terça-feira, 16 de junho de 2009

Julgo desigual - Parte 3 - O que Deus tem pra nós

O que Deus tem pra nós
“Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam”. I Co 2.9 Aqueles que esperam no Senhor renovação as suas forças e subirão com asas de águia (Is 40.31). Ele se agrada daqueles que esperam Nele (Sl 147.1) e aos seus amados dá enquanto dormem. (Sl 127.2). Que promessas maravilhosas!
A palavra de Deus nos revela que tudo o que Deus faz é bom. Na criação, quando ele fez os seres viventes, a natureza, Ele mesmo disse que era “bom”. Mas quando Deus fez o homem, ele disse “muito bom”. Quando Jesus fala sobre o cuidado que Deus tem para com o lírios do campo (Mt 6.25-34) e diz, “Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? ‘(Mt 6.30), ele quer dizer que Deus cuida de nós e temos muito valor para Ele. Então, é claro que Deus se importa conosco, é claro que Ele pensa em nós o tempo todo e sendo um Deus de amor, você acha que Deus não teria o melhor para você?
Agora, é fato que há pessoas que mesmo conhecendo a verdade, escolhem se relacionar com alguém que não seja cristão. Neste caso, é preciso ter muito cuidado e estar ciente de que, todas as suas decisões vão acarretar conseqüências. Deus quer ser participante e não um coadjuvante na sua vida. Conheço uma moça por exemplo que, mesmo na igreja, havia um moço que gostava dela e ela, declarando firmemente sua fé, colocou as cartas na mesa mais ou menos assim “se quiser namorar comigo saiba que eu sou assim e ponto”. Ou seja, ela não abriria mão de estar na casa do Senhor. Ele, apaixonado, quis namorar com ela mesmo assim, abriu mão dos interesses dele e, tempos depois no namoro, ele começou a ir na igreja até que um dia se converteu. Hoje, eles são um casal de jovens muito abençoados e firmes com o Senhor. “E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos” (Cl 3.15).
A paz de Deus precisa dominar nosso coração. Se você já é salvo em Jesus e está para se relacionar com alguém, faça isso desde que haja a paz de Deus no seu coração e a paz só se encontra quando temos um relacionamento íntimo com o Senhor. Deus não é Deus de confusão e sim de paz (I Co 14.33). Infelizmente, nem todos tem a disposição para orar e esperar no Senhor e como conseqüência, vemos milhares de jovens que caíram em fornicação, engravidam antes do casamento, envolvimento com drogas, desânimo até que se desviaram dos caminhos do Senhor. Um relacionamento que poderia ser benção se tornou maldição por falta de uma direção de Deus. “Errais por não conhecer as escrituras e nem o poder de Deus” Mt 22.27. Quem entra em julgo desigual traz para si confusão, aflições e até mesmo pode passar para sua descendência, maldições hereditárias. Não nos preocupamos no relacionamento em como ele vai influenciar a geração seguinte no que se trata de casamento.
O que o inimigo mais deseja é destruir famílias antes mesmo de elas serem estabelecidas e ele fará isso começando pelo namoro. Um namoro “de qualquer jeito” que leva a um casamento fracassando, terá uma próxima geração sem fé e esperança no casamento. Conseqüentemente, teremos uma igreja sem autoridade; fracassada. Consegue imaginar isto? Se você está em julgo desigual, em um relacionamento de confusão, ainda há tempo de Deus transformar.
Ore ao Senhor. Tenha visão de águia. Seja um(a) visionário(a) para enxergar o plano de Deus para sua vida que é bom e perfeito. Não é toa que está escrito: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais”. (Jr. 29.11). Que neste dia dos namorados, a palavra do Senhor seja “rhema” na sua vida; revelada para trazer libertação, cura e alegria.
Em Cristo
Jack

Curtiu o Blog? Registre aqui!