domingo, 28 de agosto de 2011

Crescendo

          Há uns dois meses eu precisei fazer uma cirurgia no pé, e isso fez com que eu por várias vezes precisasse frequentar um consultório ortopédico.
          Em uma das consultas eu comecei a conversar com uma senhora que levara seu filho, devido ao garoto estar queixando- se de dores pelo corpo. Logo após o breve bate - papo o garoto foi chamado e entrou para ser consultado.
          Minutos depois a mãe saiu muito contente e me disse: Depois de ver os resultados dos exames o doutor diagnosticou que as dores são porque ele está crescendo! E foi embora levando o seu saudavel garoto pela mão.          
          Comecei a pensar na nossa vida espiritual, não crescemos sem sentir dores, para sermos santos precisamos ser modelados e como nossa carne é um material resistente esse processo se torna doloroso. Todos somos feitos de barro, mais em alguns momentos da vida nos tornamos resistente as poderosas mão do Oleiro, e Ele não nos quebra mais, nesse momento passamos a resistir a agua e ao toque de suas mãos, então quando muda a consistência do material é necessário que o método de modelagem também seja mudado.
          Deus mesmo nos amando, permite-nos passar pelo fogo, mais o fogo não modela, ela apenas faz-nos derreter...Depois da alta temperatura, ele nos leva até a bigorna onde somos martelados até afiarmos, e se nesse processo, Ele perceber que ainda existem partes que permanecem resistentes à modelagem, faz com que voltemos ao fogo.
         Pode parecer cruel esse tratamento, mais Deus é um pai zeloso, amoroso e não permite que entremos no fogo sozinhos, Ele permanece ao nosso lado e não permite que permaneçamos um só segundo a mais que o necessário.
       Como aquele menino do consultório talvez você esteja sofrendo as dores do crescimento espiritual. Mais assim como crianças que anseiam em crescer e experimentar as novas fases da vida, precisamos ansiar por um crescimento em Cristo, precisamos buscar nos tornar adultos espirituais.         Lembre-se a ferramenta que é sempre afiada é aquela que está em constante uso. Melhor é suportar o calor e as marteladas, que ficarmos jogados como uma peça inútil, sem uso, sem forma.
 
Jac Oliveira 
jaqueline_thecat@hotmail.com
Twitter: @mulhervirrtuosa 

Curtiu o Blog? Registre aqui!