domingo, 24 de abril de 2016

Que tipo de semente você é? - Parte 1


"Pois o coração deste povo se tornou insensível; de má vontade ouviram com os seus ouvidos, e fecharam os seus olhos. Se assim não fosse, poderiam ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração e converter-se, e eu os curaria"
Mateus 13:15


          Esses dias eu pensei em uma palavra e a guardei em meu coração para ler depois.
          De repente, outro dia, quando acordei bem cedo para ir trabalho e aquela palavra veio de novo em minha mente. Fiquei inquieta.
          Fiquei curiosa e querendo saber porque Deus estava me direcionando para aquela palavra: A parábola do semeador.
          Aposto que você já ouviu falar dela. Alguém já deve ter pregado pra você. O interessante é que sempre que alguém falava dessa parábola para mim, ou a ouvia em algum lugar, vinha direto em minha mente, a terra fértil, a boa terra.
          Mas naquele dia, tenho certeza de que Deus estava me despertando para ver os outros solos, que até então eu não me preocupava muito. E infelizmente, a falta de conhecimento nos leva a errar e a termos nossa semente roubada. Sabe quando você sabe disso? Quando o dia mau vem.

          Gosto muito de ler essa mesma história no livro de Marcos. A parábola do semeador deixa claro para mim que é uma "porta" que, por onde entramos, temos o entendimento de todas as outras. Em outras palavras, é a parábola mais importante de se aprender:


"Então Jesus lhes perguntou: "Vocês não entendem esta parábola? Como, então, compreenderão todas as outras parábolas?"
Marcos 4:13


          Por que? Porque sem conhecer a palavra de Deus, sem que ela crie raízes dentro de você, você nunca vai entender as outras coisas que Deus quer falar. A semente, precisa encontrar um bom solo no nosso coração e isso definirá todo o resto da nossa jornada com Deus ou sem Ele.

   Neste capítulo eu acredito que haviam muitas pessoas com o coração insensível, endurecido. Poderiam até ser as religiosas. A elas não era dado a conhecer o reino de Deus e por essa razão Jesus falava por parábolas. Quando leio o versículo 13 (que abre este post) lembro que estou vivendo esses dias. Este problema se repete na nossa geração. Quantos de nós achamos que conhecemos a Deus, mas estamos insensíveis.           Estamos na Casa de Deus mas com o coração longe dali. Adoramos a Deus de lábios, mas com o coração longe dele. Quantos de nós agimos com falta de reverência e temor sobre o que é relevante para Deus. Não temos mais discernimento das coisas.Tratamos como comum o que é imoral, e assim, lembro de Paulo falando a igreja de Corinto que ali haviam muitos fracos e doentes, e muitos que dormiam espiritualmente. Se nos voltássemos para Deus, se nos convertêssemos verdadeiramente, Deus curaria todo nosso ser; todo nosso coração.

          É por isso que vamos olhar pra dentro da gente, e ver como está nosso coração. Que tipo de solo temos cultivando dentro de nós. O que temos deixado entrar no nosso coração que não tem sido agradável e tem sido nocivo para nós mesmos. O que está faltando fazer? Vamos descobrir isso no próximo post.


Outros textos: Isaías 6.10, Mateus 13 e em Marcos 4.1-20 e Lucas 8.4-15, I Corintios 11.30, Isaías 29.13


Jaqueline Sales
Autora deste Blog, esposa do Renato e serva de Deus
Contato: jacksantos.sales@gmail.com

Curtiu o Blog? Registre aqui!