sábado, 5 de setembro de 2009

Diário de oração – 4º. dia - Palavra branda que desvia o furor (Prov. 15)

Hoje, sexta, quase não consegui ter um momento de busca ao Senhor. Uma coisa muito desagradável aconteceu, fiquei muitoooo brava a ponto de querer jogar o celular bem longe ou trucidar alguém... quando fico muito brava, mesmo que eu me acalme, eu fico me remoendo as vezes por dias e isso não é bom.

Hoje por exemplo, saí um pouco mais cedo do trabalho para esperar meu esposo (pois trabalhamos perto um do outro). Ele marcou um horário e adivinhe: dentro do metrô, eu esperando, celular sem sinal e nada de ele chegar... esperei por um tempo na benção, continuei esperando e esperando... quando fui ver, tinha esperado dentro do metrô por quase duas horas. Eu,obviamente, morrendo de raiva pois tínhamos um compromisso ao chegar no Jaraguá.
Quando ele veio, se explicou já que foi um problema não ocasionado por ele, mas eu nem quis saber... fiquei muito brava.
Foi quando me lembrei de Provérbios 15. Ele ainda tentou me agradar e eu, em silêncio. Depois de um tempo, mesmo brava, resolvi conversar com ele outros assuntos pois não queira continuar brava (estou aprendendo muito e a duras penas o significado de domínio próprio)

Por isso, quando cheguei em casa, meus alvos de oração foram simplesmente:

- Pedir perdão ao Senhor pelos meus pecados e pela forma como fiquei brava a ponto de quase não ter o domínio próprio
- Que o Senhor abençoe meu casamento e me ajude a cada dia a ter domínio próprio
- Sabedoria no falar e no proceder
- A ser uma mulher sábia que edifica a sua casa
- Aprender a viver Prov. 15, a usar palavras brandas que desviem o furor (é impressionante como este texto nos ensina as riquezas e recompensas de como falar no tempo certo e da maneira correta...)

Motivo para orar pelo Brasil: Pelas famílias que ainda não são salvas e as que são, que sejam fortalecidas no Senhor.

Louvor: Hoje ouvi e fiquei com esta canção na minha cabeça: “Chosen as mine” – Hillsong, cd Faithful

Curtiu o Blog? Registre aqui!