quarta-feira, 10 de março de 2010

Vencedor em tempos de crise - Parte II

Ser vencedor é aprender a superar

          Muitos de nós cristãos ou não, entendemos que ser vitorioso é sempre quando ganhamos. Pensamos: “se sou filho de Deus tenho que conquistar, tenho que ter, tenho que ganhar”. Embora o Senhor possa fazer isso por nós, nem sempre aquele que ganha é de fato o vencedor. Algumas vezes (ou muitas), precisaremos perder por razões que nem sempre vamos entender e nessa hora temos que aprender a superar.
          Há alguns meses meu esposo e eu tínhamos uma causa na justiça. Quando o dia da audiência finalmente chegou, pensávamos que o problema seria resolvido. Ficamos na expectativa de como “ganharíamos”. Contudo, no dia da audiência a outra parte não compareceu e assim o juiz não julgou a causa. Tivemos que esperar mais ou menos uns 7 meses para a próxima audiência. Nós críamos que o Senhor estaria do nosso lado depois de tanto estresse, desgaste físico, dia de serviço perdido para resolver essas coisas, nervoso, enfim, pensávamos que teríamos ganho de causa. Quando chegou o dia da última audiência, o juiz além de não ter dado a palavra para nós para que déssemos nossa versão do problema, ainda deu perda de causa para nós. Ficamos chocados e pensamos: “perdemos”.
          O advogado que conversou conosco disse que poderíamos recorrer, mas seria outro desgaste. Meu esposo e eu conversamos e o Senhor nos disse para “deixar pra lá” pois nossa confiança e provisão viria Dele. Então aquela paz que a bíblia diz, que excede o entendimento, encheu nossos corações. Perdemos de um lado, mas ganhamos do outro.
          Ser vencedor é aprender a superar. Se perdemos alguma coisa e estamos no Senhor, superamos qualquer coisa e é isso que nos faz vencedores: Cristo. O mundo pode estar contra mim, mas se meu coração está em paz, sossegado em Deus, adorando a Deus, eu já sou mais do que vencedora, mesmo que eu não veja nada. A vitória só vem depois para confirmar a misericórdia de Deus porque a palavra diz que o justo não viverá de conquistas, de bênçãos que ele recebe ou deixa de receber, mas o justo viverá da fé.

(continua...)

Curtiu o Blog? Registre aqui!