terça-feira, 12 de maio de 2009

"Vai ficar para titia"


Seja sempre a sua palavra temperada com sal
Colossenses 4.6

Gostaria de dedicar este artigo a todos aqueles que tem amigos ainda solteiros.
Quem já fez essa brincadeira (ou talvez falasse sério), ou já ouviu algum comentário assim? Falamos isso sempre que temos em nosso meio, em nosso convívio, algum amigo que esteja solteiro.
Por experiência própria, ouvia muitos comentários assim. Por fora eu ria também, mas por dentro eu me acabava. Cada “comentário” desse, deixava meu coração em cacos e foi uma dor que fui carregando por anos na minha vida. Passei a não confiar em ninguém. Não compartilhava abertamente minha situação de “solteira’ com meus líderes ou com o meu pastor com medo de ser motivo de piada. Não por eles, mas eu pensava isso às vezes. Ficava com medo de ouvir a palavra “titia” de novo. No entanto, chegou um momento que tive que me posicionar, reconhecer quem sou no Senhor e buscar uma cura para minha alma. Honestamente não queria ficar para “titia”, mas cada vez que eu ouvia essa expressão, eu a guardava no meu coração para minha infelicidade, pois na verdade, nada me acrescentou.
Graças a Deus esse tempo passou. O Senhor curou esta ferida e hoje tenho um casamento abençoado. Contudo, infelizmente, ainda ouço a expressão “vai ficar para titia” e sinceramente não gosto nem um pouco dessa expressão, mesmo que seja uma “brincadeira”. Às vezes, podemos nem perceber, mas podemos ter lançado uma palavra de maldição ou ferido alguém. Que possamos nos arrepender e o Senhor possa nos perdoar pela nossa ignorância.
Quando ouço alguém falando isso para alguém próximo de mim, pode ser conhecido ou não, eu repreendo em nome de Jesus. Aprendi que temos que usar nossos lábios para termos sempre uma palavra temperada com sal. Uma palavra com “sabor”, de modo que nossos amigos tenham prazer em estar conosco, tenham prazer em nos ouvir. Nossos lábios foram feitos para abençoar, para “levantar” nossos irmãos e na mesma medida que os abençoamos, seremos abençoados. A lei da semeadura também vale para situações assim.
Mesmo que brinquemos, sem perceber, podemos estar invadindo a intimidade do nosso(a) amigo(a). Não sabemos como está o seu coração e nem o nível de cura que ele(a) pode estar passando. Por que então, não pensemos nisto, se realmente nos importamos com nossos amigos?
Precisamos aprender a respeitar os limites de cada um. Até os nossos. Uma das piores coisas da vida é a solidão. Tão pior quanto, é também não poder confiar em alguém para poder compartilhar as dores, tudo com medo de ser motivo de piada para os outros. Todos nós temos nossas particularidades, nossa intimidade e o nosso coração só o Senhor conhece. Quando temos amigos que de repente estão feridos neste ponto, a tendência é que eles, se não confiarem em alguém, se fechem ainda mais impedindo de se amar e de ser amado. Assim, por anos ele(a) vive com esta ferida na alma. Nos achamos tão amigos quando brincamos: “vai ficar para titia(o)”, por termos certa liberdade, que abusamos desta liberdade e como conseqüência, fazemos com que nossos amigos solteiros, se fechem ainda mais.
O que fazer? Dependendo do nível de amizade, seria importante perguntar aos nossos amigos até onde podemos ir, e se o ferirmos com brincadeiras assim, que ele(a) nos fale. O objetivo é termos amizades duradouras e saudáveis com nossos amigos independentemente do seu estado civil.
Não sabemos, na verdade, o motivo de o nosso tão querido amigo estar ainda solteiro. Pode ser pela idade ou até por escolha própria. Não entendemos a situação dos nossos amigos solteiros e os empurramos para o casamento, como se isso fosse a solução de todos os problemas.
Vamos despertar nossa atenção para os nossos amigos. Podemos ser amigos melhores e ter anos belíssimos a nossa frente. Desenvolvamos uma amizade baseada em oração, amor, sem interesses e com respeito. Examinemos a nós mesmos para sabermos se estamos dando valor àquela pessoa tão especial que o Senhor colocou ao nosso lado. Nosso melhor modelo de amigo é na pessoa de Jesus. Se estivéssemos em uma rodinha com Jesus, com alguém solteiro, você o chamaria de titia(o)? Que nós possamos ser o exemplo de amigos mais chegados que um irmão.

Curtiu o Blog? Registre aqui!