segunda-feira, 25 de junho de 2012

Diário de Oração: 19º Dia - Melhor de Deus

Olá!

          Esses dias estava me lembrando de um cara que conheci alguns anos chamado Digo*.

      O Digo era tudo de bom; aquele garoto simpático, que todos gostavam, servo de Deus e sensível. Uma amiga nossa em comum nos apresentou e começamos a sair. Saímos bem poucas vezes, o suficiente para eu achar que ele era o cara certo pra mim (de novo)!

         Um dia, ele muito esperto, me chamou para ir a sua igreja para então conhecer o pastor dele. E eu fui. Achei tãoooo estranho aquilo, mas por causa dele fui. Chegando lá no escritório do pastor, que era um senhor bem velhinho, começou a conversar conosco sobre um verdadeiro casamento, valores importantes e a base dele para nós cristãos. De repente ele me pergunta: "filha, porque você acha que vai para o céu". Eu disse "o quê?, como assim?".

          E novamente ele me perguntou, "porque você acha que vai para o céu?". Fiquei pensando o que aquela conversa tinha a ver comigo e com o Digo. Aí respondi: "Eu vou para a igreja, para os ensaios do louvor, para o seminário, então, sou uma boa cristã" (por Deus, eu queria que ele desse um ok logo para o Digo e eu vivermos felizes para sempre!). Achei que tinha dado a super resposta pra ele, até que ele me disse de novo: "Este é o erro de muitas pessoas. Elas acham que o que elas fazem de bom, o que elas fazem na igreja lhes garante o céu, mas, vamos para o céu não por causa dessas coisas, mas sim, pela fé que temos no filho de Deus ao crermos que ele morreu por nós para nos dar vida eterna". O Digo só ficou olhando e eu fiquei com aquela cara de interrogacão tipo "Ah..."

       Enfim, ele continuou conversando conosco sobre a importância de termos fixados no nosso coração os valores cristãos sobre fé e vida eterna, para depois pensarmos no casamento. No momento das dificuldades, são esses valores que nos sustentam. Quando as dificuldades virem no casamento, saberemos a quem recorrer pois nossa fé estará firmada em algo eterno. Era isso que ele queria nos ensinar.

       Bem, saí de lá arrasada. Tinha entendido que não era tempo de namoro para mim e para o Digo. Ainda éramos imaturos em algumas coisas e a gente precisava de mais tempo. Naquele dia, me despedi do Digo e fui embora. Nunca mais o vi novamente.

       Se você está passando por algo parecido e entende que Deus está falando com você, não tenha medo do "não" de Deus. Ele sabe o que é melhor pra você, pode ter certeza!

       A lição que tiro com isso é como Deus cuida da gente e como Deus amava o Digo. Ele tinha um pastor preocupado com o futuro casamento dele e como ele nem me conhecia, também queria que eu fosse abençoada. Naquele momento eu queria namorar, mas eu vejo que Deus usou a vida dele para nos mostrar que há mais coisas importantes do que se casar. Na hora fiquei triste, mas hoje me alegro porque graças aquela conversa, continuei vivendo algum tempo solteira até conhecer o Renato. Deus não é mesmo maravilhoso?!!!

"E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela". 
Hebreus 12.11

* O nome está alterado para preservar a identidade dele. Não queremos que ele morra de vergonha né?sr

Curtiu o Blog? Registre aqui!