida, e você olhar para si mesmo e ver o que você plantou no passado, o erro que cometeu.

          Usamos aquele texto “todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convém”, quando queremos nos justificar de algumas atitudes como, ir para um barzinho, mentir, não tomar uma bebida alcoólica, porém, esse texto aplica-se a tudo na nossa vida, inclusive na nossa vida sexual. Quando o apóstolo Paulo fez essa citação ao povo da cidade de Corinto, ele estava aplicando esse texto para tratar do tema “sensualidade”, provavelmente porque o povo estava caindo na sensualidade e foi preciso que Paulo ministrasse na vida deles.

          Nosso corpo é o templo do Espírito Santo. Deus não habita em templos feitos por mãos. A igreja não é uma construção, um prédio. A igreja sou eu e você e a bíblia diz que devemos glorificar a Deus em nosso corpo, porque Deus habita dentro de nós. Nosso corpo é carne, mas também é para templo do Senhor. O que temos feito ou como temos cuidado do templo do Senhor?

          A imoralidade acabou sendo tão aceita nos nossos dias, que hoje em dia existe até cirurgia para reconstrução da virgindade. Você se entrega para alguém ou para várias pessoas, mas se você quiser você volta a ser virgem seja para desencargo de consciência, para prazer ou para mostrar, enganar ao outro que você é “virgem”.

          Quando eu estava aguardando um casamento no Senhor, quantas vezes fui zombada de amigos próximos porque eu tinha decidido esperar. Eu poderia falhar em algumas coisas, mas jamais pensei diferente ao esperar pela pessoa certa. Eu sabia que Deus iria me honrar, custe o que custasse e não importando quanto tempo passasse, e Ele me honrou.

          Tenho uma amiga cristã que, por não conhecer a palavra de Deus, por não ter essa verdade revelada pelo Espírito Santo em seu coração, acabou se entregando antes do casamento para um namorado, mesmo estando na igreja. Eles terminaram mas quando ela conheceu um outro rapaz que mais tarde se tornou seu marido, graças a Deus eles se casaram na benção. Quando reconhecemos nossa falta e nos voltamos para Deus, Sua mão sempre está estendida para nos abençoar e fazer de novo aquilo que um dia destruímos.

          Não temos o direito de julgar a ninguém que errou nesta área, seja eu ou você observando a vida de um amigo ou um desconhecido. Vale a pena refletirmos sobre o futuro. Que valores estamos preservando para deixarmos para próxima geração? Os valores bíblicos jamais se negociam. Vale a pena se guardar para o casamento, não só pela benção de Deus no seu casamento, mas para deixar um testemunho de verdade, de valor para a próxima geração.

Palavra devocional: I Coríntios 6.12-20

Canção para meditar: You´ll come (Hillsong – This is Our God - Tradução aqui)

Sugestão de filme: - A virada (BV Films)

Curtiu o Blog? Registre aqui!