sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Diário de oração – 25º dia - Pessoas específicas para propósitos específicos

Há algum tempo eu queria falar sobre isto e vejo que hoje parece ser o dia certo. Depois que assisti ao DVD do congresso de adoração do Diante do Trono, fiquei animada em como podemos ser usados por Deus (assista o tema “a arte na adoração”). Embora as vezes nós sejamos um pouco “tradicionais” no nosso modo de ser e fazer as coisas, percebi que Deus gosta mesmo de diversificar!
Em I Coríntios 12, aprendemos as diversas formas de servir ao Senhor. Por muito tempo eu ficava em conflito achando que este ou aquele jeito, era o jeito certo de servir a Deus e aquilo não me dava muita satisfação. Com o tempo fui aprendendo e percebendo em como posso adorar ao Senhor fazendo o que gosto para que o nome dele seja conhecido (mesmo que alguém não me apóie). Como aprendi isso? Me alimentando do Senhor.
Confundimos muito nossos papéis e além de não crescermos, atrapalhamos a quem foi chamado para fazer o que tem que fazer. O pé quer ser mão e a boca menospreza o ouvido. O pior de tudo é que não lemos a passagem em Coríntios, no verso 24: “(...) Contudo, Deus coordenou o corpo, concedendo muito mais honra a quem menos tinha, para que não haja divisão no corpo; pelo contrário, cooperem os membros, com igual cuidado, em favor uns dos outros.
Para um corpo ser bem desenvolvido, é necessário que todos os membros e órgãos cresçam igualmente, senão ficará deformado. Pela boca nos alimentamos e o alimento é distribuído em suas proteínas e vitaminas por todo o corpo. Assim é conosco no mundo espiritual: nos alimentamos do Senhor. Quando nos alimentamos deste alimento espiritual, nos desenvolvemos, crescemos e ficamos saudáveis. Se o nosso alimento é um alimento ruim, isso contamina o corpo, faz mal a todo o organismo e por fim, ficamos doentes.
Deus quer uma igreja que entenda seu papel no corpo e que contribua para o crescimento deste corpo. Deus chamou a cada um de nós, com seus dons e talentos diversos, para um fim proveitoso e não para causar uma divisão no corpo. Enquanto vivermos numa disputa de quem tem o melhor dom ou talento, numa necessidade de sermos reconhecidos, de buscar dons e talentos para nosso próprio ego, a igreja nunca crescerá. A honra e o reconhecimento não deve mover o nosso coração pois isso caberá ao Senhor.
Deus é quem honra e Ele nos dá a medida que possamos agüentar, a fim de que façamos com excelência. Se formos fiéis no pouco, Ele é quem nos colocará no muito e não os homens. E o melhor de tudo, é Dele que ouviremos “entra no gozo do teu Senhor”.
Se você está indeciso, sem saber como pode cooperar no reino de Deus, ore ao Senhor. Ache seu lugar no corpo de Cristo e saia de cima do muro. Ao invés de divisão, procure ser um cooperador do cabeça deste corpo, Cristo.
Você é uma pessoa específica para um propósito específico.

Minha oração hoje:

Pelo Brasil: Para que igreja brasileira deixar de ser dividida e aprender a andar em unidade

- Agradecendo pelos dons e talentos que o Senhor me deu
- Nos salvar de nós mesmos
- Para entendermos nosso lugar no reino
- Para o Senhor repreender a todo espírito de divisão na nossa vida
- A sermos cooperadores do Teu reino e não causadores de vergonha e divisão

Louvor: Ele vem pra te salvar (CD Comunhão e Adoração 6 – 30 anos ministério Ademar de Campos)

Palavra – I Coríntios 12.1, 4, 5, 6 e 30 (medite, porém, em todo o capítulo)

A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes.
Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos. A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso.
Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.
Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons
. “

Curtiu o Blog? Registre aqui!