domingo, 8 de janeiro de 2012

Quando o justo parece injusto

          Ás vezes olhamos ao nosso redor e vemos ou até mesmo protagonizamos situações onde parecemos estar certos, ainda mais em nos responsabilizar por um erro para consertar as coisas. Quem já é casado sabe bem disso.
          Jesus também sabe muito bem disso, ele se tornou culpado numa situação em que era inocente, para "consertar" nossa situação com Deus. Com esse exemplo maravilhoso da entrega de um Filho inocente para nos perdoar e purificar de todo pecado, nós tiramos a lição de que o perdão é divino e indiscutível. Sabe, eu tenho mais facilidade de pedir perdão, de assumir que errei, de voltar atrás de fazer tudo para consertar as coisas. Mas, o mais difícil é quando sou a vítima da história: eu apresento diante do Senhor aqueles que mais me magoaram, decepcionaram, traíram... E ouço Dele... "Perdoe! Ame"!
          Como amar alguém que só te fez mal, te caluniou, te feriu e nem sequer se deu conta disso para voltar atrás e pedir perdão???
            Como eu vou pedir perdão a essa pessoa se eu é que fui ofendida???
          Nesse momento Deus me faz lembrar  do exemplo de Jesus: inocente, imaculado, morreu por nós, com morte cruel, morte de cruz... Mesmo sem nunca ter errado ele pediu perdão por toda a humanidade. Humanidade esta que o rejeitou, humilhou e torturou até a morte.
          O justo sofrendo pelos injustos, dando a sua vida para que pudessemos viver... Dando o dom da vida a quem nunca mereceu, nem merecerá...
          Oh Deus! faze-nos parecidos contigo, para que possamos amar acima de todas as coisas, assim como o Senhor nos amou.

Jac Oliveira 
jaqueline_thecat@hotmail.com
Twitter: @mulhervirrtuosa

Curtiu o Blog? Registre aqui!