sábado, 26 de junho de 2010

Diário de Oração: 26º dia – Onde eu procuro a benção?

          Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou no coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.
I Corintios 2.9

          No post do dia 12 falamos um pouco de Gênesis 24: o encontro de Isaque e Rebeca. Abraão, pai de Isaque pediu para seu servo buscar uma esposa para seu filho no meio do seu povo. Abraão tinha um objetivo. Ele sabia o que procurar, para quem e onde procurar e isso nos ensina a perguntarmos para nós mesmos, que tipo de pessoas estamos procurando para um relacionamento de casamento.

          Quem já fez essa pergunta: “Onde eu encontro um homem de Deus?”, “Que lugares devo freqüentar?”, “Aonde devo procurar uma mulher de Deus pra mim?”. Certamente, uma pessoa temente a Deus você não encontrará numa boate.

         Muito antes de conhecer o Renato, eu conheci um rapaz que foi uma benção na minha vida. Ele me disse: “Jack, você tem que sair mais, conhecer novos lugares e novas pessoas”. Na hora pensei: “Ah tá, vou sozinha?”. No dia isso não fez muito sentido, mas depois percebi que ele tinha razão.

          Antes de falarmos sobre o lugar, lembre-se sempre de uma coisa: goste de si mesmo. Atualize-se. Leia jornais, revistas e se informe sobre o que está acontecendo por aí. É muito chato conhecer pessoas e não ter assunto pra conversar.

          Hoje em dia há muitos lugares para conhecermos alguém: um shopping, uma academia, um barzinho com música ao vivo, outras igrejas, a própria internet, eventos na igreja, parques, seminários teológicos, seminários de jovens, louvor... são lugares que a gente não precisa ir para conhecer alguém pra namorar, as vezes pra conhecer pessoas que quem sabe, serão seus futuros amigos de oração. Mas, como qualquer lugar, tenha sabedoria e paz. Se o Espírito Santo te incomodar sobre algum lugar, então não vá.

          No ano passado, Renato e eu com mais um casal de amigos fomos no show do Hillsong United aqui em São Paulo. Quando cheguei lá pensei em quantos gatinhos e gatinhas estavam lá, todos para adorar a Deus e muitos com certeza para paquerar. Enfim, era um lugar para ir e conhecer alguém que tenha a mesma fé que você.

          Pra mim o único lugar que servia era a igreja e minha igreja local. Eu tinha uma visão bastante limitada e na minha igreja não tinha jovens. Então o Senhor usou essa minha “mentalidade” pra trazer o Renato que na época era de outra igreja. Claro, Deus poderia ter trabalhado de outra forma, mas eu não estava com a mente aberta pra isso acontecer.

          Se você tem um chamado ministerial, freqüente seminários. Muito provavelmente você conhecerá pessoas que se interessa pelas mesmas coisas que você. A pessoa que Deus tem pra sua vida não está num lugar determinado, num lugar “x”. Ela pode estar em qualquer lugar e você precisa estar aberto para isto acontecer. Mas também não é certo você procurar num monte de igrejas, caçando, pois pra conquistar a benção do Senhor você não precisa ficar correndo atrás. Ela te alcançará.

Palavra devocional: Sl 119.9-11, Dt 28.1,2

Canção para meditar: Deus fiel (Diante do Trono)

Curtiu o Blog? Registre aqui!