quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O Brasil nas nossas mãos

Shalom amigos

          Esses dias estive bastante corrida. Aqui na nossa igreja local estão acontecendo vários eventos dos quais 2 meu esposo e eu estamos coordenando, muitos projetos, muito trabalho (e muito cansaço), mas acima de tudo, graças a Deus que é nosso refúgio, em quem temos vitória.
          Em um momento assim, me sentiria muito mal se não falasse sobre política. Detesto este tipo de assunto, mas ele faz parte de nossas vidas. Enquanto cuidamos da nossa vida, muitos engravatados estão decidindo a nossa. Neste momento nós cristãos precisamos estar atentos. As vezes ficamos tão envolvidos com as coisas da igreja que nos esquecemos de olhar para o Brasil.
          Estamos em tempo de eleições e é assustador o perfil de muitos candidatos a vários cargos (convido você a assistir a propaganda eleitoral gratuita, mesmo que no youtube). São tantos famosos, comediantes, atores ou "sem profissão definida" que querem fazer parte da vida política, que chega a ser até assustador. A quem estamos entregando o Brasil?
          Já fomos chamados de "nação evangélica" e realmente acredito nisso. Representamos tanto na população brasileira que é muita coisa. Temos um poder de transformação que eu acho que não nos demos conta disso e novamente me pergunto: a quem estamos entregando o Brasil?
          Espero que todos nós possamos votar conscientemente. Ore a Deus. Veja as propostas dos candidatos. Observe quem tem projetos que venham a ferir nossa moral e que seja contra a palavra de Deus. Temos um poder nas mãos e não podemos deixar esse poder sair pelo ralo. 
          Cada nação tem o governo que merece. Hoje o Brasil está bem, mas e daqui há 4 anos? Muita coisa vai ser maquiada com as olimpíadas, a copa... mas um governo não tem só isso. Você sabia que para 2010 a previsão é de que haja 55 milhões de evangélicos e que se o crescimento continuar no ritmo que está, a igreja evangélica do Brasil alcançará 50% da população em 2022 (veja aqui)? Parece distante, mas o futuro começa agora.
          Muitas vezes oramos mas não agimos. A fé sem obras é morta. Ou muitas vezes nem oramos pela nossa nação. Amaldiçoamos e como consequência, colhemos na nossa terra aquilo que nossa boca liberou. O salmista Davi, em Salmos 122 convida a todos nós para irmos para a casa do Senhor. Entretanto, tão importante quanto isto, era buscar o bem de Jerusalém, da cidade santa e talvez por um motivo simples: haveriam muitas pessoas mais a ir para a casa do Senhor, assim como ele. Quando irmos para a casa do Senhor, lembremos do Brasil. Busquemos o seu bem.

Alegrei-me quando me disseram: Vamos a casa do senhor.
Pararam os nossos pés junto às tuas portas, ó Jerusalém!
Jerusalém , que estás construída como cidade compacta, para onde sobem as tribos, as tribos do Senhor, como convém a Israel, para renderem graças ao nome do Senhor.
Lá estão os tronos de justiça, os tronos da casa de Davi.
Orai pela paz de Jerusalém!
Sejam prósperos os que te amam.
Reine paz dentro de teus muros e prosperidade nos teus palácios.
Por amor dos meus irmãos e amigos, eu peço: haja paz em ti!
Por amor da Casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o teu bem.

Salmos 122

          A música abaixo fala sobre Deus ser Deus na nossa cidade. Que assim seja com o Brasil, e nós, instrumentos para isto acontecer.

God of this city / Chris Tomlin

Shalom

Curtiu o Blog? Registre aqui!